3

Eu queria saber se na linguagem C e possível consulta bibliotecas disponíveis suas classes módulos e atributos como na linguagem Python que existe os métodos dir() e help() eu estou começando a aprender C gora e estou meio perdido. Vou citar um exemplo.

Eu importo a biblioteca stdio.h para trabalhar com dados de entrada de entrada e saída mas mas eu não sei os módulos, variáveis, nem classes que a biblioteca possui. Existe algum macete para me ajudar na hora do desenvolvimento?

#include <stdio.h>

int main()
{
  printf("C da depressão :\(\n");
  return 0;
}
4

C só possuem funções, constantes, tipos definidos, macros e variáveis globais (ainda que raro, porque é desaconselhável). Uma forma de achar as informações é olhar os arquivos header (.h) onde tem as declarações.

Não aconselho tentar aprender dessa forma em nenhuma linguagem. É melhor procurar uma forma mais estruturada, provavelmente um bom livro. É até possível uma pessoa criar seu próprio método de estudo se ela já tiver um bom domínio de programação e ser fortemente autodidata com uma estrutura de comprovada eficácia. Não tente adivinhar o que as coisas fazem, aprenda o que realmente fazem e como usar. programar não pode ser baseado em achismo, voluntarismo e tentativa e erro. Procure a documentação. Esse é o macete.

Só para complementar, já que a pergunta não fala sobre isso, mas a outra resposta é misleading: C, como Python, possui tipos para todos os dados. C, ao contrário de Python, possui tipos para todas variáveis. Os tipos disponíveis em C são: char, signed char, unsigned char, short, unsigned short, int, unsigned int, long, unsigned long, long long, unsigned long long, float, double, long double, _Bool ou bool (disponível em praticamente todos compiladores), struct, union, array e ponteiro.

Existem ainda alguns tipos definidos puramente em biblioteca, entre eles (não todos) size_t, intN_t, int_leastN_t, int_fastN_t, intptr_t, intmax_t, inclusos em <inttypes.h> e <stdint.h>.

Ponteiros e arrays acabam, de certa forma, se confundindo.

Ponteiros, assim como arrays, sempre são usados em composição com outros tipos. Ele serve tanto como referência para um tipo, como para indicação de uma sequência de dados de seu tipo. O ponteiro pode ser composto inclusive com funções. O conceito de string só existe mesmo no literal entre aspas e algumas funções em <string.h>, no fundo é apenas um ponteiro para char.

É possível criar seus próprios tipos, normalmente através de uma struct e typedef.

Eu entendo o que quis dizer a outra resposta, mas é bom deixar claro que dict do Python tem semântica bem diferente de struct. Na verdade acho que uma comparação até melhor seria a classe do Python com a estrutura do C. Pelo menos na forma mais simples da classe, se assemelha mais a uma struct, ainda que não dê as mesmas garantias. De fato a forma de simular uma classe em C é com struct. Simular um dict exige algo ainda mais complexo feito por conta própria ou usando uma biblioteca pronta.

1

A linguagem C não possui Classes e/ou módulos como Python, Java, ou C++. O mais próximo disso são as structs que se assemelham com as dict em python.

Em relação as variáveis, o C possui int (inteiro),char (caractere), char* (texto), float (ponto flutuante), long int, e outros.

Além desses tipos de variáveis, tem as structs que funcionam bem semelhante a objetos, tanto que em C++, uma struct pode representar uma classe com construtores de destruidores.

Os comandos dir() e help(), só existem em python, pelo menos todas as outras linguagens que trabalhei não possuem essas funções. Em C, tem de se olhar a documentação, ou ver o tipo de valor de entrada e saída dos métodos através das IDEs.

  • ficar lendo o arquivo header das bibliotecs e meio chato, e a IDE que eu uso nao e muito boa nesse sentido eu uso CodeBlocks – user45474 12/06/16 às 4:45

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies