2

Estou quebrando a cabeça aqui para uma solução cujo é passar nomes das funções como parâmetros para ser executado.

Tenho a função ShowModal no qual o objetivo dela é chamar outras funções e objetos. Como posso o nome da função para ela executar.

    $.showModal = function (idModal,idInputHidden,idNome,nameFunction,idOptional) {
    $(idModal).modal('show');
    if(idOptional == 'null'){
        $.setField(idInputHidden,idNome,idOptional);
    }else{
        $.nameFunction(idInputHidden,idNome);
    }
};

// Exemplo de uso Normal dela
$.showModal($('#myModalProduto'),$('#produto_modal_ctrl_id_key'),$('#produto_modal_ctrl_id'),'setFieldModalProduto',null);

//No Modal do Produto tenho a seguinte função setFieldModalProduto
$.setFieldModalProduto = function (a,b) {
            field1 =  $(a);
            field2 =  $(b);
        };
  • Para mim Não fico muito claro. – Jose Edinaldo 8/09/16 às 22:30
  • 1
    Passe a própria função na chamada, muito mais prático. – Bacco 8/09/16 às 22:42
1

Por serem objetos de primeira classe, funções podem ser propriedades de objetos ou até mesmo arrays.

Se você não definiu a quem a função pertence (objeto ou outra variável) ela pertencerá ao objeto window:

function chamaOutra(nome_funcao, parametro){
  window[nome_funcao](parametro);
}

function myAlert(parametro){
   alert(parametro);
}

chamaOutra("myAlert", "Teste 1");

Se você definiu a quem ela pertence, por exemplo, uma variável para agrupar as funções, basta informar a variável "pai" antes da função:

   

var chamaOutra = function (nome_pai, nome_funcao, parametro){
  window[nome_pai][nome_funcao](parametro);
}

var mensagens = {}
mensagens.myAlert = function (parametro){
      alert(parametro);
}

chamaOutra("mensagens", "myAlert", "Teste 2");

Nesta resposta, encontrei uma função que acredito que possa ser interessante para o seu caso:

// lista com suas funções
var mensagens = {}
mensagens.myAlert = function (parametro){
      alert(parametro);
}

// função para chamar outras
function executeFunctionByName(functionName, context /*, args */) {
  var args = [].slice.call(arguments).splice(2);
  var namespaces = functionName.split(".");
  var func = namespaces.pop();
  for(var i = 0; i < namespaces.length; i++) {
    context = context[namespaces[i]];
  }
  return context[func].apply(context, args);
}

// chamando outra função
executeFunctionByName("mensagens.myAlert", window, "Teste 3");

Como comentado por @bfavaretto, você também pode passar como argumento, porém neste caso, você não poderá usar uma string como parâmetro:

// lista de funções 
var  myAlert = function(my_parametro){
   alert(my_parametro);
}

// função para chamar outras
function chamaOutras(funcao, parametro){
    if(typeof(funcao)=="function"){
        funcao.call();
    }
}

// chamando outras
chamaOutras(myAlert("Teste 4"));

  • 2
    Por serem objetos de primeira classe, também podem ser passadas como argumento. O que é preferível a passar o nome. – bfavaretto 8/09/16 às 22:38
  • Vou verificar flw! – Guilherme Costa 8/09/16 às 23:10
  • Funcionou a resposta acima? – Allan Andrade 9/09/16 às 23:56
  • Sim, já marquei vc como respondido. Obrigado mais uma vez. – Guilherme Costa 10/09/16 às 12:16

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.