12

Cresci o olho em cima do .Net Core (ASP.Net Core), comecei com C#, mas abandonei por partir para o lado "open-source", agora com essa oportunidade resolvi "voltar".

Pretendo utilizar o .Net Core (ASP.Net Core) em um projeto pessoal e futuramente estabelecer ele como opção de desenvolvimento.

Em pesquisas vi que é muito falado que existe "restrições" entre os dois lados, e isso é crucial para decidir se é o ideal para um projeto:

  • O que posso fazer com o .Net Framework (ASP.NET 1.0) que no .Net Core (ASP.NET Core) não? Vice-Versa.

  • Tem um vão muito grande de diferenças entre os dois?

  • Vale a pena investir nele no momento?

12

Esta pergunta passa fazer pouco sentido agora porque o .NET Framework morreu, só sobrou o .NET Core, que passa ser chamado de .NET 5. Principalmente a conclusão desta resposta já não importa mais.

Há uma página indicando o que é a nova proposta de .NET Platform Standard. Isso talvez seja o mais importante. Se quer algo portável entre as variadas implementações que conformem com isso tem que se ater a isto. Qualquer coisa que use e não está nesta lista, não há garantias que funcionará em outras implementações.

Comparar com ASP.NET 1.0 não é prudente.

As duas principais vantagens do .NET Core é rodar em diversas plataformas (não só sistemas operacionais, realmente é uma tecnologia mais aberta) e não precisar de nada previamente instalado, inclusive permitindo uma instalação modular das dependências (pra mim a principal). Disto surgem diversas outras pequenas vantagens. Além de ter novas funcionalidades, mais modernas, e mais bem pensadas.

Seria complicado fazer uma lista completa do que não existe no .NET Core porque essa lista é bem extensa se for em todos detalhes e ela vai encurtando a cada dia.

Nem falarei das diferenças para o desenvolver. Isso dá-se um jeito.

Quase tudo o que tiraram foi por uma boa razão.

Longe de dizer que o .NET Core terá tudo o que o .NET Framework (esse antigo que sempre usamos). Explicitamente isso não ocorrerá. Mas muito do que não existe hoje deverá ter em algum momento.

O que dá para dizer é que a muita coisa ligada ao Windows não terá. Como o Core foi feito para ser portável, essas coisas foram deixadas de fora. Mas algumas nem no Windows fazia sentido mais.

  • Então não tem Windows Forms e WPF. Mas tem UWP, que obviamente não poderá ser usado fora do Windows. Isto não é mais verdade. Exitem opções de terceiros para GUI.

  • System.Drawing ainda não está disponível. Isto não é mais verdade.

  • Muitas coisas que só fazem sentido no Windows, como Enterprise.Services. Qualquer coisa que dependa de P/Invoke está fora, mas algumas poderão ter substitutos, provavelmente mais modernos. COM também tem limitações.

  • ASP.NET tradicional (WebForms) não é suportado. Mas mesmo o MVC antigo não pode funcionar porque depende do tradicional (isto mudou um pouco). Não sei se há algum esforço para mudar isso, mas duvido. O ASP.Net Core é parecido com o ASP.NET MVC, mas não idêntico e compatível.

  • A integração com servidores HTTP é bem diferença e ainda tem limitações. Apesar de agora ter uma base para ser melhor.

  • Assim como o Entity Framework antigo também não funciona e não funcionará. O novo é melhor, mas demora um pouco para estar completo (sem o legado do antigo). Isto não é mais verdade.

  • O WCF tem bastante limitação.

  • Reflexão tem alguma limitação também, mas nada importante.

  • Serialização binária não está disponível por padrão, mas tem opções melhores.

  • Não há domínio de aplicação (AppDomain). Ainda bem.

  • A segurança da aplicação é bem simplificada (isso não quer dizer que é inseguro). Não há (CAS). Já não é mais importante como era.

  • Não dá e nem faz sentido ter click once. Não faz sentido mais usar isto, e tem o MSIX ou soluções de terceiros muito melhores.

  • Tiraram boa parte do que era considerado obsoleto. Há uma lista oficial de obsolescência.

  • Tem várias outras coisas, esta lista não está completa. Mas agora já é uma lista bem menor e nada importante.

Enfim, pense no .NET Core como uma nova tecnologia. Existem casos para continuar usando o framework tradicional. Em geral não vale a pena converter aplicações antigas para o .NET Core, a não ser que tenha um bom motivo. Mas na maioria dos casos é interessante usar o .NET Core. Ele é game changing para o .NET.

Responder qual é o melhor para cada projeto seu não é nossa função. Cabe perguntas mais específicas sobre recursos que vai precisar.

Muita gente acha que vale a pena investir nele, de fato nunca vi uma tecnologia nova ter adoção tão rápida como esta, mas você deve formar sua própria opinião. Certamente tem gente que pensa o contrário.

Só começando fazer para saber. Lembre-se que tudo é diferente. Você ainda não sabe como usá-lo. Terá dificuldades iniciais. Ele tem filosofia diferente e é um pouco mais bruto. Acho que está pensando certo. Dê uma passo de cada vez.

O .NET Framework continuará suportado e terá alguma evolução, mas o foco está no .NET Core.

