1

Olá, amigos!

Estou criando um programa que irá ler um texto. Esse texto deverá ser alocado uma linha por vez (com até 75 caracteres por linha).

O programa recebe, na entrada ,o texto do usuário até que a string "the end!" seja digitada.

Contudo ao executar o programa, estou tendo o erro: Segmentation fault (core dumped). (Detalhe: Este erro me é comum, e por várias vezes já tentei resolvê-lo, mas sem sucesso). Por favor, digam o porquê de este erro acontecer, não só nesse código como também as suas causas comuns.)

Posteriormente, eu irei usar a função stringUpper para deixar o meu texto com letras maiúsculas.

#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>
#include <ctype.h>
#include <string.h>
#define MAX_CHAR 75

const char THE_END[] = "the end!";
void stringUpper(char*, int);

void main() {
    char **texto;
    int i = 0;
    int j;
    texto = NULL;
    for( ; ; ) {
        texto = (char**)realloc(texto,(i+1)*sizeof(char*));
        texto[i] = (char*)malloc(MAX_CHAR*sizeof(char));
        fgets(texto[i],MAX_CHAR,stdin);
        texto[strlen(texto[i]-1)] = '\0'; // troca o '\n' (úlimo dígito da string) pelo terminador nulo
        if(strcmp(THE_END,texto[i]) == 0) break;
        i++;
    }

    for(j = 0; j < i; i++) {
        free(texto[j]);
    }

    free(texto);






}

void stringUpper(char *s, int tam) {
    int i = 0;
    for(i = 0; i < tam; i++) {
        s[i] = toupper(s[i]);
    }
}
1

O amigo Emoon achou a primeira parte do problema na resposta dele, que o fgets põe um \n no final da string lida e que precisa dar free em cada uma das strings alocadas.

Quanto a esse \n, a solução seria substituí-lo por \0 e foi isso que você fez. Ou melhor, foi isso que você tentou fazer!

Você fez esse código para substituir o \n por \0:

texto[strlen(texto[i]-1)] = '\0';

Isso está errado. O correto seria isso:

texto[i][strlen(texto[i]) - 1] = '\0';

Depois, na hora de desalocar as strings, veja o seu laço:

for(j = 0; j < i; i++)

Esse laço está errado! Era para ser j++ ao invés de i++.

Arrumando esses probleminhas, o código funcionou para mim como o esperado.

  • Você tem razão. O pior de tudo é que cometi esses 2 erros por pura falta de atenção, mas, na hora de (tentar) corrigir, não consegui perceber. Eu sou bastante desatento, você acha que isso é ruim pra quem é programador? Você acha que isso pode prejudicar minha carreira ou não tem problema?(Deixa aqui nos comentários a sua resposta. Desde já agradeço) :) – L. Pedro 15/11/16 às 20:00
  • Agora, está tudo funcionando perfeitamente. – L. Pedro 15/11/16 às 20:02
  • @L.Pedro Se a resposta serviu, não esqueça de clicar no ✅ verde para marcar esta resposta como correta/aceita. – Victor Stafusa 15/11/16 às 20:22
  • Era isso que eu ia comentar também, ele estava atribuindo \0 a um ponteiro, ou seja, o mesmo que NULL. +1 por complementar a resposta – Emoon 15/11/16 às 20:26
1

Existem alguns problemas no seu programa. strcmp, em caso de igualdade, devolve 0, e não o contrário. Além disso, o fgets possui o inconveniente de não eliminar o \n ao final da entrada. Você pode corrigir isso substituindo-o por um \0 ou colocando-o na comparação. Uma possível solução então seria:

if (strcmp("the end!\n", texto[i]) == 0) break;

Além disso, não se esqueça de que você precisa dar free não só no endereço de texto, mas em cada uma das linhas também.

Não consegui recriar seu SegFault, mas o problema pode estar nesse realloc que é chamado quando o ponteiro texto contém inicialmente lixo. Tente fazer um malloc para ele antes.

  • Olá, Emoon! Eu fiz as modificações que eram necessárias. Contudo, no que diz respeito ao "Segmentation fault", ele continua aparecendo mesmo se eu fizer um malloc antes. – L. Pedro 13/11/16 às 11:50
  • Você poderia rodar o gdb para descobrir exatamente em que linha está acontecendo esse SegFault? – Emoon 13/11/16 às 15:52
0

Eu terminei o código. Ele está assim agora:

 #include <stdio.h> 
 #include <stdlib.h>
 #include <ctype.h>
 #include <string.h>
 #define MAX_CHAR 75

const char THE_END[] = "the end!";
void stringUpper(char*, int);
void clearBuffer();
void textUpper(char**,int);
void printText(char**,int);
char **desalocaTexto(char**,int);

void main() {
    char **texto;
    int i = 0;
    int j;
    texto = NULL;
    for( ; ; ) {
        texto = (char**)realloc(texto,(i+1)*sizeof(char*));
        texto[i] = (char*)malloc(MAX_CHAR*sizeof(char));
        //clearBuffer();
        fgets(texto[i],MAX_CHAR,stdin);
        texto[i][strlen(texto[i]) - 1] = '\0';// troca o '\n' (úlimo dígito da string) pelo terminador nulo

        if(strcmp(THE_END,texto[i]) == 0) break;
        i++;
    }

    textUpper(texto, i);
    printText(texto,i);

    texto = desalocaTexto(texto,i);
}

void stringUpper(char *s, int tam) {
    int i = 0;
    for(i = 0; i < tam; i++) {
        s[i] = toupper(s[i]);
    }
}


void clearBuffer() {
    char c;
    while((c = getchar()) != '\n' && c != EOF);

}

void textUpper(char **texto ,int tam) {
    int i;
    for(i = 0; i < tam; i++) {
        stringUpper(texto[i],MAX_CHAR);
    }
}

void printText(char **texto,int tam) {
    int i;
    for(i = 0; i < tam; i++) {
        printf("%s\n",texto[i]);
    }

}

char **desalocaTexto(char **t ,int linhas) {
    int j;
    for(j = 0; j < linhas; j++) {
        free(t[j]);
    }

    free(t);
    return NULL;
}

Pessoal, considerando que eu sou um iniciante, o código está bem feito na opnião de vocês? Em quanto tempo em média eu posso me tornar um profissional em C?

  • O código está bem feito e indentado, só algumas falhas de consistência no espaçamento que poderiam ser corrigidas. – Emoon 15/11/16 às 21:49
  • Agora, a questão é, você realmente quer se tornar um profissional em C? É bom saber o básico da linguagem, isso não nego, mas profissionalmente você irá querer trabalhar com algo mais robusto e orientado a objeto. E C++ existe justamente pra isso, que basicamente contém tudo de C com a vantagem de ser uma linguagem moderna e tão eficiente quanto – Emoon 15/11/16 às 21:57
  • Não me leve a mal, C até tem suas finalidades didáticas, como ensinar conceitos de baixo nível como ponteiros e endereços, mas infelizmente impera um conservadorismo (ao menos é o que vejo na minha universidade), de professores com a cabeça mergulhada a 20 anos no passado, de querer usá-la pra quase tudo. E infelizmente acabamos nos apegando erroneamente a ela – Emoon 15/11/16 às 22:01
  • 1
    Emoon, obrigado. :) – L. Pedro 16/11/16 às 14:16

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.