5

Casting
[...] processo onde um tipo de objeto é explicitamente convertido em outro tipo, se a conversão é permitida.
Fonte: Stackoverflow em Português


Supondo a seguinte situação:

var i = 10

Quais são as diferenças entre os casts abaixo e quando devo usar cada um? Também gostaria de saber sobre a performance deles, se há diferença.

  1. i.ToString()
  2. DirectCast(i, String)
  3. CType(i, String)
  4. CStr(i, String)
  5. TryCast(i, String)

1 Resposta 1

7
  • i.ToString() resulta na representação textual do objeto, não é necessariamente uma conversão como muitos pensam. Funciona para qualquer coisa. Tem mais em detalhes em Convert.ToString() e .ToString().
  • DirectCast(i, String) é outro operador de cast quando não se sabe qual é o tipo que será convertido e não há garantias que funcionará, lançando uma exceção se houver problemas. É o equivalente ao (string)i do C#, ou quase, eles não possuem exatamente a mesma semântica.
  • CType(i, String) é uma forma de conversão exclusivo do VB.NET, não funciona no C#. O operador precisa estar implementado no tipo usado. Vejo que não se costuma recomendá-lo (há quem prefira o CStr, há quem prefira o DirectCast, ainda que a recomendação oficial seja para preferi-lo. A minha é não usar VB.NET :P
  • CStr(i) é o operador de cast específico para string do VB.NET (exclusivo). É um conversor de dados. Tem uma performance melhor por alguma otimização do compilador.
  • TryCast é o operador de cast que não resulta em erro, se a conversão falhar o nulo será retornado (null em C# e Nothing em VB.NET). Equivale ao i as string do C#. Entenda Qual a diferença entre um cast explícito e o operador as?

Eu consultei algumas fontes já que VB.NET não é minha especialidade e vi que há muita controvérsia sobre o assunto e nem a documentação oficial, nem pessoas que escrevem sobre o assunto, parecem explicar adequadamente as diferenças entre eles. Mesmo que alguém poste aqui algo teoricamente conclusivo, se não for muito bem fundamentado, eu vou desconfiar.

Note que não adianta procurar desempenho se o mecanismo não fizer o que deseja. Aí estará comparando laranjas com bananas. Nesse exemplo um DirectCast não funciona, não é possível transformar um inteiro em texto dessa forma. E o TryCast resultaria em nulo.

Dependendo do que quer nenhum desses é adequado. Quando recebe dados externos que não tem controle, todos esses são problemáticos.

A performance depende também da fonte de dados. Converter string para string é muito rápido. Obter a representação textual pode ser mais rápido em que conversão. Então é complicado afirmar qual é mais rápido.

Nesse exemplo, ao que tudo indica o CStr é o mais rápido.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.