  • Fantastico @bigown, pensava próximo ao que você disse, agora ficou concreto e sera o que vou seguir. Encarando como uma nova tecnologia(conceito/filosofia) que ele é, arriscando e aprendendo a desenvolver sobre as diferenças e novidades. Obrigado. – G. M4rc14L 5/10/16 às 2:55
  • @Marcial, estou atualmente pesquisando e implementando alguns novos projetos para essa tecnologia e a principal dificuldade que encontro nem é a própria plataforma, mas sim libraries de terceiros como drivers de banco de dados (no meu caso Firebird .Net Provider), e no meu caso o ORM em si (NHibernate). Utilizo Asp.Net Core pelas vantagens e facilidades em utilizar npm e bower, pelo novo modelo de projeto (mais organizado em minha opinião) e simplicidade nos mecanismo de Injeção de Dependências, entre outros motivos menores. [continua...] – Fernando Leal 7/10/16 às 12:46
  • [continuando...] Para isso acabei alterando o target/framework de meu projeto para .NET Framework ao invés de .NET Core, sendo que apesar de utilizar toda a nova abordagem de projetos Core, consigo utilizar as libraries antigas, com o custo de não ter a vantagem de multiplataforma do .Net Core. Minha expectativa é no futuro ao ter os recursos necessários para .Net Core , retornar o target/framework de minha aplicação para .Net Core novamente! – Fernando Leal 7/10/16 às 12:46
  • 1
    @Fernando é claro que você não terá o port de todas bibliotecas de um dia para o outro, se você usa alguma tecnologia que ainda não está disponível para ele tem que aguardar para fazer algo sério. Mas pode ir aprendendo o que tem diferente. Tem várias coisas melhores. Algumas das desvantagens são transitórias. Outras são propositais. – Maniero 7/10/16 às 13:00
  • 1
    Correto @Marcial, meu comentário realmente foi com a intenção de alertar sobre esse tipo de problema com library de terceiros, mas se você pode utilizar essas dependências conforme disponibilidade, o .Net Core só irá lhe ser agregador, pois toda a tecnologia foi refeita e melhorada, muito do que era legado de versões passadas e que acabava limitando o avanço da tecnologia foi repensado. No meu ponto de vista isso está sendo um grande avanço na tecnologia .Net, "é um passo para traz para dar 2 passos para a frente". – Fernando Leal 10/10/16 às 12:09
4

Para ter a resposta e entendimento desta pergunta, antes é preciso olhar a imagem abaixo que exemplifica bem o status atual da plataforma .NET:

.NET Framework 4.6 e .NET Core 1.0

Existem dois Frameworks. Sendo o .NET Framework 4.6 o mais maduro, por ter anos de desenvolvimento e produção. Este, apelidado por "Full Framework", está disponível apenas para aplicações Windows. Ou seja, aplicações que rodam em Windows Server, dependem do IIS e dos componentes que ali se instalam também e fazem dependência deste universo. Para o Full Framework podemos trabalhar apenas com o ASP.NET 4.6. E assim, utilizar todo os recursos do ASP.NET 4.6.

O segundo framework, chamado de .NET Core, que atualmente está na versão 1.1, está disponível para ambientes Windows, Linux e OSX. Ou seja, é o que chamamos de cross-platform ou multi-plataforma. Por enquanto as aplicações desenvolvidas com o .NET Core comparados ao Full Framework são mais limitados em recurso. Porém, já na versão 1.1 do .NET Core temos uma certa estabilidade e várias funcionalidades interessantes e que nos traz independência de server, ambiente e plataforma de desenvolvimento.

Importante: Aplicações .NET Core podem rodar em ambientes com .NET Core ou com o .NET Framework 4.6 instalados. Porém o contrário não é possível.

Outro detalhe: Você pode desenvolver uma aplicação em ASP.NET Core 1.1 e utilizar bibliotecas do .NET Standard. Porém, ao fazer isto, a sua aplicação deixa de ser cross-platform.

O que posso fazer com o .Net Framework (ASP.NET 1.0) que no .Net Core (ASP.NET Core) não? Vice-Versa.

Tem um vão muito grande de diferenças entre os dois?

O .NET Core foi reescrito. Para quem estava acostumado do Visual Studio fazer tudo, pode não aproveitar todo o suprassumo do .NET Core. Acho que a independência na manipulação do ambiente de desenvolvimento é uma das maiores diferenças. Programaticamente, não há grandes dificuldades.

Vale a pena investir nele no momento?

Sim. Bastante!

  • 1
    Obrigado pela resposta. Dês a criação dessa pergunta, venho pesquisando e investindo no .Net Core e Asp.net Core, ate já assisti uns vídeos de vocês. Estava a procura de algo multiplataforma, já havia estudado C# com o full framework, então acabou caindo bem. Venho utilizando ubuntu com visual code, posso estar perdendo bastante coisa em não usar o visual studio, mas é principalmente para ter algo mais "simples" e direto como o Core é. – G. M4rc14L 27/12/16 às 14:04
  • 1
    Não tinha visto sua resposta aqui, legal Kono. – Maniero 14/05/17 às 15:54

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.