1

Instalei o módulo chronometer 1.0 para o python 3.4: chronometer module

Tentei usar o atributo start() do método Chronometer, mas dá um erro: requer um argumento 'self'

>>>from chronometer import Chronometer as crmt
>>>crmt.start()
Traceback (most recent call last):
  File "<pyshell#1>", line 1, in <module>
    crmt.start()
TypeError: start() missing 1 required positional argument: 'self'
>>>crmt.start(self)
Traceback (most recent call last):
  File "<pyshell#2>", line 1, in <module>
    crmt.start(self)
NameError: name 'self' is not defined

Alguém me pode explicar como resolver este problema e por o cronómetro a funcionar corretamente, e qual é o código para escrever um cronómetro funcional?

1

Quando você faz...

from chronometer import Chronometer as crmt

...você está importando a classe Chronometer do módulo chronometer para o espaço de nomes atual e a apelidando de crmt.

Note que chronometer.Chronometer é uma classe (ou seja, uma definição) e não um objeto. Quando você faz crmt.start(), o interpretador do Python vai procurar o método .start() no que ele acha que é um objeto do tipo Chronometer, vai encontrar, já que start(), de fato, está definido dentro de Chronometer, vai tentar executar, mas não vai conseguir porque o parâmetro self não foi passado.

self é um parâmetro que recebe o próprio objeto, que é passado automaticamente quando você faz algo assim: objeto.metodo(). É similar ao this do C++ e do Java, mas Python optou por tornar o self um parâmetro explícito.

O que fazer, então? O que você provavelmente quer é o seguinte:

from chronometer import Chronometer
crmt = Chronometer()
crmt.start()

A segunda linha cria um exemplar de Chronometer, o que fará a terceira linha rodar sem problemas.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.