21

No .NET são perceptíveis as múltiplas formas de inicializar uma string com um valor vazio, vulgo "aspas aspas".

Existe uma forma correta de fazer isso? E qual seria a diferença prática entre usar:

  • var nome = String.Empty;
  • var nome = "";

Sei também que ainda tem o string e String no C#, porém foi visto aqui que não há diferença no uso dos dois.

21

Zero diferença prática. string.Empty equivale à "".

No passado até houve alguma, então algumas pessoas recomendavam usar a "constante" e não o literal, mas hoje cada um usa o que achar mais legível e eventualmente for compactuado com a equipe

Eu uso "", até porque em alguns lugares a "constante" não pode ser usada (porque tecnicamente não é uma constante e sim um campo readonly). Isso vale para switch-case, default argument, atributos e qualquer outro local que exija uma constante que pode ser resolvida totalmente em tempo de compilação.

Se está preocupado com performance, há um benchmark no SO com comparações de código IL e Assembly.

Mais informações podem ser obtidas no código fonte.

A documentação explicitamente diz que é a mesma coisa.

Por causa do interning (não há criação de uma nova instância em nenhum dos dois casos. Há apenas uma instância de string vazia alocada na área estática da aplicação e todas variáveis que têm esse valor apontam para a mesma instância (a fonte é uma resposta no SO do Jon Skeet). Ele usa o padrão Flyweight.

  • Não tenho certeza disso, mas talvez o tipo string em C# também seja um objeto. Aí, nesse caso, string.Empty seria uma instância predefinida de uma string vazia, e por isso sua atribuição a uma nova string simplesmente faz uma cópia dessa instância. Enquanto que "" na verdade é de fato uma string vazia, e sua atribuição literalmente constrói a uma nova instância a partir desse "valor vazio" (como se ele fosse "recebido como parâmetro" no construtor). Achei que valia esse (possível) detalhamento, ainda que você tenha toda razão: zero diferença prática. :) – Luiz Vieira 5/09/16 às 14:06
  • 1
    @LuizVieira atualizei mostrando que isso não ocorre na prática. – Maniero 5/09/16 às 14:32
  • Muito bom a parte sobre o interning. Eu não sabia. :) – Luiz Vieira 5/09/16 às 14:52
10

Não há realmente nenhuma diferença do ponto de vista de desempenho e código gerado. Em testes de desempenho, eles foram lá e cá, entre os quais um era mais rápido contra o outro, e só por milissegundos.

Em olhar o por trás do código, você realmente não vê nenhuma diferença também. A única diferença está no IL, que string.Empty usar o código de operação ldsfld e "" usa o código de operação ldstr, mas isso é só porque string.Empty é estático, e ambas as instruções fazer a mesma coisa.

Se você olhar para o conjunto do que é produzido, é exatamente o mesmo.

Uma diferença é que se você usar na sintaxe de um switch-case, você não pode escrever case string.Empty: porque não é uma constante e você terá um Compilation error : A constant value is expected.

Como no exemplo abaixo.

using System;

public class Program
{
    public static void Main()
    {
        string teste = "";

        switch (teste)
        {
             case "":
                Console.WriteLine("Case 1");
                break;
            case String.Empty:
                Console.WriteLine("Case 2");
                break;
        }           

    }
}

Compilation error (line 14, col 9): A constant value is expected

Então user o que você achar mais legível, no entanto. É subjetiva e varia de pessoa para pessoa - então eu sugiro que você descubra o que a maioria das pessoas em sua equipe usar, e que todos façam a consistência.

Pessoalmente acho String.Empty mais fácil de ler.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.