10

Criei um projeto e o deixei hospedado remotamente. Dai clono-o localmente, crio o remoto (remote), crio um arquivo teste.php e depois faço o add/commit/push.

Até aqui tudo bem. Agora faço um branch chamado teste, e já faço o add/commit/push.

E agora chegou o que eu queria perguntar: quando eu volto ao branch master, surge a mensagem:

"Your branch is based on 'origin/master', but the upstream is gone. (use "git branch --unset-upstream" to fixup)"

Por que preciso executar esse --unset-upstream? O que significa esse comando? Fiz alguma coisa errada nas etapas anteriores? Depois os branchs acabam dando certo, porém não gosto de fazer as coisas por rumo. Por isso quero entender o que é esse --unset-upstream e por que ele me pede isso.

  • 1
    crio o remoto (remote) o que exatamente você faz nessa etapa? Quando você clona um projeto (git clone) ele já vem com o remote (origin) correto. Você está adicionando outro? – Ricardo Moraleida 12/12/16 às 1:56
  • Ricardo, acredito que você matou a charada. Como comecei com o git recente, imaginava que sempre que fizesse um clone, eu já deveria criar um remote pra origem que clonei, sendo que na verdade esse remote já é criado por padrão. Dai repeti o processo usando o clone já padrão (origin) e o "erro" não aconteceu mais. Obrigado. – Paulo Luvisoto 13/12/16 às 16:26
3

Você tem 2 opções:

1/ Faz um push para criar o ramo remoto, então criar a ligação que falta:

git push origin master

2/ Quebra a ligação local entre master e origin/master:

git branch --unset-upstream

A consequência disso é só que num git fetch|pull|push, vai ter que manualmente precisar os parâmetros ramo local y o ramo remoto para fazer a ligação. Além disso, git status não vai mostrar mais a divergência entre o ramo local y o remoto.

Para resumir, --unset-upstream só apaga uma ligação localmente, sem apagar nenhum dado. Pode depois e em qualquer momento refazer a ligação:

git branch master --set-upstream-to=origin/master

Generalmente

Quando você cria um repository remoto (git init --bare), ele não tem nenhum ramo mas quando você clona o remoto num repository local, o ramo master tem uma ligação (upstream) com origin/master, mesmo se origin/master ainda não existe. Exemplo:

# Criação d'um repository remoto
$ mkdir remote.git && cd remote.git && git init --bare && cd ..
Initialized empty Git repository in /tmp/remote.git/

# Criação de um clone locale
$ git clone remote.git local && cd local
Cloning into 'local'...
warning: You appear to have cloned an empty repository.
done.

# Criação do primeiro commit, necessario para ter um `git status` normal.
$ echo "txt" > file.txt && git add file.txt && git commit -m "Initial commit"

# A mensagem vá aparecer
$ git status
On branch master
Your branch is based on 'origin/master', but the upstream is gone.
  (use "git branch --unset-upstream" to fixup)
nothing to commit, working directory clean

# Verificando a ligacao `master` -> `origin/master`
$ git branch -vv
* master 8cbd8af [origin/master: gone] Initial commit

No seu caso, você fez outras modificações, tal vez erros. Primeiro, atualiza os dados do repository remoto:

git fetch origin

Verifica qual ramos remotos tem no repository remoto, e verifica as ligações:

git remote show origin
git branch -vv

Se você criou um mal ramo, pode apaga-o com (exemplo com ramo test):

git push origin :test

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.