-1

Tenho um input de texto em um formulário HTML onde o usuário do sistema insere um link. Esse link é copiado da URL. Preciso que seja aceito qualquer tipo de link, menos aquelas URLs 'encurtadas', tipo "goo.gl.". Como posso criar uma função para validar e verificar isso? É possível?

  • 1
    Você tem uma lista das url's encurtadas que não irá aceitar? Se não, o primeiro passo é listar todas que você encontrar para que possa criar uma expressão regular eficiente. – LF Ziron 17/04/16 às 22:23
  • Você também pode criar uma regra: "domínio com no mínimo x caracteres" que sejam no formato "domínio/chave" = bloqueio. Você pode procurar outros critérios, observando os encurtadores que existem, para evitar "falso positivo" e ter uma validação gerencia e eficiente. – mau humor 17/04/16 às 22:29
  • 1
    Outro jeito é mandar uma requisição pra a URL postada, caso seja redirecionado, você poderá obter a URL real, ou bloquear, por não ser um link direto. – mau humor 17/04/16 às 22:31
  • Concordo com as respostas do @user5978 . O grande problema é que talvez o próprio site que o usuário poste o link faça um redirecionamento. Nesse caso poderia ser verificado se o redirecionamento foi feito para o mesmo domínio, mas ainda assim seria arriscado. Digamos que eu inserisse a url: foo.com/bar que redirecione os usuários da Europa para foo.com.eu/bar, o sistema iria bloquear esse tipo de url, e esse é um tipo de redirecionamento que até mesmo o google faz para lidar com o acesso de usuários de diferentes países – LF Ziron 17/04/16 às 22:38
  • É, se optar por uma solução genéricas, o sistema vai ter que ter uma certa "inelegância" para lidar com falso positivo. Esse é o "preço" para não ter que atualizar constantemente a lista de encurtadores, hehe. – mau humor 17/04/16 às 23:07
2

Uma sugestão é fazer uma requisição na URL. Se detectar redirecionamento, pode ser um "encurtador", mas também pode não ser e estaria então impedindo URLs legítimas.

A partir desse ponto, compare com a quantidade de caracteres. Se for menor que X aumenta a probabilidade de ser um encurtador e descarta URLs maiores que fazem redirecionamento, mas não são encurtadores.

Parece bom até aqui, mas na prática, não funciona.

Vamos a um exemplo real:

tinyurl.com <- é um encurtador de URL
globo.com <- é menor que o tinyurl.com mas não é um encurtador.
r7.com <- é menor ainda..

Portanto a lógica em comparar o tamanho da URL ou do domínio, não é válida.

Talvez deva se perguntar, qual o objetivo em detectar se é um encurtador de URL?

Se for pelo fato de que redirecionam uma URL, então poderia apenas validar o redirect, independentemente de ser um encurtador ou não.

  • Como já foi comentado aqui, solução tem, mesmo que seja na força bruta, o que não é uma solução tão ruim, já que não existe um número extremamente alto de sites do tipo. Porem, uma solução genérica seria o melhor, mas há alguns problemas quanto aos critérios a ser utilizado, como você mesmo observou. – mau humor 18/04/16 às 0:26
  • A quantidade de encurtadores é enorme. Por baixo, deve ter centenas de milhares. Dizer que fazer X ou Y é uma solução para algo que é inviável de fazer, é no mínimo conduzir ao erro. Um exemplo de "erro" no proprio stackoverflow: stackoverflow.com/questions/9557116/… – Daniel Omine 18/04/16 às 1:05
  • Isso prova que se não for "viável" é pelo menos bem possível implementar: checkshorturl.com/expand.php. – mau humor 18/04/16 às 1:09
  • 2
    Apenas para finalizar e deixar mais claro. É inviável criar uma lista de encurtadores pois não se sabe nem mesmo a quantidade existente. O mundo não se resume a sites dos EUA, Europa e Brasil. E mesmo nessas 3 regiões há dezenas, senão centenas de milhares de encurtadores e a cada dia surge 1 ou 20 novos.. Enfim, não há um padrão, não há um controle.. Nada.. -> inviável. – Daniel Omine 18/04/16 às 1:20
  • 2
    Essas listas dos links que vc passou é alguma piada? rsrsrs Como disse no comentário acima.. talvez exista centenas de milhares.. não são 20, 40, nem 200, 300 ... é coisa para mais de 100, 300 mil.. só no ocidente. – Daniel Omine 18/04/16 às 1:21
2

O que você pode fazer é inserir em um array ou MySQL (dependendo do tipo de linguagem que você irá usar) algumas das URL's que são encurtadas. Por exemplo goo.gl, tinyurl.com, etc.

Um código feito com PHP por exemplo:

    <?php
    $urls = array('goo.gl', 'tinyurl.com'); //Insere as URL's que são encurtadoras

    $url_input = trim(strtolower($_POST['url'])); //Pega a URL que o usuário informou

$filtra_url = parse_url($url_input);

$url = $filtra_url['host'];


    if(in_array($url, $urls)){
    echo 'Você informou uma URL encurtada. Não permitimos isso!';
    }else{
    echo 'URL autorizada';
    }
    ?>

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.