3

Tenho as seguintes classes:

public class Pessoa
{
    public int PessoaId { get; set; }
    public string Nome { get; set; }
    public DateTime DataNascimento { get; set; }
}

public class Cliente : Pessoa
{
    public int ClienteId { get; set; }
}
public class Funcionario : Pessoa
{
    public int FuncionarioId { get; set; }
}

Criei o seguinte método:

public Pessoa Teste(Pessoa pessoa)
{
    // Bloco lógico
    return pessoa;
}

O que eu gostaria de fazer agora era enviar um Funcionario ou Cliente para o método Teste e obtê-los de volta com suas propriedades de Pessoa alteradas.

O problema é que ao usar:

var func = new Funcionario();
func = Teste(func);

Não funciona, pois minha variável func é do tipo Funcionario, e o retorno no método Teste retorna uma Pessoa. Mas já que Funcionario herda de Pessoa não existe alguma forma de fazer isso?

3
  • public Pessoa Teste<Pessoa>(Pessoa pessoa) { } assim ao menos não deu erro de compilação, mas o por que é a grande pergunta! – Jedaias Rodrigues 27/06/16 às 18:44
  • Eu não entendi qual é o objetivo para decidir o que é o melhor para você. – Maniero 27/06/16 às 18:55
  • ClienteId e FuncionarioId não são necessários. Você pode removê-los dos Models derivados. – Leonel Sanches da Silva 27/06/16 às 20:14

3 Respostas 3

5

De uma maneira geral a resposta do Andrew funciona, afinal se você tem certeza que passou um Funcionario para o método então sabe que fazer um cast do objeto retornado para Funcionario funcionará. Sem essa certeza isto seria um perigo.

Uma forma mais "moderna" de fazer isso é o que diz a resposta do Gabriel Katakura. Fazendo um método genérico você já garante que o tipo retornado será do tipo que você passou para o método, assim não precisa fazer um cast e é mais seguro.

public T Teste<T>(T pessoa) where T : Pessoa {
    //faz o que deseja aqui
    return pessoa;
}

Chamada:

var func = new Funcionario();
func = Teste(func); //ele infere, se não fosse possível chamaria Teste<Funcionario>(func)

Coloquei no GitHub para referência futura.

Note que nesse caso o compilador gerará um método especializado que receberá um objeto de um tipo qualquer e retornará um objeto do mesmo tipo. Isso é definido pelo parâmetro T que é uma super variável de tipo. Eu disse que recebe um objeto qualquer, mas não é bem assim. Tem uma restrição dizendo que o T deve ser qualquer tipo, desde que ele seja uma Pessoa, portanto tipos derivados valem, outros não. Mais detalhes está na pergunta linkada acima.

Quando compila esse código é como se tivesse escrito:

public Funcionario Teste(Funcionario pessoa) {
    //faz o que deseja aqui
    return pessoa;
}

Mas não precisou escrever, essa é a beleza da genericidade. O compilador adapta o seu método para cada tipo que você usar. Será definido pelo uso do método. Isso é chamado client site, ou consumer site.

Obviamente você ainda não poderá fazer nada específico de um objeto Funcionario ou Cliente, só pode fazer coisas disponíveis em Pessoa. Se deseja fazer algo específico que só um Funcionario pode então deve fazer algo com Funcionario mesmo.

3
  • Não sei se vale a pena citar, mas essa vantagem do compilador ocorre no caso do C#... algumas linguagens o uso do generics é somente um Açúcar Sintático para disfarçar o uso de object com downcast/upcast, como o caso de Java, que tem Type Erasure. Ou seja, em Java a vantagem é somente em alto nível. – Gabriel Katakura 27/06/16 às 19:26
  • Bem, dando uma olhada nos links da resposta linkada, tem um que explica justamente isso. Pode ignorar este comentário, haha. pt.stackoverflow.com/questions/10032/… – Gabriel Katakura 27/06/16 às 19:30
  • @GabrielKatakura não serve aqui, mas é sempre uma informação útil. tem alguns detalhes extras no C#. Eu simplifiquei e falei que ele gera um método especizlizado. Isto não é bem verdade, ele é mais inteligente que isto. Ele usa o mesmo para todos os tipos de referência e evita o cast por já ter a informação que tudo vai dar certo, afinal em certas circunstâncias o cast é só informação para o compilador e não faz nada. – Maniero 27/06/16 às 19:33
3

Basta usar generics para isso (resposta curta, estou sem tempo, desculpe):

public TPessoa Teste<TPessoa>(TPessoa pessoa)
    where TPessoa : Pessoa
{
    return pessoa;
}
1

Você ja tentou fazer um casting?

var func = new Funcionario();
func = (Funcionario)Teste(func);

Uma vez que Funcionario também é uma Pessoa um casting simples deve funcionar.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.