9

Hoje estava testando minificar meu código e fiquei em duvida quanto a conversão

Código Original

Loader = (function(Configure){

    var CurrentAction = null;
    var loaded = [];

    loader = function(){}

    loader.prototype = {
        check : function(action){
            var _return = false;
            if(CurrentAction == null || Configure.get('reload')){
                loaded.push(action);
                _return = true;
            }

            if(CurrentAction != action && loaded.indexOf(action) == -1){
                loaded.push(action);
                _return = true;
            }
            CurrentAction = action;
            return _return;
        }
    }

    return new loader();
}(Configure));

Código Minificado

Loader = function(e) {
    var n = null,
        r = [];
    return loader = function() {}, loader.prototype = {
        check: function(o) {
            var u = !1;
            return (null == n || e.get("reload")) && (r.push(o), u = !0), n != o && -1 == r.indexOf(o) && (r.push(o), u = !0), n = o, u
        }
    }, new loader
}(Configure);

Duvida

  • Como se lê esse código com virgulas?

Adendo

Eu ate entendo ele não executar (r.push(o), u = !0) se -1 == r.indexOf(o) já ter gerado false, mas eu não compreendo quando é executado o que vem apos a virgula, n = o, u

4

Isso é uma técnica de precedência de operador, e o nome de desse operador é operador de vírgula (comma operator) ou também conhecido como operador de avaliação múltipla.

Ele funciona da seguinte forma, ele avalia ou cálcula todos as expressões passadas separadas por vírgula da esquerda para a direita e retorna a última expressão passada.

Segue um exemplo:

var expr1 = 10 + 10,//Cálcula
    expr2 = 100 * 10,//Cálcula
    expr3 = 10 == "10",//Avalia
    expr4 = expr1 === expr2 && expr3;//Essa expressão expr4 que será retornada.

expr1, expr2, expr3, expr4;

Esse operador é mais usado quando você quer usar mais de uma expressão em um local onde normalmente se usaria uma só.

Normalmente esse operador é mais usado em loops for, por exemplo:

var vetor = [
  [1, 2, 3, 4], [5, 6, 7, 8]
];

for (var i = 0, j = 2; i < vetor.length; i++, j--) {
   console.log(vetor[i][j]);
}

Agora em relação ao seu código minificado, o que é retornado depois da vírgula é um valor booleano, que é essa variável u, que no seu código original representa sua variável _return.

var u = !1;

Igual a:

var _return = false;

E:

u = !0

Igual a:

_return = true;

Obs.: Essa expressão !1 é igual a false e !0 igual a true.

Analiando a conversão (Guilherme Lautert)

(null == n || e.get("reload")) && (r.push(o), u = !0)

  • (r.push(o), u = !0) esta parte do código sempre ira retonar true, contudo ela só é executada se a sentença anterior tbm for verdadeira
  • (null == n || e.get("reload")) é uma verificação real, que caso seja false ignora a proxima sentença pois se trata de um &&

n != o && -1 == r.indexOf(o) && (r.push(o), u = !0)

  • Similar ao anterior

n = o

  • Esta é a parte que é sempre executada CurrentAction = action;

u

  • Como comentado a ultima parte é retornada, esta que seria o _return
  • 4
    Só um adendo para que ninguém confunda: a vírgula em var n = null, r = []; é outra coisa: faz parte da sintaxe do var, não é o comma operator. – bfavaretto 20/07/16 às 19:33
  • 2
    Compreendi, e analisando novamente o código ficou mais claro. Se não se importa gostaria de acrescentar alguns deleta-lhes. – Guilherme Lautert 20/07/16 às 19:49
  • Ok, tudo bem, pode acrescentar. – Yure Pereira 20/07/16 às 19:54
2

O que está ali na frente de return é uma sequência de expressão, e a última expressão (onde foi declarado o identificador u) vai ser retornada para o próprio statement return. Uma sequência de expressão vai para blocos, grupos ((...)) e outros lugares também, não apenas aí.

Em uma sequência de expressão não são declarados statements, somente expressões; Já, se você o declarar o statement var (let ou const), você não inicia uma sequência de expressão, mesmo se usar vírgulas, porém var só vai em blocos de comandos (como eu disse, statements não são declarados em sequência de expressão) e em outros lugares, por exemplo, nos argumentos do for que são separados por semicolons (;).


E outra, as chavetas declaradas depois das funções e depois dos statements for, while, with, etc, elas iniciam um bloco, que pode ter um novo escopo de variáveis dependendo do tipo. Se essas chavetas não são declaradas, é possível declarar apenas uma sequência de expressão, e também é possível declarar o statement var. Exemplo: if(true) var a, b;

Observação: try, catch e finally são statements que necessitam que as chavetas sejam declaradas porque o interpretador dos navegadores requerem, atualmente. Principalmente function...(...).

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.