3

Não sei se existe essa possibilidade. Segue um código para auxiliar na pergunta:

public class Square
{
    int side;

    public Square(int side)
    {
        this.side = side;
    }

    int getArea()
    {
        return side * side;
    }

    public static void main(String[] args)
    {
        Square square = new Square(5);

        System.out.println("Tamanho do lado: " + square + " / Area: " + square.getArea());
    }

}

Saída:

Tamanho do lado: colecoes.Square@15db9742 / Area: 25

É possível sair dessa forma, sem utilizar uma função get?

Tamanho do lado: 5 / Area: 25

  • 2
    Sobrescreva o método toString da classe Square e implemente para retornar uma string da forma que está querendo exibir. – Renan Gomes 18/10/16 às 15:13
  • @renan mas nesse caso está retornando do mesmo jeito, certo? – Maniero 18/10/16 às 15:22

2 Respostas 2

4

Implemente na sua classe:

public String toString() {
    return side;
}

O resto do código pode ficar como está.

O que acontece é que o método toString() é chamado para converter seu objeto em string quando você o concatena com outros valores no método System.out.println. Como você não fez ainda uma implementação do método, o toString da classe pai é chamado, e o que ele faz é mostrar o nome da classe mais a referência para o objeto (que é o output que você está vendo no console).

Talvez esta solução não seja uma boa idéia no sentido de expressividade do código, mas vai fazer exatamente o que você está buscando. Deve haver solução melhor, mas daí você precisa explicar sua intenção.

Edit:

Esclarecido que a idéia é que o atributo side é de fato a representação do objeto, tal qual a cadeia de caracteres é a representação de um objeto String, então usar o método toString desta maneira é uma implementação correta.

E há outra maneira de representar um objeto por um de seus atributos sem ter que invocar explicitamente este atributo ou o seu getter? Não, em Java não há.

Exemplos deste recurso em outras linguagens seriam a propriedade default do VB e a sobrecarga de operadores do C#, mas o Java não tem este recurso. Os tipos do próprio Java (String, Integer, Long...) fazem isso usando recursos do compilador e da VM, e não recursos da linguagem. Ou seja: você não tem como alcançar o mesmo resultado em uma classe sua.

  • Não sabia que era possível sobrescrever toString() +1. Mas minha duvida ainda persiste pois ainda tenho de utilizar uma função para apresentar a variável daquela classe, digamos que a variável "represente" aquela classe. Essa minha duvida veio com a classe String, quando você cria uma new String("abc") e printa ela, no console resulta em um "abc", sem a necessidade de uma função para apresentar esse valor. A expressividade do código realmente abaixa, a dúvida é apenas aprendizado. – Iago Coutinho Campos 18/10/16 às 15:43
  • 1
    Cara, o Java faz isso com o tipo String usando "mágica", ele não usa recursos da própria linguagem. Ou seja: você não pode reproduzir esta técnica nas suas próprias classes. Em VB.Net, por exemplo, você pode definir uma propriedade default e em C# você pode usar sobrecarga de operadores para fazer esse tipo de coisa, mas ainda assim estará escrevendo um método - mas em Java você só tem o toString mesmo para representar o objeto. @IagoCoutinhoCampos – Caffé 18/10/16 às 15:51
  • 1
    @IagoCoutinhoCampos Só uma pequena correção: escrevi "VB.Net" por vício, mas é o VB que suporta propriedade default com a característica de representar o objeto. Propriedade default no VB.Net é outra coisa (equivalente à propriedade indexada do C#). – Caffé 18/10/16 às 17:51
5

Sim é possível:

class Square {
    public int side;
    public int area;
    public Square(int side) {
        this.side = side;
        area = side * side;
    }

    public static void main(String[] args) {
        Square square = new Square(5);
        System.out.println("Tamanho do lado: " + square.side + " / Area: " + square.area);
    }
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

A classe orientada a objeto ou não pode ter métodos e não funções. Elas podem ter campos públicos também. Nesse caso você pode pegar o valor existe dele sem um método. Foi o que fiz com o atributo area.

