4

EmCc++ porque alguns usam std::cout e outros usam apenas cout é apenas o que o programador achar melhor?

  • Para utilizar apenas cout você precisa utilizar o namespace: using namespace std;. Os recursos da biblioteca padrão do C ++ são declarados dentro do espaço de nome std. Leia mais em C++ Standard Library e Name visibility. – KelvinS 11/09/17 às 13:23
5

Em C++ todos nomes definidos no escopo global pertencem a um namespace.

Um nome está no escopo global quando é declarado fora de uma função e de uma classe. Por exemplo


#include <iostream>

int a = 1;

int main()
{
    int b = 2;
    std::cout << "a=" << a << " b=" << b << "\n";
    {
       int c = 3;
       std::cout << "a=" << a << " b=" << b << " c=" << c << "\n";
    }
}

No exemplo acima, a variável aestá no escopo global (dizemos que é uma "variável global"), e as variáveis b e c estão em um escopo local (dizemos que são "variáveis locais"). A variável local b está no escopo da função main, e a variável local c está no escopo do bloco aberto pela chave { anterior, e fechado pela chave } que vem em seguida.

Pois bem, tudo isso foi para dizer que todos os nomes que estão no escopo global pertencem a um namespace. Um namespace, como o nome diz, é um "espaço de nomes", ou um "conjunto de nomes".

Quando um nome no escopo global não pertence explicitamente a um namespace, então automaticamente o nome pertence ao namespace global. Portanto, no exemplo acima, a variável global a pertence ao namespace global.

Para indicar que um nome no escopo global pertence a um namespace, precisamos dar o nome do namespace a que este nome pertence.


#include <iostream>

int a = 1;

namespace x
{
   int a = 2;
};

int main()
{
    int b = 3;
    std::cout << "a=" << a << " b=" << b << "\n";
    {
       int c = 3;
       std::cout << "a=" << a << " b=" << b << " c=" << c << "\n";
    }

    std::cout << "a=" << a << " x::a=" << x::a << "\n";
}

No exemplo acima temos duas variaveis a globais: uma que pertence ao namespace global (inicializada com 1) e uma que pertence ao namespace x (inicializada com 2).

Note que para referenciar a variável a que pertence ao namespace x precisamos fazer isso explicitamente, através da notação x::a.

Existem duas maneiras de simplificar a codificação e não ficar repetindo o nome do namespace. As duas maneiras se utilizam da diretiva using.

A primeira maneira simplifica a referência a apenas um nome do namespace. No exemplo acima, logo após declarar o namespace x utilizaríamos a diretiva using x::a;. Desta maneira, poderíamos referenciar a variável x::a apenas escrevendo a. Entretanto no exemplo acima isto não vai funcionar, pois vai criar conflito com a variável a (inicializada com 1) pertencente ao namespace global!

No exemplo seguinte a variável x::y é referenciada desta maneira simplificada.


#include <iostream>

int a = 1;

namespace x
{
   int a = 2;
   int y = 2;
};
using x::y;

int main()
{
    int b = 3;
    std::cout << "a=" << a << " b=" << b << "\n";
    {
       int c = 3;
       std::cout << "a=" << a << " b=" << b << " c=" << c << "\n";
    }

    std::cout << "a=" << a << " x::a=" << x::a << "\n";
    std::cout << "x::y=" << y << "\n";
}

A outra maneira de simplificar o acesso a variáveis pertencentes a um namespace é utilizando a diretiva "using namespace". Desta maneira todos os nomes pertencentes ao namespace podem ser referenciados sem precisar colocar explicitamente o nome do namespace.

O exemplo abaixo ilustra o uso de using namespace (note o namespace z).


   #include <iostream>

   int a = 1;

    namespace x
    {
       int a = 2;
       int y = 2;
    };
    using x::y;

    namespace z
    {
      int aa = 1;
      int bb = 2;
    };
    using namespace z;

    int main()
    {
        int b = 3;
        std::cout << "a=" << a << " b=" << b << "\n";
        {
           int c = 3;
           std::cout << "a=" << a << " b=" << b << " c=" << c << "\n";
        }

        std::cout << "a=" << a << " x::a=" << x::a << "\n";
        std::cout << "x::y=" << y << "\n";
        std::cout << "z::aa=" << aa << " z::bb=" << bb << "\n";
    }

Ok, e o que tudo isso tem a ver com std::cout ? A resposta é: todas as classes e objetos globais da biblioteca padrão da linguagem C++ estão declarados dentro do namespace std.

Assim, para referenciarmos uma classe ou um objeto da biblioteca padrão C++ precisamos especificar que pertencem ao namespace std.

Então, podemos utilizar uma das 3 maneiras descritas acima: especificar explicitamente o namespace (como em std::cout), ou utilizar uma dretiva para cada nome em std (using std::cout), ou utilizar uma única diretiva para todos os nomes em std (using namespace std).

A 3ª maneira, using namespace std, não é aconselhada, pois libera o acesso a todos os nomes do namespace std, dando margem a potenciais conflitos.

Entretanto, é aceitável a utilização de using namespace std em pequenos programas, programas exemplo, programas teste, etc, é tudo uma questão de "bom senso".

Para completar, podemos fazer referência explícita a uma variável no namespace global através da notação ::. Por exemplo, ::a é uma referência ao nome a declarado no namespace global.

(Edit. Faltou ainda falar sobre namespace anônimo, mas isto fica para a próxima.)

9

std::cout é o nome completo do objeto, incluindo o "nome de família" dele, o sobrenome. Muita gente gosta de usar assim, eliminando qualquer ambiguidade.

Outros preferem usar só o nome do objeto para ficar mais curto. É um jeito mais informal de uso. Para ser possível é preciso indicar antes qual família vai usar. A principal do C++ é justamente a std. Então fazendo:

using namespace std;

dispensa o uso do sobrenome em cada objeto do código que pertença à família std.

Veja mais em Porque não é uma boa prática usarmos namespace "std" em C++? para entender as vantagens e desvantagens dele. Mas na essência é gosto.

Um exemplo.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.