5

Tenho um data.frame base_retorno_diario, de 3560 observações em 110 ações (retornos diários), quero criar outro data.frame a partir desse com a Volatilidade ewma com decay_factor = 0.97

Exemplo do data.frame

  Data       IBOV         ABEV3       AEDU3   ALLL3 BBAS3        BBDC3        BBDC4
1 2000-01-04 -0.063756245 0.00000000  0       0     -0.029935852 -0.080866107 -0.071453347
2 2000-01-05 0.024865308  -0.03762663 0       0     -0.008082292 0.043269231 0.060889055
3 2000-01-06 -0.008510238 -0.03157895 0       0      0.014074074 0.014285714 0.008098592
4 2000-01-07 0.012557359  -0.02484472 0       0     -0.022644266 0.017719219 0.000000000
5 2000-01-10 0.043716564  0.00000000  0       0     0.050074738 0.005357143 0.006985679
6 2000-01-11 -0.026401514 -0.02388535 0       0    -0.008540925 -0.059058615 -0.046479362

A primeira linha eu criei com o seguinte código (n_row e n_col são o número de linhas e colunas em base_retorno_diario)

EWMA_VARIANCE = as.data.frame(base_retorno_diario[1,2:n_col]^2)

em seguida eu criei o seguinte loop

i = 2
DECAY_FACTOR = 0.97
while(i<=n_row){EWMA_VARIANCE = rbind(EWMA_VARIANCE,EWMA_VARIANCE[(i-1),1:(n_col-1)]*DECAY_FACTOR +(1-DECAY_FACTOR)*base_retorno_diario[i,2:n_col]^2)
i=i+1
}

Ele funciona e cria o novo data.frame com a volatilidade de todas as ações no banco de dados, porem leva muito tempo, existe alguma maneira mais eficiente de codificar a mesma situação ?

  • Amigo, acredito que você possa melhorar MUITO a velocidade de execução se você utilizar matriz ao invés de dataframe ou datatable. Eu tive um problema semelhante aqui: pt.stackoverflow.com/questions/215414/… Há uma boa diferença na forma com que os dados estão alocados em um dataframe e em uma matriz. Quando se percorre por um for ou while, a forma como os dados são alocados impacta muito no tempo de execução. – mbranbilla 18/09/17 às 15:02
2

Segue o código com a resposta

A segunda função variance.ewma recebe uma matriz com os retornos das ações e o valor do fator de decaimento do EWMA, para cada coluna da matriz ela chama a função ewma.func e repassa o fator de decaimento aplicando o formula ewma para cada coluna, ao terminar de aplicar a formula em cada coluna ela retorna uma matriz com os resultados.

ewma.func <- function(rets, lambda) {
rets[is.infinite(rets)] = 0
rets[is.nan(rets)] = 0
ewma.ant <- rets[1]^2
ewma <- vapply(rets, function(r) ewma.ant <<- ewma.ant *lambda + (r^2)*(1 - lambda), 0)
return(ewma)
}

variance.ewma <- function(bancodados,decayfactor){
EWMA = bancodados
for (i in 1:ncol(EWMA)){
EWMA[, i] = ewma.func(EWMA[, i], decayfactor) }
return(EWMA)}
  • não se esqueça de colocar a fonte para a resposta do MrFlick no SOEn. O método dele é bastante interessante. – Anthony Accioly 9/08/14 às 22:23
  • É interessante checar o seguinte link para uma forma alternativa de se obter o mesmo resultado. (stackoverflow.com/questions/23791321/…) – RiskTech 11/08/14 às 15:55

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.