13

Quais são as diferenças no funcionamento, desempenho etc. em herdar de cada uma das classes nos controllers das views (XML) no Android?

2 Respostas 2

8

Tanto a Activity como o Fragment são componentes que fornecem uma interface gráfica(UI), para permitir que o usuário interaja com a aplicação.
A diferença fundamental é que um Fragment necessita de uma Activity para ser apresentado.

O Fragment foi introduzido no Android 3.0 (API de nível 11) e o seu intuito principal é permitir maior flexibilidade na criação de UI adaptáveis às várias dimensões de telas existentes nos dispositivos actuais.
Ele permite centralizar o código referente a uma parte(fragmento) da UI.
Ao dividir o layout de uma Activity em fragmentos, é possível modificar a aparência da Activity, em tempo de execução, de forma simples.
Outra vantagem é o reaproveitamento do código, pois eles podem ser usados em mais de uma Activity.

Há quem use o Fragment, sem uma view associada, para implementar o padrão MVP.
O fragment faz de presenter, aproveitando a possibilidade que este tem, chamando o método setRetainInstance(true), de não ser destruído durante a recriação da Activity(como a resultante da rotação do dispositivo), mantendo o estado da aplicação.

A FragmentActivity é um "wrapper" em volta de uma Activity para permitir que o Fragment possa ser utilizado em dispositivos com Android anterior à versão 3.

  • 1
    Esqueci desse "detalhe" que é explicar a relação/diferença entre activities e fragments. Ótima explicação. :) – Piovezan 12/05/16 às 18:32
  • @Piovezan Para quem diz que percebe pouco do assunto, a sua resposta está boa e recebeu o meu +1. – ramaral 12/05/16 às 20:06
4

Ia responder através de um comentário porque meu conhecimento nesse aspecto é limitado, mas ia ficar muito grande.

A diferença, se houver, é entre Activities e Fragments. De performance acredito que não haja. Quanto a funcionalidade, Fragments, por serem reutilizáveis, permitem interfaces mais complexas que Activities com código mais simples.

Até onde vai minha pouca experiência com MVP/MVC para Android, tanto Activities como Fragments requerem atenção devido aos seus ciclos de vida. No momento não consigo visualizar se o uso de Fragments torna mais complicada a comunicação entre os componentes, mas cogito que minimizar essa complicação seja uma das intenções de se usar MVP/MVC.

Quando às demais classes (FragmentActivity, ActionBarActivity, AppCompatActivity), elas existem por questão de compatibilidade com versões mais antigas do Android. Esta resposta no SOen ilustra as diferenças entre elas.

PS: Se você estiver falando de MVVM usando Data Binding, aí então que não sei nada. :)

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.