5

Pode me explicar como eles funcionam no C#?

Quando eu crio uma classe pai e nela tem um método teste() e quero reescrever este método na classe filha, preciso usar virtual e new?

Se eu crio:

class Veiculo {
    public void andar() { /// BLA BLA }
}

class Carro: Veiculo {
    public void andar() { /// BLUBLU }
}
  1. Estou reesecrevendo o método andar e funciona. Logo pra que serve o virtual e new nesse contexto?
  2. Qual seria diferença neste caso e por que usar o virtual e override se aqui funciona igual?
  • 7
    Eu percebi que já fez 45 perguntas e não aceitou nenhuma sequer. E deu apenas um voto até hoje. Isso é proposital, ou não sabe que é possível fazer essas coisas? Na verdade é altamente desejável que faça. Você pode aceitar uma resposta em todas perguntas suas e pode votar em tudo que achar útil no site todo. Veja o tour para entender mais. Seria interessante revisar pelo menos todas perguntas que fez e ver o que pode aceitar e votar. Depois pode votar em tudo que for vendo no site e achar que ajudou. – Maniero 7/09/16 às 2:59
7

O mais comum é fazer polimorfismo assim, quando enviar a classe Carro onde se espera a classe Veiculo, o método de Carro é chamado no lugar do método da classe Veiculo. Nesse caso o virtual deve ser colocado no Andar() da classe Veiculoe o override deve ser colocado no Andar() da classe Carro.

O modificador new raramente deve ser usado. Ele apenas informa que você realmente quer criar um novo método que já existe na classe Carro substituindo ele, mas não fazendo polimorfismo. Se o método for chamado em uma instância da Carro, então chama o método dela, mas se for chamado em instância de Veiculo, será chamado o método de Veiculo mesmo.

public class Program {
    public static void Main() {
        Veiculo a = new Carro();
        a.Andar(); //imprime Carro, mesmo que x seja do tipo Veiculo
        Carro b = new Carro();
        b.Andar(); //imprime Carro, claro, isso é fácil deduzir
        Veiculo c = new Veiculo();
        c.Andar(); //imprime Veiculo, é óbvio
        Carro2 d = new Carro2();
        d.Andar(); //óbvio que imprime Carro
        Veiculo e = new Carro2(); //aqui só esconde, não faz polimorfismo, a instância não importa
        e.Andar(); //aqui imprime Veiculo, afinal o tipo da variável é dessa classe
        Carro3 f = new Carro3();
        f.Andar(); //funciona igual, nernhuma confusão
        Veiculo g = new Carro3(); //pode estar esperando polimorfismo que não ocorrerá
        g.Andar(); //funciona igual, mas poderia não ser o que deseja
        Carro4 h = new Carro4();
        h.Andar(); //funciona igual, nernhuma confusão
        Veiculo2 i = new Carro4(); //pode estar esperando polimorfismo que não ocorrerá
        i.Andar(); //funciona igual, mas poderia não ser o que deseja
    }
}
public class Veiculo {
    public virtual void Andar() { WriteLine("Veiculo"); }
}
public class Carro : Veiculo {
    public override void Andar() { WriteLine("Carro"); }
}
public class Carro2 : Veiculo {
    public new void Andar() { WriteLine("Carro"); }
}
public class Carro3 : Veiculo {
    public void Andar() { WriteLine("Carro"); } //note o warning
}
public class Veiculo2 {
    public void Andar() { WriteLine("Veiculo"); }
}
public class Carro4 : Veiculo2 {
    public void Andar() { WriteLine("Carro"); } //note o warning
}

Veja funcionando no dotNetFiddle.

Note que a classe Carro3 tem problemas para definir o método sem new afinal isso pode estar ocorrendo sem querer. O new serve para o programador dizer ao compilador que sabe o que está fazendo e é proposital criar uma nova versão do método.

É possível usar o new para esconder métodos não virtuais também. Usei o termo esconder porque é o que ele faz. Ele diz explicitamente que deseja que use esse método e esconda o existente na classe pai.

Algumas perguntas que podem ajudar entender:

Algumas são sobre Java, mas explica o polimorfismo.

