2

Tenho dois microserviços REST (projetos separados) respondendo pelas seguintes entidades com mapeamento JPA (@Entity) e cada um com sua própria base de dados.

Produto(ID e TITULO) e Categoria (ID e TITULO)

Achei alguns comentários dizendo que o melhor seria replicar as entidades em cada microserviço. Acredito que essa não seja uma boa solução pela duplicidade de código.

Desta forma, como fazer o relacionamento JPA entre as duas entidades (@ManyToMany) sendo que cada uma está em um projeto diferente? Como seria essa arquitetura? Quais as opções?

  • Como se faz o relacionamento JPA entre entidades residentes em microservices distintos? Não se faz. Nesta pergunta o conceito de microservices com certeza ainda não foi capturado. – Caffé 25/05/16 às 12:02
  • @Caffé eu entendi que por exemplo, em produto eu poderia ter um objeto que armazena a categoria, e em categoria uma lista de objetos de produtos mas sem realizar o mapeamento OneToMany e ManyToOne respectivamente. Desta forma, a integridade deveria ser garantida e caso precisasse acesso da outro serviço, para buscar pore exemplo os produtos por categoria acessaria via REST. É isso mesmo? – gustavomr 25/05/16 às 12:12
  • Procurei aqui no SOpt uma resposta sobre Microservices que pudesse ser útil pra você mas não encontrei nada muito decente... Mesmo a tag não está preenchida ainda. Tem umas respostas onde uma parte está legal mas tem um ou outro parágrafo que ferra com partes importantes do conceito. Por ora posso te adiantar: esqueça relacionamento entre entidades em nível de objetos quando estiver falando de microservices. Cada microservice responde por uma capacidade do negócio (um requisito grandão, por assim dizer) e não depende de objetos de outros microservices para poder fazer o seu trabalho. – Caffé 25/05/16 às 12:38
  • Sim, eu acho que entendi. Cada microserviço tem seu comportamento definido, e quanto precisar pode acessar via REST outro serviço para poder completar a sua resposta. – gustavomr 25/05/16 às 13:04
  • 2
    Isso, e apenas para completar. Se um microservice não tiver qualquer utilidade sem consultar outro microservice, ele não é um microservice de fato porque não é independente e não atende sozinho por uma capacidade de negócio. – Caffé 25/05/16 às 13:15

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.