10

Já vi bastante essa palavra "TODO", principalmente em IDE's e sempre tive a curiosidade de saber o que é.

Exemplo:

// TODO: alguma coisa escrita
código....

Agora as perguntas:

  • O que é TODO?
  • Qual sua utilidade?
  • Como usar?
18

Você viu isto em código. Isto pode ser chamado de code tags.

Estritamente é um comentário como outro qualquer. Ele pode ter um significado específico para alguma ferramenta. É comum IDEs ou pelo menos extensões deles terem alguma coisa que vasculham o código procurando comentários que começam com:

  • TODO: ("para fazer") Alguém [eu] precisa arrumar isso urgente
  • FIXME: ("me conserte") Tem um erro que precisa ser consertado aqui, mas funciona (TOFIX:)
  • HACK: ("gambi") Não teve outro jeito de resolver pra cumprir o prazo, depois melhoro
  • XXX: ("atenção") Alguns editores destacam comentários com isto como algo importante sem dar semântica específica
  • DONE: ("feito") Avisar que o TODO está resolvido. Quando remover isto?
  • UNDONE: ("desfeito") Precisei voltar ao original por alguma razão
  • ASAP: ("tão rápido quanto possível") Precisa arrumar isso urgente
  • REMOVE: ("remova") Esse código foi colocado só para testar algo e deve sumir
  • NOTE: ("anotação") Só para informar que tem algo importante agora
  • BUG: ("falha") Tem um bug conhecido aqui que precisa ser arrumado - especialização do FIXME - costuma ter um número de ticket associado
  • ISSUE: ("questão") Há uma dúvida aqui se deve ser assim mesmo
  • ERROR: ("erro") Tem um erro reproduzível aqui - especialização do FIXME
  • BROKEN: ("quebrado") não vai pra frente mesmo, não adianta insistir - especialização do FIXME
  • GLITCH ("falha") Algo estranho ocorre aqui em situação bem específica
  • REVIEW: ("revise") Revise isso pra mim, usado onde se costuma fazer peer review
  • WTF: ("que p0rr@ é essa?") Fizeram um besteira muito grande aqui

E outras parecidas...

As ferramentas catalogam esses comentários em algum lugar específico, não fica só no código, para destacar que o código não está completo ou pelo menos precisa de atenção especial para os programadores não ignorarem por acidente.

Muitos permitem configurar o que quiser, mas se exagerar pode começar dificultar o uso, em geral os 3 primeiros são bem úteis (para o VIM só o quarto é considerado), os outros são variações, especializações, exageros ou exigem ferramentas melhores.

Em geral há uma descrição mais detalhada depois dos dois pontos. Esta tag específica serve para ajudar a ferramenta identificar a semântica deste comentário.

Essa é uma prática de programadores organizados. É claro que se enfiar um monte deles e largar dá no mesmo que não usar. Em geral eles devem ser transitórios.

Algumas equipes até proíbem que código com isso seja commitado, a não ser nos casos que sejam para comunicação com outros membros da equipe. O argumento é que se é uma coisa planejada e não implementada deve ficar na documentação, se é algo que falta fazer pra cumprir a implementação planejada então o commit não pode ser feito até completar. A realidade impede que o fluxo seja de fato assim, o máximo que acontece é as pessoas tirarem isso do código e marcar em outro lugar mais fácil de esquecer, só para burlar a regra boba.

Alguém lembra de outros?

  • 2
    Sempre vi esse TODO nos códigos, mas pensei que não fosse um comentário gerado pela IDE sem importância kkk. – user28595 2/04/16 às 0:48
  • 1
    Não é gerado pelo IDE, é colocado pelo programador, o IDE só o usa pra produzir um catálogo. – Maniero 2/04/16 às 0:49
8

Esse termo pode-se traduzir de forma literal.

Significa “a fazer”, “para fazer”.

Não é algo específico de linguagens de programação. É meramente um lembrete de coisas a se fazer, normalmente uma correção ou implementação relevante que o programador resolveu deixar para fazer em outra ocasião.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.