5

Gostaria de saber qual a diferença entre os diretórios /assets e /res presentes no android, sei que o layout e várias imagens ficam no diretório /res e são acessadas de diferentes modos.

Existe também o diretório /raw que está dentro do /res, sei que ele pode conter arquivos e que podem ser acessados como por exemplo .getIdentifier("arquivo","raw", getPackageName()); onde o arquivo é equivalente a res/raw/arquivo.json, ou seja, o raw pode conter os mesmos arquivos que o assets?

Qual a real diferença entre o raw, o assets e o res no Android, e como eu poderia usar cada um deles?

6

Antes de responder a diferença, uma breve explicação sobre os resources:

Alguns itens devem ser externalizados (imagens, strings) para mantê-los independentes e para eles poderem suportar configurações específicas (linguagem do device, tamanho da tela, orientação, etc.). A pasta res, usa várias subpastas que juntam os resources por tipo e configuração.

Mark Vasconcelos, em seu artigo sobre Android – Estrutura e organização da aplicação, fez um "resumo" sobre a estruturação da aplicação:

As pastas criadas automaticamente no projeto que serão usadas pela aplicação são:

  • src: É onde fica o código fonte da nossa aplicação.

  • res: Pasta de resources da aplicação, aqui ficarão arquivos de layout, imagens, XML de configuração, XML com strings internacionalizáveis, raw files, sons, etc..

As pastas criados por default para resources são:

  • res/drawable-<screen cfg>: Deve se colocar as imagens, a divisão entre hdpi (High dpi), mdpi (Medium dpi), ldpi (Low dpi) é para guardar as imagens em resoluções diferentes.
  • res/layout: Fica os arquivos XMLs que representam o layout das nossas Activities.
  • res/values: XMLs que guardam strings que podem ser usadas na aplicação.

Por default, um arquivo strings.xml é criado nessa pasta, os valores são guardados através de tags com a seguinte estrutura <string name="nomeString">Valor String</string>

Na pasta res é possível adicionar mais subpastas para representar mais resources para aplicação ou alternativas para os resources, como por exemplo uma pasta xml para guardar informações de configurações.

  • gen: pasta de fonte gerado

Essa pasta também guarda código fontes, mas ela só fica com uma única classe gerada automaticamente pelo plugin do eclipse chamada "R" no mesmo pacote que informamos em "package name" quando criamos nosso projeto. Essa classe R contém ids para todos os itens que temos na pasta res, e é através desses ids que podemos usar todos os resources facilmente na nossa aplicação.

  • assets: Arquivos raw - A diferença de colocar arquivos raw aqui do que em algo como res/raw é que resources são acessíveis por id através da classe R, arquivos nessa pasta podem ser abertos por stream dentro da aplicação como um byte array.

Ainda é possível adicionar mais pastas no projeto, para criar aplicações nativas é criado uma pasta chamada jni que guarda os códigos nativos e AndroidMakeFiles que o Android NDK (Native Development Kit) usa para criar a shared lib para aplicação, como Android é uma distro unix, a shared lib é um arquivo com extenção .so, os arquivos gerados pelo NDK ainda vai para outra pasta chamada libs, essa pasta contém as shared libs que podem ser usadas na aplicação em Runtime, que pode ser carregada com um System.loadLibrary(“nomeLib”).

Vale a pena ler essa resposta do stackoverflow em inglês.

Qual a real diferença entre o raw, o assets e o res no Android, e como eu poderia usar cada um deles?

  • res: Você deve sempre usar os arquivos e pastas de resource para armazenar valores da sua aplicação, além das imagens, é claro. Dessa forma você consegue manter e atualizar seu código muito mais facilmente, além de poder definir alternativas para cada um deles, de acordo com situações específicas, como diferentes idiomas, tamanhos e orientações de tela. A pasta res/ é a pasta do seu projeto que guarda todos os resources da sua aplicação

  • raw: Salvar arquivos ativos em vez de salvar no assets/directory. A diferença está na maneira que você vai acessá-los. Esses arquivos são processados ​​por aapt e deve ser referenciado a partir da aplicação que utiliza um identificador de recurso na classe R. Por exemplo, este é um bom lugar para a mídia, como MP3 ou Ogg.

  • assets: É mais como um sistema de arquivos e oferece mais liberdade para colocar qualquer arquivo. Em seguida, você pode acessar cada um dos arquivos nesse sistema. Este diretório é bom para coisas como detalhes do jogo, dicionários, ... etc.

Referência:

2
  • assets/

Você pode usar esta pasta para armazenar qualquer arquivo. Os arquivos que você salva aqui são compilados no .apk e o nome do arquivo original é preservado. Você pode navegar neste diretório da mesma forma que um sistema de arquivos típico usando URIs e ler arquivos como um fluxo de bytes usando um AssetManager. Vale lembrar que a classe R não gera IDs para os arquivos colocados nessa pasta, então ela é menos compatível com algumas classes e métodos do Android. Além disso, é muito mais lento acessar um arquivo armazenado nesta pasta, uma vez que você precisará obter um identificador para ele com base em um String.

Exemplo de uso: Armazenamento de texturas e dados de jogos, e bancos de dados sqlite .

  • res/

Contém todos os recursos que não são códigos (e.g. .java, .kt), como layouts XML, strings de UI e imagens de bitmap. Esta pasta é dividida em subdiretórios. Basicamente, essa pasta serve apenas como um agrupador de outras pastas com outros recursos, como as pastas animator, color, drawable, etc. Os arquivos contidos nas subpastas desta pasta são processados ​​pelo aapt (Android Asset Packaging Tool), portanto os arquivos destas subpstas devem ser referenciados no aplicativo usando um resource ID da classe R.

  • raw/

Assim como a pasta assets/, esta pasta serve para armazenar qualquer arquivo. A diferença é que, como essa pasta é uma subpasta da pasta res/, os arquivos contidos nela são processados ​​pelo aapt (Android Asset Packaging Tool), portanto eles devem ser referenciados no aplicativo usando um resource ID da classe R.

Exemplo de uso: Armazenar mídias, como arquivos MP3 ou Ogg.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.