Isso tem uma dificuldade, nada grave, pode ser o que deseja mesmo. Sempre que o valor do lado mudar por alguma razão, incluindo aí a construção, esse atributo precisa ser atualizado para que sempre que alguém pegá-lo tenha o valor correto.

Note que o outro atributo side usado na classe não tem um modificador de visibilidade, o ideal é sempre explicitar. Se deseja que ele seja privado (só a classe pode acessá-lo) declare como private. Se quiser que qualquer parte da aplicação acesse seu valor declare como public, como eu fiz no atributo area. No caso coloquei pública para dar acesso, como parece ser o que deseja, apesar do exemplo não estar correto.

No uso no momento de pedir o lado, não usei o objeto como um todo, usei esse atributo square.side.

Algumas pessoas consideram que é errado acessar atributos diretamente sem ter um método para dar o acesso indireto. Depende da aplicação faz todo sentido fazer isso mesmo. Mas há casos que é um exagero e usar um método extra só serve para atrapalhar. Veja mais em Propriedade Vs variáveis (é C#, mas o uso de getter e setter é igual).

Idealmente o método main() deveria estar em outra classe.

Embora tenha algumas recomendações de uso do toString() eu não faria isso para retornar o lado. Mandar imprimir o objeto e mostrar só a informação do lado dele, não parece adequada. Mesmo que seja nesse exemplo, se mudar a composição da classe vai dar problema. Tem que conceituar certo as coisas e implementar de acordo com o conceito, caso contrário uma manutenção faria o código não ser mais adequado.

Tentando exemplificar pegando o exemplo no comentário na resposta do Caffé:

Se você cria uma variável exemplo do tipo String. Se mandar imprimir apenas exemplo, ela imprimirá o texto "contido" na variável. Ou seja, quando manda imprimir a variável você quer que imprima exatamente a string. Como o texto está representado internamente não importa. Nesse caso o que está sendo impresso está conceitualmente correto.

Se você tem uma variável square do tipo Square, ou seja tem um quadrado nele, se mandar imprimir square, espera-se que imprima o quadrado, seja lá o que isso signifique. Se mandar imprimir apenas o lado do quadrado é uma representação errada do que é o quadrado. Aí vai usar esperando que imprima o lado, um dia precisa mudar e tudo o que existia não funciona mais. Esse problema ocorre porque está conceitualmente errado.

Além disso a pergunta fala em não utilizar uma função, o toString() é uma função (método usando a terminologia correta).

  • Como havia dito para @Caffé a dúvida é mero aprendizado, realmente reduz a compreensão do código. Como você disse, o método main deveria estar em outra classe, imagine que fosse esse o caso e a variavel – Iago Coutinho Campos 18/10/16 às 15:52
  • Apertei [Enter] sem querer... e a variável side fosse privada, é possivel fazer esse tipo de operacão (square1 + square2), cada um com o lado 5 resultando em 10? – Iago Coutinho Campos 18/10/16 às 15:55
  • Ou isso torna tudo muito complexo e desnecessário a ponto de descartar esse tipo de coisa? – Iago Coutinho Campos 18/10/16 às 15:56
  • 2
    Não dá por limitação técnica, além do conceito errado. Somar dois quadrados (que não faz sentido) é diferente de somar os lados de dois quadrados. Não é questão de ser complexo, é questão de ser errado. Mesmo em aprendizado, não é o ideal fazer isso. Mesmo que fosse tecnicamente viável. – Maniero 18/10/16 às 15:57
  • 1
    Não creio que seja um conceito errado. O C# suporta isso através da sobrecarga de operadores. É claro que o exemplo em questão pode não justificar, mas o AP esclareceu o objetivo dele. – Caffé 18/10/16 às 16:01

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.