4

Eu tenho o seguinte dicionário:

tests_dict = {'test 1': ['Manuel', 'Mariana', 'Filipa'], 'test 2': ['Manuel', 'Filipa', 'Mariana'], 'test 3': ['Mariana', 'Manuel', 'Filipa']}

O que preciso, é que chaves do novo dicionário sejam os nomes das pessoas, com o test feito e o lugar (indice) onde o nome respetivo está na lista do dicionário atual, formato desejado:

peps_dict = {'Manuel': {'test 1': 1, 'test 2': 1, 'test 3': 2}, 'Mariana': {'test 1': 2, 'test 2': 3, 'test 3': 1}, 'Filipa': {'test 1': 3, 'test 2': 2, 'test 3': 3}}

Como se vê, o Manuel no test 1 ficou em primeiro no test 2 também ficou em primeiro e no test 3 ficou em segundo, estas posições têm como base o indice das listas no dicionário original, e somar 1, porque é um sistema de rank e não pode haver abaixo do primeiro lugar (0 não faz sentido)

  • Use ĩndices começando em 0. Se a palavra está na primeira posição, seu indice deve ser "0" e não "1". – jsbueno 12/12/16 às 8:56
  • Sim é verdade, isto é um sistema de rank é com base no indice mas o 0 equivale ao primeiro lugar, tal como coloquei no formato desejado. Vou fixar isso, desculpe o mau entendido – Manuel Simões 12/12/16 às 11:21
  • @jsbueno, também reparei nisso, mas segui-me pelo formato desejado, porque achei também que era isso que fazia sentido neste contexto e pela explicação do AP, "... Manuel no test 1 ficou em primeiro..." – Miguel 12/12/16 às 11:37
  • @Miguel - claro, você tem que responder o que foi perguntado. Mas vale a pena comentar na resposta, qual a melhor forma de deixar os índices. – jsbueno 12/12/16 às 13:00
  • Concordo @jsbueno, claro que sim, quanto mais claro melhor – Miguel 12/12/16 às 13:02
5

Então temos:

tests_dict = {'test 1': ['Manuel', 'Mariana', 'Filipa'], 'test 2': ['Manuel', 'Filipa', 'Mariana'], 'test 3': ['Mariana', 'Manuel', 'Filipa']}

Pode fazer assim:


1.

Esta primeira maneira é mais didática, acho que assim percebe a lógica que está por de trás disto:

peps_dict = {}
for test in tests_dict:
    for indx, name in enumerate(tests_dict[test], 1): # vamos percorrer os nomes e respetivo indice em cada lista, começando em 1
        if name not in peps_dict: # se o nome ainda nao estiver presente como chave no nosso novo dionario
            peps_dict[name] = {} # vamos declara-lo como um dicionario tambem
        peps_dict[name][test] = indx # ex: peps_dict['Manuel']['test 1'] = 1, {'Manuel': {'test 1': 1}}

DEMONSTRAÇÂO


2.

Nesta maneira vamos importar defaultdict, que neste caso permite que possamos excluir a verificação if name not in peps_dict, desta maneira não há KeyError no nosso novo dicionário, e cada chave (nome) por default definimos que seja um dicionário também:

from collections import defaultdict

peps_dict = defaultdict(dict)
for test in tests_dict:
    for indx, name in enumerate(tests_dict[test], 1):
        peps_dict[name][test] = indx

DEMONSTRAÇÂO

Uma alternativa, NESTE caso, ao defaultdict é usar setdefault (Graças ao @JJoao que me lembrou desta em comentário), e assim escusa também de fazer o import, este método é aplicável só a dicionários:

peps_dict = {}
for test in tests_dict:
    for indx, name in enumerate(tests_dict[test], 1):
        peps_dict.setdefault(name,{})[test] = indx

DEMONSTRAÇÃo


3.

Esta ultima fiz mais pelo desafio, a lógica muda um pouco em relação à primeira. Vamos percorrer todos os nomes, juntamos todos os nomes numa só lista ((name for listN in tests_dict.values() for name in listN)), generator neste caso, e adicionamos cada n como sendo uma chave do nosso dicionário, e depois por via de dict compreension populamos-los com os valores correspondentes ({test: tests_dict[test].index(n) + 1}, vamos buscar o indice que o nome tem na lista original e somamos 1)

peps_dict = {}
names = (name for listN in tests_dict.values() for name in listN)
for n in names:
    peps_dict[n] = {test: tests_dict[test].index(n) + 1 for test in tests_dict if n in tests_dict[test]}

DEMONSTRAÇÃO

Esta ultima pode ser reduzida para:

names = (name for listN in tests_dict.values() for name in listN)
peps_dict = {n: {test: tests_dict[test].index(n) + 1 for test in tests_dict if n in tests_dict[test]} for n in names}

DEMOSTRAÇÃO

Output (print(peps_dict)) para os casos acima:

{'Manuel': {'test 1': 1, 'test 2': 1, 'test 3': 2}, 'Filipa': {'test 1': 3, 'test 2': 2, 'test 3': 3}, 'Mariana': {'test 1': 2, 'test 2': 3, 'test 3': 1}}

PS: Todo este exercício parte do presuposto que não existem nomes iguais em cada lista, caso existam dois "Manuel" numa lista o ultimo a ser percorrido vai-se sobrepôr ao primeiro, não podem haver chaves iguais

  • cool! sugestão na primeira substituir o if por peps_dict.setdefault(name,{}) – JJoao 12/12/16 às 13:10
  • 1
    Obrigado @JJoao, acrescentei essa alternativa na resposta – Miguel 12/12/16 às 13:37
  • obrigado eu: nunca me tinha lembrado de setdefault(name,{})[...]=... – JJoao 12/12/16 às 15:00
  • hehe (: , @JJoao , é mais curto assim – Miguel 12/12/16 às 15:02

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.