21

Em muitos lugares já ouvi diversos comentários sobre isso, como:

  • "Programador profissional não usa break"
  • "O código já não presta quando você vê um break"

Porque o uso do break é tão mal visto pela maioria dos desenvolvedores?

Pessoalmente não vejo o breakcomo uma instrução ruim, em muitos casos eu o utilizo para deixar o programa um pouco mais rápido, como em um for:

for ($letter = 0; $letter < count($keyArray); $letter ++)
{
    if(filter_var($keyArray[$letter], FILTER_VALIDATE_INT))
        $contNumber ++;
    else
        break;
}

Tenho esse exemplo simples, no qual o objetivo é contar quantos números tem no inicio de uma string, por exemplo, tenho a string "145StackOverflow", então $contNumber será igual a 3.

Nesses casos eu uso o break, pois quando o caractere atual não ser mais um inteiro eu não terei mais números na string, logo não precisarei ficar rodando o for.

Caso esqueceu a pergunta: Por que o uso do break é tão mal visto pela maioria dos desenvolvedores?

  • Desculpem se foi duplicata, pesquisei aqui no StackOverflow mas não achei pergunta igual. – Leonardo Vilarinho 29/05/16 às 1:15
  • 8
    Não é a mesma pergunta, mas acho que vale uma leitura aqui como comparação, o problema é bem parecido: Por que devo usar apenas um “return” em cada função?. O problema está em quem faz a este tipo de afirmação, e não no break. Situação similar aqui: Por que o uso de GOTO é considerado ruim? - Fica a sugestão de, ao ouvir uma afirmação dessas dada com tanta certeza, colocar quem falou na lista de "fontes não confiáveis". – Bacco 29/05/16 às 1:27
  • 2
    Tem até um seriado que critica o uso do break, se chama Breaking Bad *tudum tss* – Piovezan 29/05/16 às 2:41
  • 1
    @Piovezan Fumou o que? Kkkk – Leonardo Vilarinho 29/05/16 às 2:46
  • 1
    Mas o Michael Jackson era favorável, "Ba dum tsss tsss tsss tsss" :) – Maniero 31/05/16 às 13:55
29

As pessoas têm preconceitos. Até com comandos de linguagens. No fundo o que dizem ser ruim mesmo é o uso do goto, cujo mito eu já dou uma detonada em outra pergunta. Dizem que o break é um goto disfarçado, principalmente se ele possuir um label e puder desviar para um ponto específico do código.

Há quem critique especificamente o break porque ele não deixa seguir o curso natural do algoritmo (aaah, vá?). Consideram que o correto é desenvolver uma lógica que o término seja decidido exclusivamente pela condição do laço. É dito que sempre é possível reescrever o código para não precisar do break. E é verdade, isso é o ideal. Usam até algum exemplo onde o código fica bom, às vezes até melhor sem o uso deste comando. Mas não costumam mostrar os casos que fica pior. Prejudicam a legibilidade ou até a simplicidade para atender uma regra sem sentido.

É claro que usar onde não precisa, onde fica pior, usar como solução "fácil", realmente é ruim, ninguém discute, até porque quem costuma fazer essas construções ruins (o leigo) não consegue e não está interessado em discutir sobre o assunto.

No exemplo de código da pergunta parece fazer sentido. A quebra ocorre por uma situação independente da condição que controla o término do laço. Também não seria um absurdo eliminá-lo, mas eu acho que fica menos legível. É opinião:

for ($letter = 0; $letter < count($keyArray) && filter_var($keyArray[$letter], FILTER_VALIDATE_INT); $letter++) {
    $contNumber++;
}

Certamente fica menor, mas é mais difícil de ler e principalmente de compreender porque está fazendo essa condição. Não é normal usar um for assim. Nem imagino a complicação se tiver uma manutenção e a condição ficar mais complexa. Mas concordo que não é o fim do mundo fazer assim. Não vou brigar com quem goste :)

Talvez alguém pregue usar um while para ficar mais apropriado para uma condição mais complexa. Acho que fica pior, pelo menos nesse caso. Realmente em bons laços while o break tende ser menos útil, mas ainda existe lugar para ele.

Tem quem crie uma variável de flag para "facilitar". Parabéns! Ficará bem melhor </sarcasmo>.

Em geral ele é mais útil no início do laço. Quando vai pro meio, tende a ficar menos útil. Se estiver no final, tem boa chance de ter alguma coisa errada aí. Note que o exemplo citado é bom porque o break está no início, no meio e no fim :P

Na verdade muita gente teria usado um foreach:

foreach ($keyArray as $letter) {
    if (filter_var($letter, FILTER_VALIDATE_INT))
        $contNumber++;
    else
        break;
}

Resolva sem break!

Outra forma que alguns prefeririam:

foreach ($keyArray as $letter) {
    if (!filter_var($letter, FILTER_VALIDATE_INT))
        break;
    $contNumber++;
}

Talvez, mais uma vez, venha de uma ideia do passado. Era comum ter grandes laços, era fácil fazer uma lógica esquisita, se perder ali no meio e uma quebra só agravava o problema. Mas hoje todo programador bom faz laços curtos. Os ruins vão fazer tudo errado mesmo, não será o break que causará as dores de cabeça no seu código. Claro, não pode abusar, tem que fazer certo.

Hoje é raro ver alguém criticando o break, só alguns "acadêmicos" que só aceitam uma solução como certa. Tem estudo mostrando que é mais comum cometerem erros evitando esses controles facilitadores.

Curiosamente uma das críticas é que ele é imprevisível. Aí você vai ver e a pessoa defende o uso de exceção, a rainha da imprevibilidade :D

Criticam o continue também, que eu acho um mito maior ainda. É óbvio que há casos que melhorar o if pode eliminar o continue ou ou break, se for possível eliminar sem prejudicar o código, eu acho que deve fazer mesmo.

Programador ruim é considerado ruim :P ou melhor ainda "Harmful programmer is considered harmful".

Relacionado: Deve-se usar break em for?

  • 4
    O que seria do switch sem um break :) hehe. – rray 1/06/16 às 0:49
  • Pensei na mesma coisa, seria melhor fazer 10 if's do que um switch com break ? Tornaria o código bem pior de ler – Lucas Queiroz Ribeiro 20/10/16 às 13:29
  • @LucasQueirozRibeiro aí não é questão de ser pior de ler, é que faria outra coisa bem diferente. Por isso algumas linguagens optaram pelo Switch fallthrough. – Maniero 20/10/16 às 13:33
  • Digo, fazer if(a == "1"){}else if(a == "2"){}... só pra não usar o break – Lucas Queiroz Ribeiro 20/10/16 às 13:35
  • @L Ah, entendi. Aí tem razão. – Maniero 20/10/16 às 13:35

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.