0

Lista circular simples implementada em C

#include <stdio.h>
#include <conio.h>
#include <stdlib.h>

typedef struct s_no{
    float info;
    struct s_no* proximo;
} no_t;

no_t* cria (){
    return NULL;
}

no_t* insere (no_t* l, float v){
    no_t* p = (no_t*) malloc(sizeof(no_t));
    p->info = v;
    if (l == NULL){
        l = p;
        p->proximo = l;             
    }else{
        no_t *aux = l;
        while (aux->proximo != l){
            aux = aux->proximo;
        }
        aux->proximo = p;
        p->proximo = l;
        l = p;      
    }
    return p;
}

void imprime (no_t* l){
    if (l){
        no_t* q = l;
        do{
            printf("%f\n", q->info);
            q = q->proximo;
        }while (q != l);    
    }
}

void libera (no_t* l){
    no_t* q = l;
    while (q->proximo != l){
        no_t* t = q->proximo;
        free(q);
        q = t;
    }   
}

no_t* retira_inicio(no_t* l, float v){
    if (l == NULL)
        return l;
    if (l == l->proximo){
        free(l);
        return NULL;
    }       
    no_t *p = l;

    while (p != l){
        p = p->proximo;
    }

    no_t *aux = l;

    p->proximo = aux->proximo;

    l = aux->proximo;
    free(aux);
    return l;
}

no_t* retira(no_t* l, float v){
    no_t* ant = NULL;
    no_t *p = l;

    if (l == NULL)
        return l;
    if (p->info == v){

        return retira_inicio(l, v);
    }
    ant = p;
    p = p->proximo;
    while ((p != l) && (p->info != v)){
        ant = p;
        p = p->proximo;
    }
    if (p == l)
        return NULL;
    ant->proximo = p->proximo; 
    free(p);
    return l;
}
1
  • 1
    Você poderia adicionar um contexto a sua pergunta? – gato 9/04/16 às 14:24

1 Resposta 1

3

Quando tem um laço andando pelos elementos de uma estrutura de dados já é um grande indício que ela é linear - O(n). Pode ser linear modificada, por exemplo poderia ser O(n / 2) se você só quer pegar os itens pares (tecnicamente isso não é bem Big O).

Se tiver um laço dentro de outro ela já passa para quadrática - O(n2), o que não é o caso.

Claro que é possível ter um laço e a complexidade ser logarítmica - O(log n), depende de como o andamento dos passo se comporta.

Ou o laço não estar aplicado aos elementos, o que poderia deixar a complexidade constante - O(1), bem raro.

Não fiz uma análise profunda e posso ter me enganado, mas parece que todas são lineares. Listas ligadas costumam ter esta complexidade na maioria dos algoritmos aplicáveis (não todos).

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.