7



Gostaria de saber se existe alguma diferença entre usar o cURL e file_get_contents e qual é mais seguro ?
Agradeço desde já.

  • 2
    Na verdade quase não tem relação nenhuma. São coisas completamente diferentes, mas como ambas podem ser usadas para acessar um URL (e isso depende da configuração do PHP permitir), voce pode em ALGUNS casos usar um ou o outro (mas isso é um caso específico). – Bacco 13/06/16 às 18:07
  • 2
    Veja no próprio manual que a descrição da função não tem nada a ver com o que foi respondido até o momento: php.net/manual/pt_BR/function.file-get-contents.php – Bacco 13/06/16 às 18:11
12

Em primeiro lugar file_get_contents tem como finalidade ler o conteúdo de um arquivo. Mas também pode ser usado para ler urls.

No PHP, existem alguns Wrappers (uma definição parecida com o protocolo das requisições http), onde você pode definir que tipo de stream será lida por essas funções.

Por exemplo, com file_get_contentsposso ler: dados na memória, dados enviados via Http Post ou Put, arquivo de extensão RAR, e urls HTTP.

Para exemplificar, mostro abaixo como ler os dados enviados via POST ou PUT, numa requisição HTTP. Eles podem ser acessados pelo file_get_contents e outras funções de leitura de arquivos em PHP (fopen ou readfile).

Exemplo:

$raw_http_post = file_get_contents('php://input');

Veja a lista de Wrappers suportados pelo PHP.

Sendo assim, então é possível através do wrapper http:// ou https:// fazer requisições para urls. Isso não é limitado somente para requisições do tipo GET, como foi citado na outra resposta, mas para qualquer tipo de método de requisição HTTP, como POST, PUT e afins.

Nesse último caso, é necessário apenas adicionar um context (através da função stream_context_create) para a função de leitura onde você está lendo os dados de uma url.

Exemplo de requisição com context

// Desabilita a verificação de SSL

$config = array(
    "ssl"=> array(
        "verify_peer"=>false,
        "verify_peer_name"=>false,
    ),
);  

$context = stream_context_create($config);

file_get_contents("http://site.com.br/", false, $context);

CURL

Segundo o manual do PHP:

O PHP suporta libcurl, uma biblioteca criada por Daniel Stenberg, que permite que você conecte-se e comunique-se com diferentes tipos de servidores usando diferentes tipos de protocolos. libcurl atualmente dá suporte aos protocolos http, https, ftp, gopher, telnet, dict, file, e ldap. libcurl também suporta certificados HTTPS, HTTP POST, HTTP PUT, upload via FTP (podendo também ser feito com a extensão ftp do PHP), upload HTTP por formulário, proxies, cookies, e autenticação com usuário e senha.

Ou seja, o curl contém como finalidade fazer requisições de diversos tipo. É amplamente usado para fazer requisições a protocolos http e https.

Ele, Diferentemente do file_get_contents, não suporta leitura de sistema arquivos do seu servidor. Esse é um bom ponto a se observar.

Vantagens e Desvantagens

Permissões para leitura de URLs

Com o uso das funções de leitura de tipos de arquivo em PHP, é necessário que a diretiva allow_url_open esteja habilitada no seu php.ini. Sem isso você não conseguirá fazer essa operação.

Porém, como a extensão curl é preparada justamente para esse tipo de requisição não há restrições de leitura de urls.

Requisições simultâneas

Outro ponto importante de se destacar é que com file_get_contents você não consegue fazer requisições simultaneas, já com o Curl é possível.

Vou explicar o que significa as requisições simultâneas.

Elas são essenciais para reduzir o tempo de processamento da sua página.

Suponhamos que ao fazer uma requisição a um script em PHP, você precisa fazer requisições para 5 outras páginas. Para cada url que você captura a requisição, é necessário esperar uma resposta para que a outra operação seja feita.

Com as requisições simultâneas, o curl internamente envia as requisições, sendo apenas necessário esperar que todas as respostas sejam concluídas.

Veja aqui um exemplo de requisições múltiplas com Curl

2

file_get_contents para além de lêr todo o conteúdo de um arquivo para uma string, muitas vezes também é usado para simples requisições a urls, apesar de a partir do php 4.3 conseguirmos também definir outros parametros da requisição quando estas são necessárias existe sempre tendência a usar curl em vez do parametro context do file_get_contents

curl é uma ferramenta totalmente configurável, podemos definir todas as opções e mais alguma para uma dada requisição.

Quanto à segurança, o serviço/url a que vai ser feita a requisição, seja curl ou file_get_contents é que se tem de preocupar com isso. Mas para um simples pedido GET, basta definir que só um determinado User-Agent (ex: Mozilla/5.0 (Macintosh; Intel Mac OS X 10.7; rv:7.0.1) Gecko/20100101 Firefox/7.0.1) é que pode aceder para o DEFAULT file_get_contents já não resultar, aí há a tendência para usar curl e definir um User-Agent na requisição (apesar de com file_get_contents também ser possível, criando um stream e usando como terceiro parametro da função).

Exemplo de uma requisição/pedido GET com curl definindo um User-Agent:

function get_req($url) {
    $curl = curl_init();
    curl_setopt($curl, CURLOPT_RETURNTRANSFER, True);
    curl_setopt($curl, CURLOPT_URL, $url);
    curl_setopt($curl,CURLOPT_USERAGENT,'Mozilla/5.0 (Macintosh; Intel Mac OS X 10.7; rv:7.0.1) Gecko/20100101 Firefox/7.0.1');
    $return = curl_exec($curl);
    curl_close($curl);
    return $return;
}

E usamos assim:

echo get_req('http://pt.stackoverflow.com/questions/134738/diferen%C3%A7a-entre-file-get-contents-e-curl');

No meu caso, para GET simples experimento sempre primeiro file_get_contents (simplesmente por redução de código), caso retorne algum resultado inesperado aí eu oriento-me usando curl.

  • 1
    Segundo o site php.net o file_get_contents também efetua requisição do tipo POST ... com as configuração feitas para stream_context_create. – user46523 13/06/16 às 17:41
  • Tem razão, deve ter acontecido nas ultimas versões do php: stackoverflow.com/questions/2445276/… – Miguel 13/06/16 às 17:42
  • 1
    file_get_contents abre qualquer tipo de arquivo e ainda os stream suportados pelo PHP. O início da resposta parece levar a pessoa entender uma informação de forma errada – Wallace Maxters 13/06/16 às 17:53
  • 2
    @NikoBellic nem perto disso. É apenas uma função para ler conteúdo de um arquivo/stream e por acaso, acessa URLs DEPENDENDO de como o PHP foi configurado. – Bacco 13/06/16 às 18:06
  • 1
    @NikoBellic tenho bastante experiência com PHP. Sei que eu não estou fazendo um comentário irresponsável. Você parece estar confundindo sistema de arquivos com requisições http e etc. file_get_contents quando você usa um "caminho" não significa que está fazendo uma "url relativa", você está literalmente lendo um arquivo no disco. Se fosse no Windows por exemplo, isso funcionaria perfeitamente: file_get_contents('c:\\temp.txt'), porém você consegue fazer isso acessando uma url? Não. São duas coisas distintas, talvez confusas pois o php resolveu tratar tudo na mesma função. – Wallace Maxters 13/06/16 às 18:46

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.