2

Na HTML5, quais são os atributos possíveis que podem ser utilizados no elemento (tag) html? Eu sempre aprendi os atributos estudando pelo W3Schools, mas percebi que nada dizem sobre atributos como prefix e xml:lang e até outros simples como alt e disabled, entre outros que devem existir que ainda não conheço. Obrigada!

  • 2
    disabled na tag <html>?? Qual seria a utilidade disso? – user28595 26/03/16 às 2:52
  • 1
    Tem alguns atributos comuns a qualquer elemento. O elemento html tem apenas um atributo específico adicional - que até o momento eu nem sabia que existia. – bfavaretto 26/03/16 às 2:57
  • @DiegoF realmente não vejo utilidade, como muitos outros atributos. Sou defensora do fim dos atributos sem explicação de existência. Mas se eles existem, um dia podem aparecer em algum código. Acredito que você já tinha conhecimento que ele existia. Mas, e quando nos deparamos com atributos que nunca vimos? Sempre que olho um código vejo um atributo que nos estudam não apareciam.. :( Não é nem pelo uso, mas pela vontade de saber que existem... obrigada. – Ingrid Farabulini 26/03/16 às 3:12
  • @bfavaretto mas a pergunta é para saber somente os atributos possíveis no elemento (tag) html e não em todos os elementos possíveis na HTML5. – Ingrid Farabulini 26/03/16 às 3:15
  • 2
    Eu tinha entendido errado, desculpe. Nesse caso não é ampla mesmo. A resposta mais confiável está na especificação do HTML, mantida pelo W3C (que não tem relação com a w3schools, embora muita gente caia nessa). – bfavaretto 26/03/16 às 4:35
5

W3C != W3Schools

Primeiro gostaria de citar que é uma coisa muito comum pra quem começa a estudar e fazer perguntas no google, o W3Schools não tem ligação alguma com o W3C ou W3.org, eles só usam o nome semelhante pra dizer que ensinam coisas que contém no W3C, mas isso não quer dizer que eles ensinam corretamente ou apenas HTML/CSS/XML.

O W3Schools também ficou conhecido pelas inúmeras falhas nos seus exemplos e tutoriais, além de explicações equivocadas sobre algumas tecnologias

Hoje podemos dizer que a maioria dos erros no W3Schools foram corrigidos, mas não quer dizer que ele seja oficial ou que tenha bons exemplos

Sobre os atributos suportados pela tag <html>, não é porque um atributo é incorreto em uma tag que ele não irá funcionar, tecnologias como HTML, JS e CSS funcionam de maneira semelhante em todos navegadores atuais, mas não quer dizer que foi o W3.org que as implementou, por exemplo não é porque o w3c lançou o HTML5 que ele vai funcionar de maneira igual em todos navegadores, o W3C é apenas uma espécie de "regulamentador" (quem padroniza as tecnologias) pra evitar que comecem a surgir muitas diferenças entre os navegadores o que dificultaria os desenvolvimento de sites (isso já ocorreu no passado as famosas Browser wars, que vai além de quem é o mais usado, por que um navegador queria ser melhor que o outro criavam tecnologias que não eram standards, então isso gerou muita dor de cabeça).

Como eu citei em um comentário, você não precisa saber o A,B,C do funcionamento de algo, mas busca-lo no momento de necessidade. A única utilidade que vejo pra aprender quais são todos atributos suportados por uma tag é se você:

  • Vai criar um Crawler
  • Vai criar uma biblioteca Javascript que manipula o DOM pra algum objetivo muito especifico

Se não for bem isso, ou melhor se for apenas criar páginas pra navegar em navegadores convencionais, então se apegue em fazer o básico e intermediário, se necessitar de algo avançado como OpenGraph do facebook então pode aplicar normalmente, não se preocupe sites grandes como eles não iriam criar um "esquema" de HTML/XML falho, isso "queimaria o filme deles".

Existe o uso do Microdata ou RDFa que por vez podem obstruir o HTML se falhar em algum momento na digitação (erro humano) e por este motivo foi criado o JSON-LD, como citei aqui: Para que serve o tipo "application/ld+json" em uma tag <script>? Mas se fizer com cuidado e atenção ainda sim poderá conseguir fazer sem obstruir o código, quero dizer use algo quando necessário, não há muitos motivos pra entender a interface a fundo.

