6

Queria saber se existe algum tipo de 'break' no IF. Minha dúvida se baseia no exemplo abaixo. Quando a função b() retorna false todas comparações seguintes não são executadas. Pensava que a condição iria comparar todos os valores e retornar o resultado.

Posso estar falando besteira, mas parece que lança um 'break' logo quando encontra um resultado que não supra a condição, algo parecido com um throw.


$a = function(){ echo 'a'; return 1; };
$b = function(){ echo 'b'; return 1; };
$c = function(){ echo 'c'; return 1; };

if( $a() && $b() && $c() )
echo 'sucesso';

output : a b c sucesso


$a = function(){ echo 'a'; return 1; };
$b = function(){ echo 'b'; return 0; };
$c = function(){ echo 'c'; return 1; };

if( $a() && $b() && $c() )
echo 'sucesso';

output : a b


Meu caso era usar um if onde a terceira condição dependesse das outras duas como verdadeiras, poupando if + if. No exemplo acima funcionou como esperado, mas realmente foi uma novidade pra mim.

  • 2
    Também já notei isso no C# , por exemplo quando quero comparar a propriedade de um objeto, e este objeto está null, o C# lança uma exception, para isto comparo antes, no mesmo if(objeto != null && objeto.propriedade == valor), não ocorre a exception, a resposta do @bigown me ajudou a esclarecer isto também – Marco Giovanni 21/09/16 às 14:11
  • 2
    @MarcoGiovanni isso é proposital até para resolver esse tipo de questão. Sem o short circuit o código teria que ser complicado. – Maniero 21/09/16 às 14:22
9

Existe uma coisa chamada short-circuit. Os operadores relacionais operam desta forma. Eles vão avaliando até já terem certeza do resultado. Quando os demais operandos não pode mais alterar o resultado não importa os seus valores ele não tenta mais avaliar nada e toma a decisão.

Isso é útil porque dá melhor performance e evita possíveis efeitos colaterais que eventualmente devem ser evitados mesmo dependendo da condição anterior. Então:

if ( $a() && $b() && $c() )

É o mesmo que:

if ( $a() )
    if ( $b() )
        if ( $c() )
            fazAlgo;

Ou seja se não entrar no primeiro if não vai entrar nos demais. Assim fica mais fácil de ver. E curiosamente muito programador escreve o segundo exemplo sem perceber que poderia escrever em uma única linha.

Como o AND exige que todos operando sejam verdadeiro para resultar em verdadeiro quando uma dá falso é impossível que os outros revertam a situação, não tem porque avaliar os outros.

O mesmo pode ocorrer com OR. Só que neste caso a situação é diferente. Esse operador exige que apenas um operando seja verdadeiro para o resultado final ser verdadeiro. Se o primeiro der verdadeiro, ele não vai mais olhar os demais:

if( $a() || $b() || $c() )

É o mesmo que:

if ( $a() ) fazAlgo;
else if ( $b() ) fazAlgo; //faz algo igual
else if ( $c() ) fazAlgo; //tem que ser igual

Basta o $a() dar true e $b() e $c() nem serão executados. Se ele der false é claro que vai avaliar $b(), aí a decisão se vai avaliar $c() depende do resultado dele.

Isso pode ser observado com outros operadores relacionais (pelo menos em algumas linguagens).

Tem linguagem que não adota isso.

Os operadores de bit (Ex.: &, |) não possuem a característica de fechar o circuito e todos executam sempre. Inclusive eles são usados quando a característica não é desejada.

Há um pergunta com um exemplo clássico do seu uso. Você tem um primeiro operando que verifica se uma condição é satisfeita. O segundo operando causará só funcionará corretamente se a primeira for verdadeira. Típico de verificação de um objeto é nulo antes de acessá-lo.

  • Eu realmente não sabia dessa. Muito elucidativo o exemplo. Valeu Big – Papa Charlie 21/09/16 às 14:10
  • 1
    Se entendi, sim. Nesse caso tem duas expressões. A primeira será verdadeira se um dos dois operando forem verdadeiros, não importa qual. Então se $a()` der verdadeiro, nem vai olhar $b(). E por consequência vai olhar $c() para ter certeza que o resultado final será verdadeiro. Se $a() der falso, vai olhar $b(). Se este der falso tb, nem vai olhar $c(), já é garantido que vai dar falso. – Maniero 21/09/16 às 14:15
  • 1
    Isso mesmo... Manda essa resposta pra DOC do PHP :) – Papa Charlie 21/09/16 às 14:20
  • 1
    @PapaCharlie Se você ver como fica um código minificado, verá que tem muitos if($var1 == true && $var2 = explode(' ', $var3) && $var4 = $var2[1]) – Guilherme Lautert 23/09/16 às 13:08
  • 1
    @GuilhermeLautert isso é minificado? nem quero ver o não minificado :) – Maniero 23/09/16 às 13:15
0

Sim, o argumento passado no break você sai de um nível. Caso tenha um foreach e um if:

foreach ( $var as $key )
{
  if ( $key == 0 )
  {
    #code...
    break(2);
  }
}

Essa forma vc interrompe tb o foreach. Da forma que passou no exemplo poderia ser usado o switch como alternativa

switch (variable) {
    case 'value':
        # code...
        break;

    default:
        # code...
        break;
}
  • 1
    Acho que não seria bem essa dúvida. Sei que há break no laço e no switch. A questão é o IF. – Papa Charlie 21/09/16 às 14:15

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.