3

Estou criando uma classe base abstrata para prover um padrão para outras classes.

Os métodos da classe base devem ser sobrescritos na classe derivada.

Agora vem o pulo do gato. A sobrescrita deve acontecer somente baseada no nome do método, sem levar em consideração os parâmetros.

Exemplo:

public abstrac class A
{
    public int AnyMethod()
    {
        throw new NotImplementedException ( "This method is not implemented" );
    }
}

public class B : A
{
    public override int AnyMethod( int a, int b)
    {
        return a + b;
    }
}

Como podem ver, minha ideia é sobrescrever um método da classe base independente dos parâmetros, ou seja, apenas baseado no nome do método.

Isso é possível?

4

Respondendo diretamente à pergunta que é sobre herança e polimorfismo: não, isso não é possível, o método não é composto só por seu nome. Sempre que a assinatura do método for diferente, ele é outro método. Ao contrário do que diz a outra resposta não há polimorfismo entre métodos diferentes, há sobrecarga de método (que é bem comum, mais que a sobrecarga de operador), e que é diferente do que pede a pergunta. O próprio exemplo colocado lá mostra que não, já que não tem override.

Claro que tem maneiras de atingir um objetivo semelhante passando por cima de linguagem se fosse algo realmente necessário, mas se for para fazer isso, é melhor usar outra linguagem, do que criar um mecanismo sofisticado para contornar o que a linguagem impede propositalmente.

Pra falar a verdade nem deveria usar herança se deseja que o método tenha parâmetros diferentes, porque na prática eles fazem coisas diferentes, então herança, ou pelo menos o polimorfismo, é o mecanismo errado.

O que dá para fazer, dependendo do caso, é usar um método público com assinatura igual para a herança e ter métodos privados para ter uma implementação mais apropriada em cada classe, aí o método público herdado chamaria o privado com assinatura diferente. Ou pode-se pensar em algum outro mecanismo que use algo parecido.

Eu diria que todos seriam gambiarras para contornar a filosofia da linguagem. Só não faço uma afirmação categórica porque não sei o caso concreto. Em algum caso bem específico é possível que alguma solução assim possa ser usada sem problemas. Neste exemplo demonstrado não parece adequado porque o método está fazendo uma soma de dois operandos.

Note que usar outra assinatura, como params, está fazendo algo diferente do que pede a pergunta, ou seja foi mudada a assinatura para que o override ocorra baseado no todo e não apenas no nome. Há uma diferença entre parâmetros e argumentos.

O uso do modificador new, que não faz a sobrescrita, não tem a menor serventia para esse problema já que ele só esconderia o método base que tem a mesma assinatura, em um método de assinatura diferente seu uso é desnecessário e o funcionamento é exatamente o mesmo sem o modificador, afinal esse é um método novo por definição.

Lançar uma NotImplementedException raramente é uma boa ideia, certamente não é em um método que serve de base.

Ignorei pequenos erros que talvez existam só no exemplo, obviamente eles não serão cometidos no caso concreto, nem compilaria.

2

Neste caso, teremos que ser criativos. Simplesmente ignorar os argumentos extrapola o design da linguagem C#.

Primeiro, o método, para ser sobrescrito, precisa ser virtual:

public virtual int AnyMethod()
{
    throw new NotImplementedException ( "This method is not implemented" );
}

Segundo, é possível fazer uma implementação que receba N argumentos de um tipo determinado. Ou, ainda, de object, mas isso se você gosta de viver com emoção:

public virtual int AnyMethod(params int[] numeros)
{
    throw new NotImplementedException ( "This method is not implemented" );
}

Terceiro, você pode sim ir derivando polimorfismos com argumentos diferentes na classe derivada. Algo assim:

public class B: A
{
    public override int AnyMethod(params int[] lista)
    {
        return lista.Sum(x => x);
    }

    public int AnyMethod(int a, int b) 
    {
        return AnyMethod(new int[] {a, b});
    }
}

Aí poderemos ter um método específico com 2 argumentos e outro com N.

public class Program
{
    public static void Main()
    {
        Console.WriteLine(new B().AnyMethod(1, 2));
        Console.WriteLine(new B().AnyMethod(1, 2, 3));
    }
}

Fiz um Fiddle pra você.


A pedido do autor da pergunta, também irei explicar mais uma opção, que é a reintrodução de métodos, feita pela palavra modificadora new no método.

new seria o equivalente do reintroduce do Delphi, em que sobrescrevemos explicitamente um método da classe base na classe derivada. A diferença para override é que o método da classe base é pode ser chamado usando base.AnyMethod, enquanto que usando new o método da classe base é totalmente ignorado.

No escopo do exemplo, se houvesse um método public int AnyMethod(int a, int b) na classe base, seria algo como:

public new int AnyMethod(int a, int b) 
{
    return a + b;
}

Este tipo de operador, assim como a adição de mais polimorfismos em classes derivadas, pode ser prevenida usando o modificador sealed na declaração de classe.

Atualizei o Fiddle colocando agora um polimorfismo para três operadores.

  • Então, também postei essa pergunta no forum MSDN, e tive um resposta interessante. Alguém conhecia essa solução? Procede? – Matheus Saraiva 11/07/16 às 14:43
  • 1
    Sim, isto é o que se chama "reintrodução de método". Se quiser, posso expandir esta resposta explicando isto melhor. – Leonel Sanches da Silva 11/07/16 às 14:53
  • 1
    Opa, claro, sempre prefiro as respostas aqui do stack, pois acho a turma aqui mais paciente. E as respostas sempre são mais detalhadas. – Matheus Saraiva 11/07/16 às 15:07
  • Resposta e Fiddle atualizados. Se precisar de mais detalhes, é só falar. – Leonel Sanches da Silva 11/07/16 às 15:29
  • 1
    Na resposta dele, o modificador new é desnecessário. Se você experimentar modificar o Fiddle para deixar parecido, verá que o Fiddle irá avisá-lo que o modificador new não é necessário. Portanto, ele está apenas criando um polimorfismo para o método. Quando falamos em sobrecarga, estamos falando de operadores, e não exatamente de métodos. – Leonel Sanches da Silva 11/07/16 às 16:24

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.