8

Eu já havia feito uma pergunta parecida, contudo desta vez estou com um problema um pouco mais complexo :

ObjectTest1 = (function(){
  
  var init = function(){
      this.callback = null;
  }
  
  init.prototype = {
    setCallback : function(callback){
      this.callback = callback; // O CALLBACK DEFINIDO AQUI É init.prototype.methodTest2 PERTENCENTE AO ObjectTest2
    },
    applyCallback : function(){
      if(typeof this.callback == 'function'){
        this.callback();  // CHAMADA NORMAL DE init.prototype.methodTest2 DO OBJETO ObjectTest2
      }
    }
  }

  return init;
}());

ObjectTest2 = (function(){
  
  var init = function(){}

  init.prototype = {
    methodTest1 : function(){
      console.log('methodTest1');
    },
    methodTest2 : function(){
      console.log('methodTest2');
      var self = this; // AQUI this PASSA A SER ObjectTest1 MESMO EU NÃO TENDO USADO .call OU .apply
      if(typeof self.methodTest1 != 'undefined'){ // ESTE METODO NÃO EXISTE NO ObjectTest1 POIS ELE É DO ObjectTest2
        self.methodTest1();
      }else{
        console.log('ERROR');
      }
    }
  }
  var newInit = new init;
  return newInit;
}());

var o = new ObjectTest1();
o.setCallback(ObjectTest2.methodTest2);
o.applyCallback();

Duvida

  • Porque o this foi alterado se eu fiz uma chamada normal do método?
  • Como eu posso fazer para não perder a referencia this do objeto que estou atualmente?

Resumo

Eu instancie o ObjectTest1 e setei como callback um método do ObjectTest2 que por sua vez ao ser executado deveria chamar um outro método de si próprio.

3

Bem, eu não sei ainda o porquê de no Javascript funcionar assim, mas eu já tive muitos problemas com isso, quando tento, por exemplo, simplesmente passar a referência da função como callback.

Vou mostrar abaixo um dos casos onde tive esse problema.

Veja:

var els = ['#id', '#id2'].map(document.querySelector);

O erro retornado é:

Uncaught TypeError: Illegal invocation(…)

Parece ser um erro relacionado ao contexto em que o querySelector foi aplicado. Ou seja, não foi invocado com o contexto de document, e sim de Array.

Uso do Bind

A solução foi usar o método bind, que definirá um escopo para o callback passado. Mesmo que esse callback entre em outro escopo, ele será executado no contexto em que foi passado em bind.

No caso do exemplo, o problema aciam foi resolvido assim:

 var els = ['#id', '#id2'].map(document.querySelector.bind(document))

O seu caso

No seu caso, eu utilizei o bind quando passo o callback para a função ObjectTest1.setCallback.

Veja:

ObjectTest1 = (function(){
  
  var init = function(){
      this.callback = null;
  }
  
  init.prototype = {
    setCallback : function(callback){
      this.callback = callback; // O CALLBACK DEFINIDO AQUI É init.prototype.methodTest2 PERTENCENTE AO ObjectTest2
    },
    applyCallback : function(){
      if(typeof this.callback == 'function'){
        this.callback();  // CHAMADA NORMAL DE init.prototype.methodTest2 DO OBJETO ObjectTest2
      }
    }
  }

  return init;
}());

ObjectTest2 = (function(){
  
  var init = function(){}

  init.prototype = {
    methodTest1 : function(){
      console.log('methodTest1');
    },
    methodTest2 : function(){
      console.log('methodTest2');
      var self = this; // AQUI this PASSA A SER ObjectTest1 MESMO EU NÃO TENDO USADO .call OU .apply
      if(typeof self.methodTest1 != 'undefined'){ // ESTE METODO NÃO EXISTE NO ObjectTest1 POIS ELE É DO ObjectTest2
        self.methodTest1();
      }else{
        console.log('ERROR');
      }
    }
  }
  var newInit = new init;
  return newInit;
}());

var o = new ObjectTest1();
o.setCallback(ObjectTest2.methodTest2.bind(ObjectTest2));
o.applyCallback();

Solução em jQuery

Apenas a nível de informação adicional, no jQuery é possível resolver esse problema usando $.proxy.

Leitura recomendada:

8

Não há nada de inesperado no seu código. this está apontando, corretamente, para o contexto do objeto que invocou o método onde this foi utilizado.

O seu stack é o seguinte:

new ObjectTest1()         <- contexto
.applyCallback()          <- função
[ObjectTest2.methodTest2] <- função
var self = this;          <- this: referência do contexto ObjectTest1()

ECMAScript 5 introduziu a palavra-chave bind(), que você pode utilizar quando chamando uma função para que escopo e corpo sejam preservados.

No seu caso, para preservar o contexto, preserve-o com uma referência (o motivo de várias implementações JS possuírem uma linha var self = this;.)

Fontes e mais informações:

6

Regra: uma função corre no mesmo contexto de quem a chamou.

Há ferramentas para modificar isso. O new, como tu usaste, mas também .call(contexto), .bind(contexto) e .apply(contexto).

Contudo neste caso o que falha é que tens var self = this; dentro da função. É tarde demais, pois aí o contexto já é defenido por quem chamou, ou seja o Objeto1.

Neste caso parece-me que a solução mais simples é passar o self = this para dentro do init, forçando assim o contexto desejado no momento em que crias uma nova instância:

ObjectTest2 = (function() {
    var self;
    var init = function() {
        self = this;
    }

jsFiddle: https://jsfiddle.net/0o5wqgpz/

  • 1
    Realmente é um resposta valida e revolve meu problema perfeitamente, contudo creio ser mais aplicável a resposta do @wallace, pois caso eu queira alterar para return init; cada instancia teria que ter seu próprio escopo de self. – Guilherme Lautert 5/09/16 às 22:03
3

Pode não ser muito prático, mas o this está sempre associado a uma chamada, não a uma declaração de função (tentaram melhorar um pouco isso com as funções com flecha =>, que seguem outras regras)

No seu código

var o = new ObjectTest1();
o.setCallback(ObjectTest2.methodTest2); // Aqui você perdeu o this
o.applyCallback(); // Aqui você chamou (indiretamente) usando “o” como this

Na segunda linha você jogou fora o this, já que a função não conhece o seu this, ele é setado apenas na chamada.

Na terceira linha você usou o objeto “o” como this, ainda que indiretamente.

As possibilidades para o this são:

  1. method() → não tem this (estou simplificando...)
  2. obj.method() → this é obj
  3. new Method() → cria um novo this.
  4. .call() e .apply() → permitem escolher o this dinamicamente
  5. .bind() → permite fixar um this a uma função para que ela não “esqueça” a quem pertence.

Então, qual é a solução? O jeito mais simples na minha opinião é criar uma nova função que não precise de this:

o.setCallback(function () {
    return ObjectTest2.methodTest2();
});

Mas usar o bind (ver as outras respostas, o uso deve ser algo como: ObjectTest2.methodTest2.bind(ObjectTest2)) tem o mesmo efeito. Eu me acostumei a fazer sem bind porque há um tempo atrás nem todos os navegadores suportavam.

  • interessante ver que nesse escopo também funcione. +1. – Guilherme Lautert 5/09/16 às 22:12

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.