  • Se eu crio uma classe Carro class Veiculo{ public void andar() { /// BLA BLA } } E crio uma classe Carro, que herde de veiculo class Carro: Veiculo{ public void andar() { /// BLUBLU } } 1 - Estou reesecrevendo o método andar, e funciona. Logo pra que serve o virtual e new nesse contexto? 2 - Qual seria diferença neste caso e por que usar o virtual e override se aqui funciona igual? – Luhhh 5/09/16 às 22:32
  • E seria interessante colocar isso na pergunta? Na verdade não teria sindo interessante ter colocando antes de haver respostas? De qualquer forma leia a resposta e veja se está respondido. – Maniero 5/09/16 às 22:35
  • Quem negativou poderia dizer o que está errado – Maniero 6/09/16 às 12:26
  • @Maniero Mesmo após muito tempo, poderia me dizer por que na linha "Veiculo e = new Carro2()" Imprime VEICULO e não carro ? Reli a sua explicação várias vezes, mas nao conseguir entender – Luiz Augusto 23/11/18 às 18:37
  • @LuizAugusto É simples. Qual é o tipo da variável e? É Veiculo, certo? Olha lá no tipo Veiculo o que ele manda imprimir. – Maniero 23/11/18 às 20:32
2

Para reescrever métodos utiliza o virtual e na classe que herda o override.

Classe Veiculo

public class Veiculo {
     public virtual void Andar()
     {
         //code
     }
}

Classe Carro

public class Carro: Veiculo
{
     public override void Andar()
     {
         //code
     }
}

O new como modificador tem como funcionalidade ocultar/esconder o método que é herdado de um classe base, e quando isso acontece é substituído o método da classe base. Ref link

Com as duas perguntas:

Estou reesecrevendo o método andar e funciona. Logo pra que serve o virtual e new nesse contexto?

O virtual indica que o método pode ser reescrito pela outra classe que herdou, mas, se for omitido vai funcionar não fazendo a reescrita do método, tem um carácter funcional. Por uma melhor leitura do seu código é ideal e legível que seja informado para a classe quais métodos podem ser reescrito, dando um padrão por exemplo a uma equipe de desenvolvimento. O new por sua vez, tem um carácter de ocultar o método que foi herdado da classe, dando então, a impressão de um novo método ou substituindo aquele que foi herdado, apesar de existir isso, particularmente não vejo muita lógica, mas, existe.

Qual seria diferença neste caso e por que usar o virtual e override se aqui funciona igual?

No caso apresentado não seria então, obrigatório o uso do virtual e override?, talvez, já que não foram informados não seguem uma nomenclatura padrão de desenvolvimento e no código não teria validade nenhuma. Quando informa na classe base um método com o modificador virtual, na classe que recebe a herança ao digitar override ele te mostra quais os métodos podem ser reescritos e isso é uma grande finalidade quando se obtêm códigos de terceiros.

Realmente funciona e fica implícito ao compilador a fazer esse código funcionar, mas, sempre trabalhe no padrão coloque o virtual nos métodos que precisam ser reescritos e override naqueles que você reescreveu, torna o código legível e sempre é uma boa prática. Tem também um fator que os métodos podem se comportar de maneira diferente trazendo dados também diferentes, então, observe os links logo abaixo:

Exemplo sem informar o virtual e override

Exemplo informando o virtual e override

Ou seja, o compilador vai tratar a informação de retorno diferente!

  • Se eu crio uma classe Carro class Veiculo{ public void andar() { /// BLA BLA } } E crio uma classe Carro, que herde de veiculo class Carro: Veiculo{ public void andar() { /// BLUBLU } } 1 - Estou reesecrevendo o método andar, e funciona. Logo pra que serve o virtual e new nesse contexto? 2 - Qual seria diferença neste caso e por que usar o virtual e override se aqui funciona igual? – Luhhh 5/09/16 às 22:30
  • Quando você adiciona o virtual na classe veiculo, você está dizendo para a classe que a herda que esse método pode ser escrito de novo mas, deve-se atribuir o override para que ele saiba que você está fazendo o mesmo método com codificação diferente. Em C# se você não colocar virtual não funciona... Link excelente para leitura msdn.microsoft.com/pt-br/library/9fkccyh4.aspx – Virgilio Novic 5/09/16 às 22:36
  • O new no contexto da perguntas não é o que está na resposta. Há uma diferença entre new operador, o da resposta, o new modificador, o da pergunta, e o new restrição, não importante aqui. – Maniero 5/09/16 às 23:01
  • 1
    Sinceramente, eu não sei qual ela perguntou, você tem certeza qual é? Se tivesse algum código seria mais simples interpreta o que ela está perguntando. – Virgilio Novic 5/09/16 às 23:02
  • 100% não, mas não faria o menor sentido perguntar sobre coisas tão desconexas. Tem gente que faz isso, mas não acho que seja o caso, é muito mais provável que seja as coisas conectadas. – Maniero 5/09/16 às 23:07

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.