2

Tenho uma classe aninhada que é usada para uma nova Thread e nela possui alguns Toast para apresentar algumas informaçoes pro usuário dependendo do erro.
Já tentei passar o context pelo Construtor, já criei uma variavel context na classe principal porém o erro persiste com a mensagem:

br.com.minhaempresa.teste.AccountAccessActivity$LoginRunnable.run(AccountAccessActivity.java:97)

Código:

public class AccountAccessActivity extends Activity implements AccountAccess
{
private EditText account;
private EditText pass;
private Spinner spinner;
private ProgressBar progressBar;

private Context context;

@Override
protected void onCreate(Bundle savedInstanceState)
{
    super.onCreate(savedInstanceState);
    setContentView(R.layout.activity_account_access);

    account = (EditText)findViewById(R.id.accountInput);
    pass = (EditText)findViewById(R.id.passInput);
    spinner = (Spinner)findViewById(R.id.accTypeSpinner);
    progressBar = (ProgressBar)findViewById(R.id.progressCircle);

    context = this;

    if(!InternetConnectionStatus.isOnline(context))
    {
        Toast.makeText(context ,R.string.noInternet, Toast.LENGTH_LONG).show();
    }
}

@Override
public void login(View v)
{
    LoginForm form = new LoginForm(account.getText(), pass.getText(), spinner.getSelectedItemPosition());

    Runnable runnable = new LoginRunnable(form, this);

    new Thread(runnable).start();
}

@Override
public void forgotPassword(View v)
{

}

@Override
public void newAccount(View v)
{

}

public class LoginRunnable implements Runnable
{
    private LoginForm form;

    public LoginRunnable(LoginForm form, Context context)
    {
        this.form = form;
    }

    @Override
    public void run()
    {
        try
        {
            UserDAO userDAO = new UserDAO(new ConnectionFactory().getConnection());

            userDAO.validadeLogin(form);
        }
        catch (SQLTimeoutException e)
        {
            Toast.makeText(context, R.string.timeLimitExceded, Toast.LENGTH_LONG).show();
        }
        catch (SQLException e)
        {
            Toast.makeText(context, R.string.erroUserOrPass, Toast.LENGTH_LONG).show();
        }
        catch (ClassNotFoundException e)
        {
            Toast.makeText(context, R.string.internalErro, Toast.LENGTH_LONG).show();
        }
    }
}

}

Linha 97:

FATAL EXCEPTION: Thread-3642 Process: br.com.minhaempresa.db, PID: 7007
java.lang.RuntimeException: Can't create handler inside thread that has not called Looper.prepare()
at android.os.Handler.(Handler.java:200)
at android.os.Handler.(Handler.java:114)
at android.widget.Toast$TN.(Toast.java:372)
at android.widget.Toast.(Toast.java:105)
at android.widget.Toast.makeText(Toast.java:264)
at android.widget.Toast.makeText(Toast.java:313)
at br.com.minhaempresa.somdegustacao.AccountAccessActivity$LoginRunnable.run(AccountAccessActivity.java:98)
at java.lang.Thread.run(Thread.java:841)

Qual a melhor maneira de passar o Context para uma classe aninhada neste caso?

1
  • 1
    Você omitiu do log de erros a parte principal: a exceção. 9/11/16 às 4:03
2

Isso não tem a ver com a forma como o context é passado.

A razão do erro é que não é permitido aceder a objectos que usam a UI, como é o caso de Toast, em uma Thread que não a UIThread(MainThread).
Se retirar as chamadas a Toast verá que o erro desaparece.

Existem várias formas de resolver esse problema, uma delas é executar o Toast usando o método runOnUiThread() da Activity:

public static class LoginRunnable implements Runnable
{
    private LoginForm form;
    private WeakReference<Activity> weakActivity;

    public LoginRunnable(LoginForm form, Activity activity)
    {
        this.form = form;
        weakActivity = new WeakReference<Activity>(activity);
    }

    @Override
    public void run()
    {
        try
        {
            UserDAO userDAO = new UserDAO(new ConnectionFactory().getConnection());

            userDAO.validadeLogin(form);
        }
        catch (SQLTimeoutException e)
        {
            showError(R.string.timeLimitExceded);
        }
        catch (SQLException e)
        {
            showError(R.string.erroUserOrPass);
        }
        catch (ClassNotFoundException e)
        {
            showError(R.string.internalErro);
        }
    }

    private void showError(final int messageId){
        final Activity activity = weakActivity.get();
        if(activity != null) {
            activity.runOnUiThread(new Runnable() {
                @Override
                public void run() {
                    String message = activity.getString(messageId);
                    Toast.makeText(activity, message, Toast.LENGTH_LONG).show();
                }
            });
        }
    }
}

Nota: Declarar a classe LoginRunnable static e usar uma WeakReference para guardar a referência à Activity evita quaisquer possíveis memory leaks.

9
  • 1
    Finalmente entendi o uso do 'runOnUIThread'! Percebi que o erro não era o context depois de dar uma olhada melhor na exceção, obrigado! 9/11/16 às 14:52
  • Só que a runOnUIThread roda direto na Thread principal, a do Usuário, e como o ramaral comentou, se não considerar possíveis memory leaks, use. 9/11/16 às 15:15
  • @CarlosBridi Note que a sua solução também tem problemas de possíveis memory leaks já que passa a Activity para o runnable.
    – ramaral
    9/11/16 às 15:22
  • @ramaral Concordo, só complementei que ela roda na thread principal. obrigado 9/11/16 às 15:25
  • 1
    Você já deve saber que o Android pode destruir e recriar a sua Activity em certas situações, por exemplo quando o dispositivo é rodado da posição vertical para a horizontal e vice-versa. Se a classe LoginRunnable tiver uma "referência forte" à Activity ela não pode ser destruída. Quando o Android recriar a Activity ficarão duas Activities em memória. Se a referência à Activity, guardada por LoginRunnable for fraca(WeakReference), permitirá que a memória ocupada pela Activity antiga seja libertada quando o Android criar uma nova.
    – ramaral
    9/11/16 às 18:33
0

Também já tive problemas com contextos em classes diferentes, e é meio ~trabalhoso~ controlar isso. O que você pode fazer é criar uma interface Listener com um método que retorne exceção para a classe que invocou.

Exemplo:

Interface:

public interface DoLoginListener{
    public void onException(String erroMsg) throws Exception;
}

Classe principal:

public class AccountAccessActivity extends Activity implements AccountAccess, DoLoginListener{

protected void onCreate(Bundle savedInstanceState){

...

}


public void onException(String erroMsg) throws Exception{
   Toast.makeText(this.getApplicationContext(), erroMsg, Toast.LENGTH_LONG).show();
}

}

Classe Login:

public class LoginRunnable implements Runnable{ private LoginForm form; private DoLoginListener callback;

public LoginRunnable(LoginForm form, DoLoginListener<String> cba)
{
    this.form = form;
    this.callback = cba;
}


@Override
public void run(){
    try{
        UserDAO userDAO = new UserDAO(new ConnectionFactory().getConnection());

        userDAO.validadeLogin(form);
    }
    catch (SQLTimeoutException e){
        callback.onException("Erro de SQLTimeOut");
        //ou podes passar o R.string.<teuErro> 
    }
    catch (SQLException e){
        callback.onException("Erro de SQLException");
    }
    catch (ClassNotFoundException e){
        callback.onException("Erro de ClassNotFoundException ");
    }
}

}

Assim você sabe qual classe instanciou e pode exibir pro usuário de formas diferentes.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.