O link https://www.w3.org/TR/html-markup/html.html#html leva pra este https://www.w3.org/TR/html-markup/global-attributes.html

Core:

accesskey, class, contenteditable, contextmenu, dir, draggable, dropzone, copy, move, link, hidden, id, lang, spellcheck, style, tabindex, title e translate

Eventos:

onabort, onblur, oncanplay, oncanplaythrough, onchange, onclick, oncontextmenu, ondblclick, ondrag, ondragend, ondragenter, ondragleave, ondragover, ondragstart, ondrop, ondurationchange, onemptied, onended, onerror, onfocus, oninput, oninvalid, onkeydown, onkeypress, onkeyup, onload, onloadeddata, onloadedmetadata, onloadstart, onmousedown, onmousemove, onmouseout, onmouseover, onmouseup, onmousewheel, onpause, onplay, onplaying, onprogress, onratechange, onreadystatechange, onreset, onscroll, onseeked, onseeking, onselect, onshow, onstalled, onsubmit, onsuspend, ontimeupdate, onvolumechange e onwaiting

XML:

xml:lang, xml:space e xml:base

Mas devo lembrar, não é porque o atributo oncanplaythrough esta listado é que ele vai funcionar e não é porque o atributo disabled não esta listado que não irá funcionar (é bem provável que funcione), o funcionamento em cada navegador pode ocorrer de maneira totalmente diferente de outro (apesar que hoje a maioria esta funcionando bem padronizado), mas não é porque o navegador suporta algo que este uso é valido conforme a padronização.

Em resumo padrão é uma coisa, funcionar é outra. No entanto eu prefiro sempre tentar seguir o máximo o padrão e em raras ocasiões faço o uso de algum hack (como o caso comum no CSS) que não é padrão pra ajudar a atingir um objetivo, muitas vezes por carência de alguma funcionalidade em um determinado navegador.

  • 1
    @bfavaretto A sim, mas acho que foi perto disso que eu quis (tentei ao menos) dizer com a resposta, não é porque algo esta listado ali que vai funcionar, ou porque não esta listado que não vai funcionar. Acho que o ponto que eu queria chegar era este: você não precisa saber o A,B,C do funcionamento de algo, mas busca-lo no momento de necessidade. A única utilidade que vejo pra aprender quais são todos atributos suportados por uma tag é se você: - Vai criar um Crawler - Vai criar uma biblioteca Javascript que manipula o DOM pra algum objetivo muito especifico... – Guilherme Nascimento 26/03/16 às 18:09
  • 1
    Eu não concordo com esse ponto aonde você quer chegar (talvez porque eu goste de conhecer as coisas em detalhes), mas a resposta é boa mesmo assim :) – bfavaretto 26/03/16 às 19:02
  • 1
    Eu adorei a resposta do @GuilhermeNascimento, ele conseguiu absorver bem a necessidade da pergunta. Mas no meu ponto de vista que sou uma pessoa que está começando os estudos, deixar passar o A,B,C.. até pode dar velocidade em aprender as utilidades mais relevantes, mas ao mesmo deixo de conhecer algo que poderá ser importante mais à frente e talvez nem saiba que A,B,C, existem... e o dia que precisar usar algo que nunca tive conhecimento antes posso acabar gerando "gambiarras". Por isso, nessa parte, concordo com o bfavaretto. Mas Guilherme você é um super herói para mim.. muito obrigada! :) – Ingrid Farabulini 26/03/16 às 19:34
  • 2
    @IngridFarabulini Obrigado =) fico feliz com seu comentário. O que quero dizer ainda com a resposta é que se manter no básico e estudar conforme vai implementar algo avançado, por isso citei o "então se apegue em fazer o básico e intermediário". Você também é uma heroína, pois diferente de muitos você prefere procurar o caminho certo mesmo que seja mais difícil, parabéns! – Guilherme Nascimento 26/03/16 às 19:38
  • 1
    @GuilhermeNascimento obrigada pelas palavras, é verdade, acredito que se pelo menos mais desenvolvedores tivessem esse interesse de fazer o que é certo, teríamos um mundo tecnológico "não mais chato", mas mais coerente e menos deprimente. =) – Ingrid Farabulini 26/03/16 às 19:45

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.