3

Olá, desde sempre até hoje nos meus projetos de c++ com Qt, sempre utilizei delete de objetos apenas quando eu os aloco dinamicamente com o operador new, porém no meu último projeto que estava relativamente grande, comecei a sentir uma diferença de performance conforme sua execução. O projeto em questão disparava imagens de uma câmera na tela, e com o tempo começou a ficar bem lerdo a sua sequencia de frames, mesmo dividindo seu processo em um QTimer. Como meu proeto possui muitas chamadas de objetos, comecei a pensar na questão de liberação de memória. A minha pergunta é, objetos alocados na stack, ou seja, um objeto não-dinâmico, deve ter sua memória liberada em algum momento?

Exemplo de objeto não-dinâmico que me refiro:

void MyClass::functionExample(){

    AnotherClass obj;
    obj.setData(1);

}

Normalmente utilizo delete ou chamo o destrutor da classe apenas para esta situação:

void MyClass::functionExample(){

    AnotherClass *obj = new AnotherClass();
    obj->setData(1);
}

No caso de objetos declarados como atributo private da minha classe, também devo liberar memórias desses objetos? Obrigado desde já.

  • 1
    O ideal é nem usar delete, é jogar o ponteiro dentro de um "smart pointer". Meu último grande projeto em C++ escaneava uso de "delete" e não construía se achasse um. – epx 15/09/16 às 14:22
3

Observação importante:

Nesta resposta eu uso livremente a terminologia alocação "estática" e "dinâmica" para me referir, respectivamente, à alocação de dados no stack e no heap. Eu chamo a alocação do stack de "estática" porque ela é meio que imutável (é feita no início do programa), e a alocação no heap de "dinâmica" porque o controle está mais diretamente na mão do programador.

O colega @Maniero, por exemplo, comentou muito bem o seguinte a esse respeito:

"Eu uso uma terminologia diferente, pra mim alocação estática é aquela feita previamente e vale por toda a execução da aplicação, portanto não precisa alocar. A alocação no stack, apensar do nome induzir a ser algo estático por similaridade, não é uma alocação estática, ela é automática. A alocação de todo o stack é estático, mas não os seus objetos. Eu acho que a terminologia usada está errada e dá um entendimento errado, pelo menos para quem entende do assunto. Pra quem não entende vai até entender, mas o errado. Por isso a confusão."

E o colega @José X. também comentou muito bem a esse respeito:

"Esse assunto vai longe...dêem uma olhada aqui e aqui (o texto do SO aponta para o link da Wikipedia). Só queria dar mais um exemplo: uma membro não-static e não-ponteiro de uma classe que é instanciada no heap...apesar de não ser um ponteiro, esse membro na verdade é alocado no heap, não no stack."

Realmente, talvez o termo "alocação automática" seja mais apropriado para não haver confusão. Fiz essa observação porque achei que ela era importante, ainda que o foco da resposta não era esse necessariamente.

Os objetos alocados estaticamente (isto é, no stack) existem no escopo em que foram criados. Quando esse escopo termina, eles são automaticamente removidos pelo compilador. Assim, no seu código...

void MyClass::functionExample(){

    AnotherClass obj;
    obj.setData(1);

}

...a instância de obj vai existir apenas dentro do método functionExample. Quando esse método terminar, essa instância vai ser eliminada automaticamente (e o destrutor, se existir, vai ser invocado).

Diferentemente dos anteriores, objetos alocados dinamicamente (isto é, no heap) existem até que sejam explicitamente destruídos (pelo programador, em geral). Quando memória é alocada muitas vezes no heap e não é liberada por erro, ocorre o que se chama vazamento de memória (memory leak), o que causa mesmo uma gradual redução do desempenho do sistema pelo uso excessivo de recursos (ainda que não seja a exclusiva causa potencial de mal desempenho).

