-4

Estou criando uma camada em ADO.NET para acesso a dados e pintou uma dúvida. É uma boa prática ter os meus métodos de acesso a dados como static ao invés de ter que sempre ficar instanciando o objeto e chamar o método?

  • É boa prática sim. – Maniero 31/03/16 às 19:01
  • Não, não é não. – Maniero 31/03/16 às 19:02
  • não, não é... se vc utilizar multiplas threads pra fazer um update, por exemplo.... pode dar "treta" rs – Marllon Nasser 31/03/16 às 19:04
  • Não entendi....como que pode dar "treta"? Se o valor recebido pelo método estático vai ser o da thread, como que ele vai conseguir se perder? – Eduardo Oliveira 31/03/16 às 19:08
4

A verdade é que depende do "quão sofisticado" você é...

Em geral eu diria que não, não é uma boa prática.

Utilizando métodos estáticos no DAO, você não pode modificar o comportamento dele (em casos de sobrecarga, por exemplo)...

Se você utilizar 2 ou mais threads simultaneamente, se uma das threads fechar o DAO antes das outras, o que tem grandes chances de acontecer, você não vai ter o resultado que espera, concorda? Sem contar pra outros casos como testes unitários... é bem mais complicado... então algumas desvantagens:

  • Não é seguro em uma aplicação multi-thread.
  • Não pode injetar dependências em classes estáticas.
  • "Dificulta" a implementação de testes unitários....

Aconselho a utilização do padrão Singleton para seu DAO:

public class ClienteDAO { 
  private static final ClienteDAO SINGLETON = openInst(); 

  private static ClienteDAO openInst() { 
    // Iniciar o DAO
  } 

  public ClienteDAO getInstance() { 
    return SINGLETON; 
  } 
} 

A vantagem é que ele é seguro em aplicações multi-threads e você pode modificar o método openInst() em testes unitários para criar Mocks para o seu DAO, o que vai simplificar e MUITO seus testes unitários.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.