6

No meu atual cenário, toda sexta-feira, eu preciso listar todas as linhas de uma tabela que foram adicionadas ou alteradas.

Nesta tabela temos um campo DataDeInclusao que recebe, obviamente, a data de inclusão daquele registro.

Meu problema é listar os registros alterados desde uma determinada data. Adicionar um campo do tipo timestamp ou rowversion não armazenam a informação "quando".

Para isso pensei em utilizar uma trigger na tabela que quero controlar e desta forma atualizar um campo (DataDaUltimaAlteracao).

Seria este o melhor caminho? O que vocês fariam?

5

Sim, esse é o caminho que eu adotaria até por questões de auditoria (de quebra eu também usaria um campo para identificar o usuário que fez a alteração, mas isso não vem ao caso). Para o SQL Server 2005 você pode usar um valor default GETDATE() ou (CURRENT_TIMESTAMP) para a data de inserção e um trigger para a data de atualização. Para o SQL Server 2008+ você pode usar a função SYSDATETIME() e o tipo mais preciso DATETIME2.

CREATE TABLE dbo.MinhaTabela
(  
   ID INT IDENTITY(1,1) PRIMARY KEY,
   -- suas colunas
   DataDeInclusao  DATETIME NOT NULL
       CONSTRAINT DF_MinhaTabela_Inclusao DEFAULT (GETDATE()),
   DataDeAtualizacao DATETIME NULL -- Ou com DEFAULT de acordo com seus requisitos
);

CREATE TRIGGER dbo.TRG_MinhaTabelaAtualizada
ON dbo.MinhaTabela
AFTER UPDATE 
AS
    UPDATE dbo.MinhaTabela
    SET DataDeAtualizacao = GETDATE()
    FROM Inserted i
    WHERE i.ID = dbo.MinhaTabela.ID;

Veja que para atender ao seu requisito apenas um coluna DataUltimaAtualizacao (com a constraint default e o trigger) seria suficiente, mas é sempre bom diferenciar inserção de atualização.

Finalmente, não se esqueça de indexar as duas datas (para otimizar as suas consultas).

CREATE INDEX IDX_MinhaTabelaInclusao ON  dbo.MinhaTabela(DataDeInclusao);
CREATE INDEX IDX_MinhaTabelaAtualizacao ON  dbo.MinhaTabela(DataDeAtualizacao);

Exemplo no SQL Fiddle


Fontes:

3

É isso mesmo. O correto é uma coluna chamada DataDeAlteracao do tipo DateTime, atualizável por trigger.

Nesta resposta, ensino um comando a criar uma trigger para cada tabela da sua base de dados. Pode ser útil se você pretende auditar todas as tabelas.

timestamp e rowversion não são adequados para controle da última data de alteração porque não guardam uma data propriamente dita, e sim um número binário que é alterado toda vez que a linha é alterada. O intuito desse tipo de dados é simplesmente resolver conflitos de concorrência, para sistemas grandes e muito acessados em níveis de leitura e escrita.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.