2

Estou desenvolvendo um mini-framework para usar em minhas aplicações e fiz o auto load de classes dessa forma :

function __autoload($Class) {

    $cDir = ['Conn', 'Helpers', 'Models'];
    $iDir = null;

    foreach ($cDir as $dirName):
        if (!$iDir && file_exists(__DIR__ . DIRECTORY_SEPARATOR . $dirName . DIRECTORY_SEPARATOR . $Class . '.class.php') && !is_dir(__DIR__ . DIRECTORY_SEPARATOR . $dirName . DIRECTORY_SEPARATOR . $Class . '.class.php')):
            include_once (__DIR__ . DIRECTORY_SEPARATOR . $dirName . DIRECTORY_SEPARATOR . $Class . '.class.php');
            $iDir = true;
        endif;
    endforeach;

    if (!$iDir):
        trigger_error("Não foi possível incluir {$Class}.class.php", E_USER_ERROR);
        die;
    endif;

}

Há como optimizar mais esse código?

4

Você pode fazer da seguinte forma abaixo, primeiramente melhorando a legibilidade do código, usando nomes mais simples para ficar mais fácil sua compreensão e usando a sintaxe normal do if e foreach.

Depois usando a função spl_autoload_register ao ínveis do método mágico __autoload, pois usando a função spl_autoload_register, você tem a possibilidade de registrar mais de uma função de autoload para suas classes.

Lembrando também que o método mágico __autoload, pode vir a não mais existir nas próximas versões do PHP, pois essa função está obsoleta de acordo com sua documentação.

<?php

// AUTO LOAD DE CLASSES ####################
function myAutoload($className) {

    $directoryNames = ['Conn', 'Helpers', 'Models'];
    $includedClass = false;

    foreach ($directoryNames as $directoryName) {

        $path = __DIR__ . DIRECTORY_SEPARATOR . $directoryName . DIRECTORY_SEPARATOR . $className . '.class.php';

        if (!$directoryName && file_exists($path) && !is_dir($path)) {

            include_once ($path);
            $includedClass = true;

        };

    }

    if (!$includedClass) {
        trigger_error("Não foi possível incluir {$className}.class.php", E_USER_ERROR);
        die;
    }

}

//Usando essa função você pode usar mais de uma função para autoload.
spl_autoload_register("myAutoload");

Você também ao ínves de criar sua própria função de autoload, você poderia usar uma especificação já pronta que é a PSR-4 para carregamentos de classes no PHP.

3

Pode otimizar eliminando a técnica que itera um array de diretórios.

$cDir = array('pasta1', 'pasta2', 'pasta3')
foreach ($cDir as $dirName) {
    // aqui vai repetir, buscando nos diretórios registrados até encontrar.
    // isso é redundante e pode ser evitado
}

Uma sugestão é padronizar conforme recomendações do php-fig.org.
Você deve ter visto em algum lugar algo como PHP PSR, PSR4, etc.
PSR significa -> PHP Standards Recommendation.
Não é uma regra da qual todos devem seguir. É opcional.

Otimizando com PSR4

Para otimizar o seu autoload, poderia fazer algo no padrão PSR4:

spl_autoload_register(function ($class) {

    // project-specific namespace prefix
    $prefix = 'Foo\\Bar\\';

    // base directory for the namespace prefix
    $base_dir = __DIR__ . '/src/';

    // does the class use the namespace prefix?
    $len = strlen($prefix);
    if (strncmp($prefix, $class, $len) !== 0) {
        // no, move to the next registered autoloader
        return;
    }

    // get the relative class name
    $relative_class = substr($class, $len);

    // replace the namespace prefix with the base directory, replace namespace
    // separators with directory separators in the relative class name, append
    // with .php
    $file = $base_dir . str_replace('\\', '/', $relative_class) . '.php';

    // if the file exists, require it
    if (file_exists($file)) {
        require $file;
    }
});

É apenas isso. A única coisa que você modificaria é o prefixo do seu namespace e a base dos arquivos.

$prefix = 'Foo\\Bar\\';

Caso o seu namespace for Qualquer\Outro\Nome, ficaria assim

$prefix = 'Qualquer\\Outro\\Nome\\';

A base dos arquivos é definida nesse trecho

$base_dir = __DIR__ . '/src/';

Apenas configure a base de acordo com o seu projeto.

Obviamente você terá que usar namespace no seus arquivos que deseja autocarregar.

A nomenclatura dos diretórios e arquivos devem seguir o mesmo padrão do nome da classe.

Exemplo, quando instanciar uma classe:

new \Foo\Bar\Baz\Qux;

O autoload, do exemplo acima, vai reconhecer o trecho do prefixo do namespace: \Foo\Bar e com trabalhará com o restante Baz\Qux

Formando assim, o local de onde está o arquivo

/www/site/src/Baz/Qux.php

Essa lógica elimina todo aquele custo de iteração de um array para percorrer diretórios que na maioria das vezes é desnecessário e ainda corre o risco de colidir com um nome igual em diretórios diferentes.

Essa técnica com array foi útil para uma época onde o PHP ainda não possuía o recurso de namespaces, disponível a partir do PHP5.3.

Relacionado ao namespace: Como funciona namespaces no PHP?

-1
                $pastas = ['dir1', 'dir2', 'dir3'];
                foreach($diretorios as $pacth)
                {
                    foreach(glob("asset/$pacth/*.class.php") as $filename){
                    require_once $filename;
                }
            }

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.