0

Hoje me deparei com certa situação, que me deixou com duvida:

Em minha aplicação tenho algumas ID's vindas de uma tabela, essas ID's são valores inteiros (1,2,3, e assim por diante) e todas eu trato elas como string.

Uma dos motivos que faço isso é para não utilizar o método: Convert.Toint e acabo utilizando o método : .ToString()

Não vou realizar nenhuma operação matemática, é somente para identificação de registros (primary key).

Estes ID's são obtidos de uma GridView populado por um DataTable que por sua vez tem os dados vindo do BD, esses ID's são gerado pelo banco por uma coluna com Identity então nunca teremos valores duplicados.

Também não me interessa se o valor é o primeiro, ultimo, qual é o próximo, é apenas para identificar a ação de exclusão do registro.

Esse tratamento, esta correto? qual a forma indicada nesses casos?

  • como vc trata o ID tem a ver com as necessidades da sua aplicação... se você não tá usando pra nada então nem binda esse valor no objeto da aplicação – guijob 14/10/16 às 14:52
  • 1
    E como você grava esses IDs? Como garante que eles são únicos? Como sabe qual é o próximo? Dê mais contexto. – Maniero 14/10/16 às 14:54
  • pelo oq eu entendi são inteiros que ele trata na aplicação como string... e a dúvida é se esse tratamento tá correto – guijob 14/10/16 às 14:59
  • @J.Guilherme preciso desses valores, pois ele identifica o registro a ser excluído, e a duvida e essa mesmo, se o tratamento esta correto. – Thomas Erich Pimentel 14/10/16 às 15:03
  • @bigown fiz uma revisão na pergunta – Thomas Erich Pimentel 14/10/16 às 15:03
4

Não existe correto ou errado propriamente dito nesse caso. Existe o indicado e o mais eficiente. Se os campos são inteiros, trate-os como tal. Pode parecer que não tenha qualquer coisa o impedindo de usar os inteiros convertidos para string nessa situação, mas existe uma "regra" em desenvolvimento de sistemas que costumo seguir com muito sucesso: Faça a coisa menos surpreendente. Sempre.

Surpreendente, no caso, deve ser lido como "algo que gere menos surpresa".

Nesse caso, se o campo é inteiro (ou long) no banco de dados, trate-o como tal no seu código também. Isso gerará menos surpresa a algum outro programador, ou até à você mesmo quando vier resolver um bug no código daqui a alguns anos. Ademais, usar Convert.ToInt32() no lugar de ToString() não terá qualquer diferença, mas apenas o fato de você se perguntar se tratar o inteiro como string no seu código é o certo, já mostra que o ideal seria nem precisar fazer essa pergunta e tratar inteiro como o inteiro que é.

Te garanto também que no DataTable esse campo é inteiro. Se for comparar o ID do GridView com o id no dataset/datatable, pode vir a ter que converter de volta para inteiro de qualquer

Há ainda funcionalidades futuras que possam ser afetadas por essa conversão desnecessária feita hoje. Por exemplo, você pode vir a precisar colocar os Ids dentro de um Hashset e se forem strings as operações serão mais lentas (não muito, pois o Hashset usa um hash para ser encontrado, mas há perda de performance). Você pode querer ordenar os Ids para saber qual foi criado antes no banco de dados (já que é identity) e a ordenação de strings, além de muito mais lenta, não segue a ordem numérica: "10" < "2" enquanto que 10 > 2.

Resumindo: enquanto existem motivos para usar inteiro como inteiro, com vantagens, não existem vantagens nem motivos (no seu caso) de tratá-los como string.

Não pregue peças em si mesmo (e nos outros que usem seu código). Faça o que gere menos surpresa. Se pergunte: O que é o mais esperado? Que um campo inteiro no banco seja tratado como string no seu código, ou que seja tratado como inteiro mesmo?

2

Apesar de você não utilizar as IDs para operações matemáticas, você certamente faz comparacoes, principalmente na busca de dados no seu banco. Pensando em performance, a melhor pratica ainda e utilizar numeros, pois as comparacoes podem ser feitas em um ciclo, ao passo que comparacao de strings requer que cada caractere seja comparado (a menos que voce converta para numeros). Com relacao a sua preocupacao de chamar ToString repetidamente, pode ficar tranquilo, pois este metodo e muito rapido e otimizado a nivel da CLR, entao jamais sera o bottleneck em nenhuma aplicacao. O que poderia ser um problema e o boxing e unboxing dos valores, ou seja, deixando que o C# faca o trabalho pra voce.

Por exemplo, o codigo

for(int i = 0; i < 50; i++) {
    sb.Append(i.ToString()); 
    sb.Append(",");
}

é mais rapido do que

StringBuilder sb = new StringBuilder();
for(int i = 0; i < 50; i++) 
    sb.Append (i + ",");

Justamente porque o segundo requer operacoes de boxing e unboxing extras.

Desta forma, faz mais sentido se preocupar com a eficiencia da busca no seu banco e outras comparacoes entre as IDs do que com ToString, o que significa que, no geral, int seria uma escolha melhor.

  • Você mediu a performance dos dois casos usando uma quantidade alta de iterações? Pode se surpreender... Sem falar que provavelmente ocorre boxing nos dois casos, já que para chamar ToString tem que ser tratado como object... Mas teria que ver o IL de ambos os casos. – Loudenvier 14/10/16 às 16:16
  • Sim. Este exemplo eh conhecido, tirei do livro c# in a nutshell. Existe uma pergunta desse exemplo no SO tbm onde a pessoa explica mais afundo a diferenca. Quando voce chama ToString em um tipo, por exemplo i.ToString, onde i é um inteiro, voce pula a parte do boxing porque a informacao ja e conhecida. Voce pode ver na IL gerada pelo compilador. stackoverflow.com/questions/18293932/… – victor 14/10/16 às 17:05
  • 1
    Na verdade o que ocorre então é uma otimização do compilador. Por isso queira ver o IL gerado e, novamente, tem que testar a performance, uma vez que o otimizador pode muito bem evitar o boxing desnecessário. Ainda há o caso de haver uma chamada de método a mais no segundo exemplo. Concordo com você sobre o hit de performance com operações de boxing e unboxing, mas não acredito que o exemplo específico resulte em código mais lento, pois não isola o problema do boxing/unboxing. Mais tarde meço ambos os métodos. – Loudenvier 14/10/16 às 18:51
  • 1
    Fiz os testes de performance e, inclusive, comentei na resposta no Stack Overflow em inglês. O grande culpado da perda de performance nesse exemplo é o string.Concat() que acaba ocorrendo no primeiro exemplo e que não acontece no segundo. Isso dá uma diferença de uns 30ms em 1 milhão de iterações. Se mudarmos o código para forçar o boxing, mas deixarmos separados em duas chamadas ao sb.Append() essa diferença cai para 5ms. Ou seja, você está certo, tem um impacto negativo, mas o maior impacto nesses exemplos não é do boxing! – Loudenvier 14/10/16 às 21:56

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.