-8

Estou programando orientado a objetos, já tem algum tempo que estou estudando padrões de projetos, mas não consigo desenvolver sem utilizar uma chuva massiva de ifs.

Como fazer design patterns pra evitar ifs? Já li vários artigos sobre o assunto mas com o PHP não consigo evoluir nesse sentido.

Por exemplo, estou fazendo na mão aqui um validador de CPF, padrão Receita Federal. Entre ifs e elses são mais 15 fluxos. Fica aquele código gigantesco e desorganizado, mesmo quebrando alguns comandos em sub-funções na classe.

public function is_cpf_strict() {

        // Remoção dos caracteres especiais
        if (isset($this->var['value'])){
            //flag de erro
            $erro8 = 0; 
            $array8 = array();
            $cpf8 = trim($this->var['value']);
            $array8 = explode(".",$cpf8);
            $cpf8 = implode("", $array8);
            $array8 = explode("-",$cpf8);
            $cpf8 = implode("", $array8);

            if (strlen($cpf8)!=11){
                $erro8 = 1;
            }
            // Decompor o CPF no padrão receita
            else{
                $x=10;
                $y=0;
                $tot=0;
                $s=0;
                while($x>=2){
                    $s = $cpf8[$y] * $x;
                    $tot = $tot + $s;
                    $x--;
                    $y++;
                }
                //Obter o primeiro dígito
                $h = $tot%11;
                if ($h>=2){
                    $hi1 = 11 - $h; 
                }
                else {
                    $hi1 = 0; 
                }
                // Valida o primeiro dígito e obtém o segundo
                if ($hi1 == $cpf8[9]){
                    $z = 11;
                    $a = 0;
                    $tot2 = 0;
                    $s2 = 0;
                    while($z>=2){
                        $s2 = $cpf8[$a]*$z;
                        $tot2 = $tot2 + $s2;
                        $z--;
                        $a++;
                    }
                    $h2 = $tot2%11;
                    if ($h2>=2){
                        $hi2= 11 - $h2; 
                    }
                    else{ 
                        $hi2 = 0; 
                    }
                    //Valida segundo dígito
                    if ($hi2 == $cpf8[10]){
                        //echo "segundo digito válido. <br>"; 
                    }
                    else{
                        $erro8 = 1;
                    }
                }
                else {
                    $erro8 = 1;
                }
            }//FIM VALIDAÇÂO CPF

            if ($erro8 == 1){
                array_push($this->err["{$this->var['name']}"], "{$this->var['name']} de inválido");
            }
        }
        return $this;
    }
  • 1
    Melhor editar e por seu código na pergunta, assim fica mais claro. Pode ser que o problema do código não seja tão relacionado a design-patterns complexos, mas talvez do uso das estruturas básicas. – Bacco 1/04/16 às 14:36
  • 2
    Uma coisa é fato, PHP não é das melhores linguagens para se aprender a programar. Talvez seja legal começar com alguma linguagem mais consistente (C, C++, Python, etc), e depois aplicar os conceitos em PHP. – Bacco 1/04/16 às 14:43
  • 2
    Nunca vi OOP ou DP fazer códigos ficarem menos gigantescos e mais organizados. – Maniero 1/04/16 às 14:54
  • 2
    @bigown é que o pessoal que só faz OOP compara biblioteca OOP feita por equipes de profissionais com código procedural de aprendiz :) Queria que eles comparassem OOP bom com procedural bom. Nem vou falar de comparar o OOP que eu vejo no dia-a-dia, pq ai seria covardia. – Bacco 1/04/16 às 14:56
  • 1
    Outro exemplo de código de validação de CPF, sem muito if, pode ser visto no código fonte do Respect\Validation. – Wallace Maxters 1/04/16 às 20:25
0

O jeito mais simples de evitar ifs é extrair o máximo em objetos (classes e methods).

O que está errado é a forma de pensar e não conseguir fazer com que o método faça somente uma coisa.

Nessa função que vc colocou existe pelo menos umas 4 coisas diferentes se pensar que cada um poderia ser uma função do seu objeto seria mais simples organizar.

Uma mulher que tem muito o dom em fazer isso é a Sandi Metz da uma estudada nela. http://www.sandimetz.com/

0

Evitar ifs é natural, porque eles bagunçam bastante o código, mas é impossível programar sem eles e as vezes é inevitável um aninhamento de ifs. existem outros laços que substituem o if, como é o caso do switch (Quase nunca uso). Acontece que podemos e devemos pensar de forma mais lógica e portanto preguiçosa. vou dar um exemplo de substitur ifs por array.

Com ifs

 if($fruta = "jambo"){
      echo "gosto";
    }
if($fruta = "maça"){
      echo "gosto";
    }
if($fruta = "tomate"){
      echo "Não gosto";
    }

Substituindo por array

 $array = array(
    "jambo" => "gosto",
    "Maça" => "gosto",
    "Tomate" => "não gosto",
    );
echo $array[$fruta];

se o volume de dados for grande, usar array reduzido

$array = array(
"Não gosto" => array("tomate", "Sapoti", "melão"),
"gosto" => array("jambo", "Maça", "uva", "laranja", "banana", "goiaba")
);
foreach($array as $key => $row){
    foreach($row as $value){
        if($value == $fruta){
             echo $key; //$key é a chave do primeiro array pode ser gosto ou não gosto
        }
    }
}

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.