0

Li que o método GET é considerado "seguro" e o método POST é considerado "inseguro". Não deveria ser o contrário? O método POST não expõe na URL os dados enviados, por isso não deveria ser considerado "seguro"?

Em que situações devo utilizar o método GET e o método POST?

Não é mais vantajoso utilizar sempre o POST já que o GET possui mais limitações, como por exemplo, o limite de caracteres?

  • Pode ser útil. – ptkato 17/03/16 às 14:43
  • Eu já ouvi falar o contrário: Que GET é inseguro e POST é seguro. A segurança depende também de quem programa, independente do método. – Wallace Maxters 17/03/16 às 15:07
  • @WallaceMaxters não é o que diz a especificação e eu de certa forma concordo. O POST é considerado seguro porque é utilizado de forma incorreta, mas acredito que quem criou a especificação (que é onde a resposta se baseia) não se equivocou. – Filipe Moraes 17/03/16 às 15:51
  • 4
  • @Bacco não concordo com a duplicata, embora sejam assuntos idênticos, não são tratados da mesma forma. A resposta é completamente diferente da pergunta marcada como duplicata, inclusive cheguei a ver essas questões antes de postar essa. – Filipe Moraes 17/03/16 às 17:05
3

Vejo muitas respostas explicando quando devemos utilizar o método GET e quando utilizar o método POST do protocolo HTTP e basicamente as respostas se resumem a explicar vantagens e desvantagens de cada método o que culmina na escolha do POST como o métodos mais seguro.

Geralmente utilizamos o método POST nos formulários para comunicar com o servidor, não importa se a ação terá "efeitos colaterais" ou não. Simplesmente fazemos assim aparentemente sem motivo algum ou pela primícia de que o POST é mais seguro.

Mas será que isso é verdade?

Se você ler o RFC do HTTP, irá descobrir que o método GET é descrito como "seguro". Seguro, no contexto do HTTP, significa que você deveria ser capaz de fazer vários GET's para uma aplicação web e isso não deveria causar efeitos colaterais, como apagar uma notícia, ele não deve causar alterações no recurso que está sendo requisitado, porque toda a ideia do método GET é de que você deveria simplesmente receber uma cópia do recurso que está naquela URL específica. Você não está fazendo nada de especial com o recurso, você deveria ser capaz de recebê-lo em qualquer lugar e a qualquer momento que desejasse.

Entretanto, lendo a descrição do método POST, você irá descobrir que ele é um método "inseguro". Se você envia um POST pra uma URL, você pode estar definitivamente alterando algo no servidor e causando efeitos colaterais indesejáveis. Ou você pode simplesmente estar criando um novo recurso, como por exemplo, um post de blog.

A diferença óbvia é que o POST pode (e normalmente deve) alterar o estado de alguma coisa do lado do servidor, enquanto um GET nunca deveria ser capaz de fazer o mesmo. Comparando com bancos de dados que usam SQL, GETs seriam como "selects" e POSTs como "inserts". Você já viu algum "insert" que retorna uma tabela de resultados ou um "select" que insere dados no banco?

Mas é claro que tudo ainda pode ficar pior. Imagine que você é o dono de um site que usa apenas POST em todos os seus formulários e um desses é um formulário de pesquisa. Utilizadores irão utiliza-lo para buscar produtos e adicioná-los ao seu carrinho de compra. Imagine que o utilizador está interessado em comprar um determinado produto, mas ele não tem a certeza do nome, então ele simplesmente digita algo e aperta "enter" no teclado (ou no botão enviar)...

Lá está!

Aparece uma lista de produtos. Ele clica no primeiro e descobre que não era o pretendido, então pensa o incauto utilizador: "Vou apertar no botão voltar e procurar pelo produto no restante da lista...”, e quando ele clica no botão, o navegador mostra uma mensagem interessante:

O navegador precisa enviar dados para o servidor para executar esta ação. Você tem certeza que deseja fazer isso?

Como protocolo HTTP define, o método POST não é um método "seguro" e as ferramentas - normalmente os navegadores - devem avisar o utilizador de que alguma coisa ruim pode acontecer se ele tentar enviar um POST por acidente em uma página. E é exatamente isso que acontece ao tentar clicar no botão voltar após um POST. Nesse exemplo, o utilizador não estaria fazendo nada de errado, mas imagine se em vez de estar voltando pra uma página de busca, ele poderia estar voltando para o formulário de "adicionar cliente" e um "voltar" poderia muito bem fazer com que o novo cliente fosse recriado no banco de dados, o que não seria a intenção do utilizador.

Pior, se você está usando POST em um formulário de busca, os usuários nunca vão poder usar o botão voltar (os mestres da usabilidade dizem que ele é a coisa mais usada nos navegadores) e eles também não vão poder colocar aquela página de resultado nos seus favoritos! Você consegue imaginar algo pior do que isso? Você está evitando que as pessoas possam expressar todo o seu amor pelo seu site postando links pra eles no del.icio.us!

A ideia é simples, se você não está alterando nada no servidor, você deveria sempre usar GET, seja lá o que for. Ele não quebra o botão voltar ou atualizar, deixa o utilizador adicionar as páginas requisitadas nos favoritos e não vai fazer com que os navegadores mostrem mensagens assustadoras para os utilizadores.

Se você estiver alterando o estado de alguma coisa no servidor, você deve usar o POST (e os outros métodos do HTTP que são definidos como "inseguros", como PUT e DELETE), requisições que usam GET NUNCA deveriam alterar recursos no servidor (sabe aquele link que você fez que apaga um registro no banco de dados? Foi uma péssima ideia!).

Você deve estar se perguntando: "Então devo enviar os dados do login via GET, uma vez que não estou alterando nenhum recurso no servidor?"

Eu respondo com outra pergunta: a autenticação/autorização não altera o estado do utilizador dentro da aplicação?

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.