Assim, no seu código...

void MyClass::functionExample(){

    AnotherClass *obj = new AnotherClass();
    obj->setData(1);
}

Há um vazamento de memória. A variável obj é um ponteiro para uma instância de AnotherClass. Ela, por si só, é uma variável estaticamente alocada (no stack - não confunda com uma variável declarada como estática) e, portanto, existe somente dentro do escopo do método functionExample. Usando o operador new, você cria uma nova instância de AnotherClass (alocando memória para tal) e guarda o endereço dessa memória na variável obj. Quando o método functionExample termina, essa variável é eliminada, e como você não tem mais a referência do endereço que foi alocado não tem mais como liberar aquela memória que permanece "perdida" no heap até que todo o programa termine.

Note que o Qt tem alguns recursos para gerenciar automaticamente a memória de objetos herdados de QObject. Quando você cria uma widget, por exemplo, você pode informar como parâmetro o ponteiro para uma instância de outra widget (QWidget*) que será o "pai" desse objeto. Esse objeto pai irá automaticamente destruir todos os seus filhos quando ele próprio for eliminado.

Não sei se era o caso, já que você não citou, de a sua classe AnotherClass herdar de QObject, mas mesmo que fosse o vazamento ainda existe porque você não passou o tal parâmetro (geralmente this para indicar que o objeto atual é o pai daquele que está sendo criado).

  • Obrigado, esclareceu bem a minha dúvida. Você disse que uma instancia criada de um objeto como atributo de uma classe existirá enquanto a classe for utilizada. Em caso de multiplas chamadas de objetos, a liberação de memória se aplica neste caso? mesmo os atributos da classe não sendo dinamicos, é recomendavel que eu os libere da memória manualmente? – Yuri Pires 14/09/16 às 16:46
  • 1
    Eu disse isso sim, mas somente para os atributos que forem alocados de forma não-dinamica (isto é, não são ponteiros em que vc usou new). É, sim, a liberação de memória é igual, pois cada objeto terá o seu próprio escopo. – Luiz Vieira 14/09/16 às 16:49
  • 2
    O termo alocação dinâmica realmente é muito usado. A estática não costumo ver. O stack é estático, mas os objetos dentro dele que são as alocações que são referenciadas na resposta são feitas sob demanda. São dois conceitos de alocação. É verdade que eu já vi termos diferentes (acho que ativação, sei lá) para os objetos que são colocados no stack, mas todo mundo fala em alocar e é entendido. Tanto que o termo alocação automática significa que pode usar o que já está alocado (no sentido de reservado) na memória. A alocação é feita de forma simples, sem requisição.É confuso por ter 2 passos – Maniero 15/09/16 às 1:26
2

Você só deve usar delete para objetos alocados com new. Ponto.

  • 1
    Yuri, a resposta é: não, não precisam. Objetos estáticos são eliminados quando saem do escopo (quando a função termina, por exemplo). – Luiz Vieira 14/09/16 às 15:32
  • 1
    Detalhe importante: new/ delete fazem a chamada do construtor/destrutor do objeto antes/depois de liberar a memória alocada por ele, enquanto as funções da família do malloc()/ free() não o fazem. -- pense no que pode acontecer se você misturar as duas coisas. – Lacobus 14/09/16 às 17:51
  • 1
    Eu uso uma terminologia diferente, pra mim alocação estática é aquela feita previamente e vale por toda a execução da aplicação, portanto não precisa liberar. A alocação no stack, apensar do nome induzir a ser algo estático por similaridade, não é uma alocação estática, ela é automática. A alocação de todo o stack é estático, mas não os seus objetos. Eu acho que a terminologia usada está errada e dá um entendimento errado, pelo menos para quem entende do assunto. Pra quem não entende vai até entender, mas o errado. Por isso a confusão. – Maniero 14/09/16 às 18:07
  • 1
    @LuizVieira só se pagar royalties :P E arrumei um lapso. – Maniero 15/09/16 às 0:52
  • 2
    Esse assunto vai longe...dêem uma olhada aqui stackoverflow.com/questions/8385322/… e aqui en.wikipedia.org/wiki/Static_variable (o texto do SO aponta para o link da Wikipedia). Só queria dar mais um exemplo: uma membro não-static e não-ponteiro de uma classe que é instanciada no heap...apesar de não ser um ponteiro, esse membro na verdade é alocado no heap, não no stack. – zentrunix 15/09/16 às 1:23

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.