3

Gostaria de saber se tem como eu alterar as ordens dos commits da minha branch.

Motivo: Fiz commit gigantesco, com alterações de baixa e grande importância para o sistema(que podem matar o sistema), e agora quero ir fazendo as alterações em vários commits, para separar o que tem baixa importância, das que tem grande importância.

2

Eu passei por um problema parecido e a solução que irei repassar agora me atendeu perfeitamente. Irei fazer como um passo-a-passo minucioso para também ajudar outras pessoas que pelo menos tenha o básico do git, que é criar, excluir, atualizar e alternar branch's, "commitar" e outros.

A princípio eu criei uma nova branch para não aplicar comandos que possam inviabilizar o uso da branch no futuro.

  1. Em primeiro lugar atualize a master, logo após, atualize sua *branch*-antiga a partir da master e, também, a partir da master crie uma *branch*-nova. O objetivo será aplicar commit por commit da *branch*-antiga na *branch*-nova;
  2. Na *branch*-antigautilize o comando: git log --author="Fulano da Silva" --name-only. O que este comando faz? O git-log mostra os logs de confirmação e os parâmetros --author=<pattern> aplica um "pattern" no cabeçalho do commit. Neste caso irá buscar os commit's pelo nome e --name-only mostra os "caminho/nomes" dos arquivos alterados. Segue exemplo da saída do código completo no terminal:

    commit 94d580b6c9480ac23908799681bebc947a3e760f  
    Author: Djalma Manfrin <djalma.manfrin@email.com>
    Date:   Fri Jan 6 11:12:03 2017 -0200
    
    nome do commit
    
    caminho/do/arquivo/arquivo_1.php
    caminho/do/arquivo/arquivo_2.php
    caminho/do/arquivo/arquivo_3.php
    

Obs.: Perceba que os commit estão em ordem. Do mais recente para o mais antigo. Esta ordem é importante para o próximo passo. Iremos aplicar commit por commit do mais antigo para o mais novo.

  1. Para facilitar, divida a tela do terminal em duas telas. Em uma tela execute o comando do passo 2 para listar os commit's e na outra, mude para a *branch*-nova e aplique o comando: git cherry-pick 68e4bde4a83910cb0b4a8df82078e70131ce9280. O que este comando faz? O git-cherry-pick aplica as alterações na branch atual de um commit existente. Altere a hash conforme explicado no passo 2, do mais antigo para o mais novo.

Obs.: Normalmente ao executar o comando git cherry-pick não gera conflito, mas caso gere, terá que resolver no braço analisando o código que queira "commitar". Cada conflito é um caso particular e se acontecer comente ou abra uma nova pergunta no Stack para que possamos te ajudar. Caso não seja necessário mexer no commit, pule para o passo 5

  1. Como havia informado na pergunta e como também era meu caso. Em um único commit havia alterações de baixo e grande impacto ao sistema como um todo. Então, nesse caso tive que aplicar o comando: git reset HEAD^1. O que este comando faz? O git-reset reinicializa o HEAD atual para o estado especificado passados como parâmetros. No nosso caso o estado especificado será HEAD^1.

Obs.: No grosso modo, o comando git-reset é o oposto do git add. A nossa especificação HEAD^1 significa que queremos alterar/voltar o HEAD um commit para trás. Este commit não é perdido. Ele volta como alterações que podem ser "commitadas". Isso irá permitir voltar as alterações um commit e "commitá-la em partes". No nosso caso, será possível separar por commit as complexibilidade em baixa e grande. Por fim, commit as alterações conforme necessite.

  1. Após terminar o atual commit, volte para o passo 3. Esta foi a forma que encontrei para resolver meu problema. Espero que te ajude.
1

Você pode utilizar o git reset para retornar para o momento antes de você realizar seus commits. O seu código não será perdido apenas voltará para working directory (aquele momento antes de dar add e commit), e então a partir daí você pode ir dando add e commit aos poucos conforme necessita.

Para isso obtenha o hash do commit anterior ao seu (pode utlizar git log para verificar isso) e passar como parâmetro para o git reset, exemplo:

git reset 2af93c4f8c7c2eb55900a11eg6cf8184be18e041

Desta forma irá constar que o último commit foi o do hash passado no reset e todas as suas alterações estarão disponíveis para dar add...

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.