11

Como calcular a área da interseção entre dois polígonos? Por exemplo:

a = matrix(c(0 ,0 ,2 ,0 ,2 ,2 ,0 , 2, 0, 0), byrow = T, ncol = 2)
b = matrix(c(.5, 0 ,1 , 1, 1.5, 0, .5, 0), ncol = 2, byrow = T)

A primeira coluna representa o eixo x e a segunda o eixo y, o polígono é fechado.

7

Você pode obter uma aproximação usando Método de Monte Carlo:

a = matrix(c(0 ,0 ,2 ,0 ,2 ,2 ,0 , 2, 0, 0), byrow = T, ncol = 2)
b = matrix(c(.5, 0 ,1 , 1, 1.5, 0, .5, 0), ncol = 2, byrow = T)

library(sp)

interseccao <- function(a,b, n = 100000){
  xmin <- min(a[,1], b[,1])
  xmax <- max(a[,1], b[,1])
  ymin <- min(a[,2], b[,2])
  ymax <- max(a[,2], b[,2])

  x_aleatorio <- runif(n, min = xmin, max = xmax)
  y_aleatorio <- runif(n, min = ymin, max = ymax)

  pontos_em_a <- point.in.polygon(x_aleatorio, y_aleatorio, pol.x = a[,1], pol.y = a[,2])
  pontos_em_b <- point.in.polygon(x_aleatorio, y_aleatorio, pol.x = b[,1], pol.y = b[,2])

  proporcao_intersec <- mean(pontos_em_a == 1 & pontos_em_b == 1)

  area_intersec <- (xmax-xmin)*(ymax - ymin)*proporcao_intersec

  return(area_intersec)
}

interseccao(a,b)
[1] 0.50368

No Método de Monte Carlo, pontos aleatórios são gerados em uma área da qual você já sabe a área. Em seguida determina-se a proporção de pontos que ocorrem na área que você deseja calcular, no caso, na intersecção dos polígonos. Essa proporção multiplicada pela área em que os pontos foram gerados, devolve a área desejada.

Claro que deve existir um algoritmo que calcule a área exata, mas se uma aproximação for o suficiente para você, está aqui.

  • O problema @Daniel é que preciso calcular a área de uns 5000 polígonos e usar Monte Carlo vai ficar muito pesado, mas solução é bastante interessante. – Wagner Jorge 4/06/16 às 16:58
  • Wagner, você pode dar uma ideia da finalidade disso, acho que ajudará entendermos. – Leo 4/06/16 às 17:56
  • 3
    @WagnerJorge concordo que pode ficar pesado, para calcular essa quantidade demoraria uns 3min (o tempo de execução da função está em torno de 35 ms). Enfim, essa é só uma idéia, de repente você pode abrir mão da precisão tirando uma amostra menor para o Monte Carlo e a assim acelerar o cálculo. Já ouvi dizer que é melhor perder tempo de processamento do que tempo programando :P – Daniel Falbel 4/06/16 às 18:04
6

Conforme o link abaixo, acesse a dissertação de mestrado do Sergio Lifschitz que trata disso, e que usarei de exemplo para explicar o que pode fazer.

Dissertação de mestrado - Sergio Lifschitz

A Figura abaixo refere-se à Página 53, Figura [A3-2].

Intersecção de polígonos

O que você precisa fazer com o algoritmo em questão é achar as coordenadas das intersecções, e por exclusão, ficar somente com os polígonos resultantes (como se tudo fosse uma única figura) para calcular a área total.

As coordenadas das intersecções entre os polígonos podem ser encontradas por meio do cálculo das coordenadas da intersecção de duas retas, que é simples, uma vez que você tenha gerado a equação de cada reta (que também é simples) e isso dá para fazer com cada conjunto de quatro coordenadas, um par para cada reta.

Para o cálculo da área total que precisa, dá para fazer por meio de triângulos, ao conectar as coordenadas de modo que todas dividam a figura final como um todo em triângulos, como representei abaixo:

Um único polígono divido em triângulos

SUGESTÃO:

Veja que havendo coordenadas coincidentes (exatamente iguais dos dois polígonos, você pode considerá-las como uma só, e assim, no final irá ficar com cada coordenada da figura completa.

Depois, pelas áreas internas dos polígonos (na dissertação e em outras publicações há indicações de como identificar a parte interna do polígono), gerar cada triângulo e calcular cada área na sequência.

A equação da área de um triângulo é:

A = (b x h) / 2

Onde:

A = área do triângulo

b = base do triângulo

h = altura do triângulo

Basta calcular o tamanho da base e o mesmo para a altura.

Espero ter ajudado, ou pelo menos, apresentado um caminho. Boa sorte!

  • O quadrado e o triângulo são apenas exemplo, a ideia é que sejam polígonos quaisquer, podendo estar contidos, intersectados ou não. – Wagner Jorge 4/06/16 às 3:03
  • Eu tentei, era algo próximo a isso que precisava? – Leo 5/06/16 às 0:49
  • agradeço demais o empenho, estou refletindo sobre a ideia. Eu consegui a pouco programar algo que calcula a área de qualquer polígono convexo (meu interesse), o desafio agora é só formar o polígono produto da intersecção. Se consegui formar o polígono, resolvo o problema. Pela manhã eu coloco essa ideia em prática. – Wagner Jorge 5/06/16 às 5:13
  • 1
    Ótimo, veja na dissertaçäo que lá ele indica como fazer o algoritmo. se conseguir apresente a soluçäo ou pelo memos como chegou lá. Casos como esse me interessam e infelizmente näo posso dedicar o tempo que gostaria para apresentar a soluçäo. – Leo 5/06/16 às 10:14
6

Finalmente consegui calcular.

Dado

a1 = matrix(c(0 ,0 ,2 ,0 ,2 ,2 ,0 , 2, 0, 0), byrow = T, ncol = 2)
b1 = matrix(c(.5, 0 ,1 , 1, 1.5, 0, .5, 0), ncol = 2, byrow = T)

Outro exemplo

a2 = matrix(c(0,0,2,0,2,2,0,2), ncol = 2, byrow = T)
b2 = matrix(c(1.5,.5,3,0,2.25,2), ncol = 2, byrow = T)

Interseção

library(sp)
interseccao <- function(a,b){
  a1 = as(a, "gpc.poly")
  b1 = as(b, "gpc.poly")
  res = intersect(a1, b1)
  res = as(res, "matrix")
  res
}

Aplicando a função interseccao temos as coordenadas do polígono.

Área

A função que calcula a área de um polígono convexo qualquer é dada pela equação de Shoelace no sentido anti-horário.

area_poligono = function(poligono){
  a = poligono[,1]
  b = poligono[,2]
  area1 = area2 = 0
  for(i in 1:length(a)){
    if(i < length(a)){ 
      area1 = area1 + (a[i]*b[i+1] - a[i+1]*b[i])
    }
    else{
      area2 = area2 + (a[i]*b[1] - a[1]*b[i])
    }
  }
  area = .5*(area1 + area2) 
  area
  }
  • 1
    Wagner, você não pode postar a sua função que calcula a área de um polígono? – Daniel Falbel 6/06/16 às 1:32
  • Bem pensado. Usei a equação de Shoelace. – Wagner Jorge 6/06/16 às 2:05
  • No package sp ainda é possível usar a função area.poly para calcular a área. – Wagner Jorge 9/06/16 às 2:38

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.