8

Testando o código abaixo, notei um comportamento estranho. Ele está funcionando quando não deveria. O correto ao meu ver, era dar uma falha de segmentação e abortar, mas parece que o compilador está fazendo alguma mágica pra corrigir o código.

O que ocorre?

#include <iostream>

using namespace std;

class test{
public:
    void pa(){
    cout << "NULL????" << endl;
    }
};

int main()
{
    test * t = nullptr;
    t->pa();
    cout << "Hello world!" << endl;
    return 0;
}

Está funcionando corretamente e gerando a saída:

NULL????
Hello world!

Os parâmetros para a compilação são os seguintes:

g++ -Weffc++ -pedantic -Wextra -Wall -std=c++11 -pg -m64 -g -fexceptions -g  -c main.cpp -o obj/Debug/main.o
g++  -o bin/Debug/teste obj/Debug/main.o  -pg -m64

1 Resposta 1

8

Os métodos na verdade são funções normais que possuem um parâmetro escondido que é um referência para a instância que está usando (é o this). No caso não tem instância alguma. Não tem problema, o argumento a ser passado será um nulo. Mas a função pode ser chamada, não tem nada que impeça porque a função pertence àquela classe, o compilador sabe que ela existe. Algo assim:

void pa(test * this) {

Podemos entender que no fundo todos os métodos são estáticos, o que diferencia é apenas esse parâmetro escondido, por isso eles podem ser acessados em todas circunstâncias (na verdade métodos virtuais não pode por há um indireção e teria que acessar a vtable que, de alguma forma, não deixa de ser um membro de estado do objeto.

O problema aconteceria se dentro da função tentasse acessar algum membro de estado da instância, implícita ou explicitamente através do this. Aí precisaria acessar o dado em algum lugar da memória e ele não poderia ser nulo.

Funciona porque não impedimento técnico, mas conceitualmente está errado, é um "comportamento indefinido", não há garantias que sempre funcionará assim em todas plataformas, então o ideal é evitar esse tipo de chamada.

Isto já não funciona:

#include <iostream>
using namespace std;

class test {
    int x = 0;
public:
    void pa() {
        cout << x << "NULL????" << endl;
    }
};

int main() {
    test * t = nullptr;
    t->pa();
    cout << "Hello world!" << endl;
    return 0;
}

Veja não funcionando no ideone. Também coloquei no GitHub para referência futura.

O método é "compilado" assim:

void pa(teste *this) {
    cout << this.x << "NULL????" << endl;
}

E por baixo dos panos a chamada seria:

pa(&t); //lembrando que t é nulo

Percebe porque o erro ocorre? Chamar a função não é um problema, acessar o parâmetro this é.

  • Obrigado, vou adicionar um membro na classe e tentar outra vez, já que o intuito aqui é forçar o erro Eu ja tinha visto este comportamento ( this como paramentro implicito ) na linguagem Lua, legal saber que em C++ isso tambem se aplica, apesar de eu achar contra-intuitivo – staltux 9/08/16 às 16:26
  • 4
    Toma meu +1 aí. Rapaz, que resposta boa! P.S.: E engraçada também. rs Eu ri com o "Veja não funcionando no ideone.". :) – Luiz Vieira 11/08/16 às 14:13
  • @LuizVieira nem todo mundo concordou com você, tomei negativo :( – Maniero 11/08/16 às 16:38
  • Esse -1 merece um -1 (pela mesma provável lógica aplicada). :/ – Luiz Vieira 11/08/16 às 17:11

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.