10

Instalei o PHP através do Web Platform e ele veio com várias extensões carregadas:

php.ini

[ExtensionList]
extension=php_mysqli.dll
extension=php_mbstring.dll
extension=php_gd2.dll
extension=php_gettext.dll
extension=php_curl.dll
extension=php_exif.dll
extension=php_xmlrpc.dll
extension=php_openssl.dll
extension=php_soap.dll
extension=php_pdo_mysql.dll
extension=php_pdo_sqlite.dll
extension=php_imap.dll
extension=php_tidy.dll

Retirar extensões que não utilizo impactaria no desempenho da execução da página PHP?

  • Creio que são utilizadas somente quando solicitada pelo script, sendo assim, "acho" que naum... – MagicHat 9/07/16 às 18:12
  • 3
    Eu tenho o hábito de desativar tudo que não uso por uma série de outras razões, mas a performance não vai mudar. Sugeriria desativar tudo o que está "sobrando", desde amanha ou depois, quando você instalar alguma coisa que precise de algum deles, lembre-se que desativou. – Bacco 9/07/16 às 18:13
  • Ao invés de especular, por que não medir o desempenho com as extensões presentes e ausentes, comparar os resultados e chegar em uma conclusão objetiva? – Matheus Moreira 12/07/16 às 4:57
  • @MatheusMoreira como posso medir o desempenho? – José 30/07/16 às 1:32
11

Apesar de concordar com os comentários e a outra resposta do Brittz, ainda existem sim extensões que quando desabilitadas melhoram sim a performance do servidor, hoje é um tanto incomum mas antigamente os servidores Shared e VPS vinham como extensões como XDebug e/ou Xhprof habilitados.

Se você tem controle total sobre o teu servidor é preferível verificar todas extensões que são usadas para depurar e desligar elas.

Os testes a seguir foram feitos em:

  • PHP 5.6 (x86_x64)
  • Windows 8 64bit
  • Apache 2.3.4

Memória

Criei o seguinte arquivo foo.php e rodei via http (http://localhost/foo.php):

<?php

register_shutdown_function(function () {
    echo 'Pico de uso da memória: ', memory_get_peak_usage() / 1024, 'kb', PHP_EOL;
});
  • Resultado xdebug desligado:

    Pico de uso da memória: 217.15625kb

  • Resultado xdebug ligado:

    Pico de uso da memória: 234.6171875kb

A principio parece insignificante, mas isso é um resultado com um arquivo "vazio", se usar um framework como Laravel irá notar o impacto

  • Laravel com xdebug desligado:

    Pico de uso da memória: 7312.4921875kb

  • Laravel com xdebug ligado:

    Pico de uso da memória: 8377.90625kb

O pico poderia ter sido maior, mas esse exemplo é o Laravel "limpo"

Requisições por segundo

Fiz o teste com o foo.php usando o ApacheBench

  • Com Xdebug desligado o resultado foi ~3000.63 requisições por segundo, resposta completa:

    Server Software:        Apache/2.4.3
    Server Hostname:        localhost
    Server Port:            80
    
    Document Path:          /foo.php
    Document Length:        37 bytes
    
    Concurrency Level:      10
    Time taken for tests:   0.333 seconds
    Complete requests:      1000
    Failed requests:        0
    Write errors:           0
    Total transferred:      202000 bytes
    HTML transferred:       37000 bytes
    Requests per second:    3000.63 [#/sec] (mean)
    Time per request:       3.333 [ms] (mean)
    Time per request:       0.333 [ms] (mean, across all concurrent requests)
    Transfer rate:          591.92 [Kbytes/sec] received
    
    Connection Times (ms)
                  min  mean[+/-sd] median   max
    Connect:        0    0   0.3      0       2
    Processing:     1    3   5.1      3     112
    Waiting:        0    3   5.0      2     110
    Total:          1    3   5.1      3     112
    
    Percentage of the requests served within a certain time (ms)
      50%      3
      66%      3
      75%      3
      80%      3
      90%      4
      95%      5
      98%      8
      99%     18
     100%    112 (longest request)
    executed: ab -n 1000 -c 10 "http://localhost/foo.php"
    
  • Com Xdebug ligado foram ~1978.29 requisições por segundo:

    Server Software:        Apache/2.4.3
    Server Hostname:        localhost
    Server Port:            80
    
    Document Path:          /foo.php
    Document Length:        38 bytes
    
    Concurrency Level:      10
    Time taken for tests:   0.505 seconds
    Complete requests:      1000
    Failed requests:        0
    Write errors:           0
    Total transferred:      203000 bytes
    HTML transferred:       38000 bytes
    Requests per second:    1978.29 [#/sec] (mean)
    Time per request:       5.055 [ms] (mean)
    Time per request:       0.505 [ms] (mean, across all concurrent requests)
    Transfer rate:          392.18 [Kbytes/sec] received
    
    Connection Times (ms)
                  min  mean[+/-sd] median   max
    Connect:        0    0   0.3      0       3
    Processing:     1    5   4.5      4      64
    Waiting:        1    4   4.5      4      63
    Total:          1    5   4.5      4      64
    
    Percentage of the requests served within a certain time (ms)
      50%      4
      66%      5
      75%      5
      80%      5
      90%      6
      95%      7
      98%     13
      99%     27
     100%     64 (longest request)
    executed: ab -n 1000 -c 10 "http://localhost/foo.php"
    

Resumindo, ou seja praticamente ~1000 requisições a menos em um segundo

Note que os testes foram feitos com XDebug em suas configurações minimas, se usar profile e outras coisas ainda pode consumir mais.

