1

Olá, gostaria de uma ajuda.

Eu tenho uma tabela no SQL chamada Cliente, que tem como chave primaria um tipo uniqueidentifier

Ex:

Create table Cliente (
    ClienteID uniqueidentifier not null,
    Nome varchar(50)
)

Eu gostaria de saber como faço um FOREIGN KEY usando o uniqueidentifier.

Eu fiz isso mas não deu certo.

Create table Locacao (
    LocacaoId uniqueidentifier not null,
    ClienteID uniqueidentifier not null,
);

ALTER TABLE Locacao add constraint FK_Locacao_Cliente_ClienteID FOREIGN KEY(ClienteID) REFERENCES Cliente(ClienteID);

Se alguém poder me ajuda eu agradeço.

2

Primeiro você deve marcar as suas chaves primárias.

No caso da tabela Cliente, acredito ser o "ClienteId" e no caso da locação acredito ser o "LocacaoId". Depois é só criar a FOREIGN KEY

Ficando da seguinte forma o comando:

ALTER TABLE [dbo].[Locacao]  WITH CHECK ADD  CONSTRAINT [FK_Locacao_Cliente] FOREIGN KEY([ClienteID])
REFERENCES [dbo].[Cliente] ([ClienteID])
0

Não ficou claro a necessidade de uso do tipo uniqueidentifier na criação de suas tabelas.

O tipo de dados uniqueidentifier armazena valores binários de 16 bytes que operam como GUIDs (Globally Unique Identifiers). Um GUID é um número binário exclusivo; nenhum outro computador no mundo gerará uma duplicata daquele valor GUID. O principal uso de um GUID é atribuir um indicador que deve ser idêntico em uma rede com vários computadores em muitos sites.

O tipo de dados uniqueidentifier tem as seguintes desvantagens:

  • Os valores são longos e obscuros. Isso dificulta a digitação correta dos valores por parte dos usuários. Além disso, torna-se difícil recordá-los.
  • Os valores são aleatórios e não podem aceitar nenhum padrão que os torne mais significativos para os usuários.
  • Não há nenhuma forma de determinar a seqüência na qual os valores uniqueidentifier foram gerados. Não são apropriados para os aplicativos já existentes que dependem do incremento dos valores de chave em série.
  • A 16 bytes, o tipo de dados uniqueidentifier é relativamente maior do que outros tipos de dados, como inteiros de 4 bytes. Isso significa que os índices criados usando chaves uniqueidentifier podem ser relativamente mais lentos do que índices que usam uma chave int.

Se não houver necessidade de uso desse tipo de campo, uma maneira de resolver seria usar o tipo IDENTITY e definir as chaves primárias para as duas tabelas.

Ficaria assim:

Create table Cliente ( ClienteID int primary key identity not null, Nome varchar(50) )

Create table Locacao ( LocacaoId int primary key identity not null, ClienteID int not null, );

ALTER TABLE Locacao ADD constraint FK_Locacao_Cliente_ClienteID FOREIGN KEY(ClienteID) REFERENCES Cliente(ClienteID);

Referência: https://technet.microsoft.com/pt-br/library/ms190215(v=sql.105).aspx

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.