Extensões que melhoram a performance

Sim existem, nenhuma linguagem no back-end vai conseguir atingir uma boa performance de verdade a não ser que ela seja "compilada" e/ou use estrutura de "Opcode", muitas linguagens de servidor tem algo como isto, mas o PHP não tem (não tinha), ao menos não habilitado por padrão.

  • PHP 5.4 e mais antigos:

    Temos o XCache, ele da uma pequena melhora no servidor, até aonde testei ele pode ser muito útil para frameworks mais pesados.

    Esta extensão não é mantida pela equipe do PHP, mas sim pela equipe do lighttPD, ou seja talvez tenha que instalar manualmente (e compilar).

    No entanto alguns servidores tem ela instalada já, só é necessário habilitar, mas se não tiver então terá que compilar diretamente no teu servidor e configurar, se não tiver esta opção então só solicitando para o suporte. Fora isto ela não requer configurar muita coisa, a não ser o cacher no php.ini:

    [xcache]
    xcache.cacher="On"
    
  • PHP 5.4:

    Na versão 5.4 foi criado o Alternative PHP Cache (APC), no entanto agora só pode ser instalado via PECL, ele demonstrou ter uma boa eficiência, todavia é complicado instalar em servidores de produção.

  • PHP 5.5:

    A partir do 5.5 temos o Opcache (ou Zend Opcache), apesar de só estar disponível nativamente no PHP 5.5 é possível instalar em versões mais antigas através do PECL (5.2, 5.3 e 5.4), dos testes que realizei ele foi o mais eficiente.

Todos os 3 citados usam uma estrutura chamada Opcode, claro que cada a sua maneira, mas o uso deles todavia melhora significativamente a performance das execuções dos scripts.

Uso de memória com ZendOPcache do script foo.php:

Pico de uso da memória: 206.4453125kb

Parece insignificante, mas se somar múltiplas requisições e o uso de um framework pesado irá notar uma boa diferença.

Veja a diferença do Laravel:

Pico de uso da memória: 2308.3203125kb

Lembre-se que sem o ZendOPcache os consumo era de 7312.4921875kb

  • 2308.3203125 é aproximadamente 2.25mb
  • 7312.4921875 é aproximadamente 7.14mb

Ou seja uma economia de 4.89mb, se fizer 10 requisições ao mesmo tempo em um segundo será uma economia de 48.9mb. Isso ajuda a evitar que atinja o pico de memória do servidor.

Mas tenha em mente que é relativo, não adianta usar OPcache e:

  • Escrever scripts ruins
  • Fazer uma má estrutura do banco
  • Inserir várias imagens na página, .js e .css sem necessidade

O OPCache não fará milagres, você tem que cuidar destes outros detalhes também, é tudo relativo.

Segue uma configuração básica do OPcache (necessita usar zend_extension):

[opcache]
zend_extension=php_opcache.dll
opcache.memory_consumption=128
opcache.interned_strings_buffer=8
opcache.max_accelerated_files=4000
opcache.revalidate_freq=60
opcache.fast_shutdown=1
opcache.enable_cli=1

Se for Unix-like (Linux, Mac, BSD):

[opcache]
zend_extension=php_opcache.so

Conclusão

Da sua lista nenhuma extensão irá afetar a performance, todavia talvez você não precise da extensão de mysqli e da pdo ao mesmo tempo, mas desligar não fará diferença nenhuma, se você vier a usar um script de terceiros que não use mysqli, mas sim pdo e outro script seu precise do mysqli então será melhor deixar ambos ligados.

A extensão de imap talvez você não use, mas se for adicionar um web-email, como squiremal ou roundcube será preciso esta extensão, as demais extensões são o minimo para se usar as funções básica de texto, xml, etc.

extension=php_mysqli.dll
extension=php_mbstring.dll
extension=php_gd2.dll
extension=php_gettext.dll
extension=php_curl.dll
extension=php_exif.dll
extension=php_xmlrpc.dll
extension=php_openssl.dll
extension=php_soap.dll
extension=php_pdo_mysql.dll
extension=php_pdo_sqlite.dll
extension=php_imap.dll
extension=php_tidy.dll

Eu pessoalmente deixaria todas listadas acima ligadas, menos a de SOAP (é que é um pouco incomum usar isto)

  • O SOAP é necessário para o NewRelic, salvo engano. Eu me recordo que quando instalei o New Relic começou a parecer nos logs erros com o SOAP, então tive que dar aquele velho yum para resolver. ;P – Inkeliz 14/09/16 às 14:05
  • @Inkeliz entendo, eu não quis dizer desnecessário, só quis dizer que hoje em dia é incomum, já que temos outros tipo de webservices ou o processo é feito manualmente :) – Guilherme Nascimento 14/09/16 às 14:08

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.