3

Tenho uma Activity com apenas um cronômetro basicamente, e, ao virar o celular, o cronometro é zerado.

Existe algum evento que faz com que a Activity seja reiniciada ao fazer isso? Gostaria de impedir esse comportamento.

5

O problema

Quando você muda a orientação do aparelho, o Android destrói e recria a Activity. O que está acontecendo é que você provavelmente está iniciando o seu cronômetro no onCreate. Como o onCreate está sendo chamado de novo, o estado o seu cronômetro está sendo reiniciado.

O que você deve fazer vai solucionar não apenas o problema da rotação mas o problema de quando sua Activity é destruída em segundo plano porque o sistema precisou de memória (você pode simular essa situação habilitando "Não manter atividades" nas configurações de desenvolvedor do aparelho)

Imagino que seu código seja mais ou menos assim:

public class CronometroActivity extends Activity  {
    // ...
    // campos da sua classe
    // ...
    private Cronometro meuCronometro;
    // ...        
    // mais campos da sua classe
    // ...

    @Override
    protected void onCreate(Bundle savedInstanceState) {
        // ...
        // inicialização dos elementos da tela
        // ...

        this.meuCronometro = new Cronometro();
        atualizarCronometroDaTela();

    }

    // demais métodos

}    

Talvez você não tenha uma classe Cronometro e sim outras variáveis mais simples para compor o estado do cronômetro, mas o princípio é o mesmo.

Solução

Você deverá sobrepor o método onSaveInstanceState da Activity, que é chamado quando a Activity é destruída pelo sistema. O sistema envia a esse método um Bundle, chamado aqui de estadoDeSaida, dentro do qual você colocará os dados que quer persistir entre reinicializações da tela. Como você talvez já sabe, um Bundle aceita dados dos tipos primitivos do Java, Strings, objetos Serializable e objetos Parcelable (dentre alguns outros). Presumindo aqui que a classe Cronometro implementa Parcelable, o código ficaria assim:

@Override
public void onSaveInstanceState(Bundle estadoDeSaida) {
    super.onSaveInstanceState(estadoDeSaida);
    estadoDeSaida.putParcelable("chaveDoMeuCronometro", meuCronometro);
}

Após a recriação, o onCreate será chamado, e será passado para ele esse mesmo Bundle no parâmetro savedInstanceState, em vez de null que fica lá quando a Activity está iniciando normalmente. A partir dele, você deverá retirar os dados que havia colocado e recriar o seu cronômetro.

Nesse exemplo, ficaria assim:

@Override
protected void onCreate(Bundle savedInstanceState) {
    // ...
    // inicialização dos elementos da tela
    // ...
    if (savedInstanceState) {
        this.meuCronometro = savedInstanceState.getParcelable("chaveDoMeuCronometro")
    } else {
        this.meuCronometro = new Cronometro();
    }

    atualizarCronometroDaTela();
}

Dessa forma, sua Activity está protegida da perda dessa informação e seu cronômetro não vai zerar.

Entretanto, no caso específico do cronômetro, talvez você precise de uma solução mais engenhosa para evitar a perda de segundos nos quais o cronômetro ficaria congelado, esperando a destruição e recriação. Essa solução é para o caso mais simples (e mais comum) no qual isso não é importante.

13
  • 2
    Falta acrescentar que a classe Cronometro tem de implementar Parcelable. No entanto a solução mais simples seria guardar o estado em milissegundos do cronómetro e o time actual. Ao ser recriada a Activity, recria-se o cronómetro com um estado igual à soma do estado gravado com a diferença entre o time actual e o time guardado, assim evita-se implementar Parceable e resolve-se o problema da paragem do cronómetro.
    – ramaral
    9/03/16 às 14:43
  • @ramaral Eu cheguei a dizer "presumindo que Cronometro implementa Parcelable". :) Não quis entrar em detalhes de como fazer isso porque seria assunto pra outra pergunta. E é muito interessante a sua ideia de solução. Simples o bastante, mesmo dando um bom resultado. 9/03/16 às 18:24
  • Tem razão, peço desculpa, não me apercebi dessa frase.
    – ramaral
    9/03/16 às 18:27
  • 1
    É claro que num exemplo simples como este pouca importância tem. Suponha que a Activity representa uma corrida de carros, além do cronómetro teria de passar a lista de carros. Tanto Cronometro como Carro teriam de implementar Parcelable. O que eu digo é que é melhor apenas passar o estado da corrida. Uma classe que implemente Parcelable e que represente esse estado, por ex: valor do cronómetro e posição dos carros. Pense em outras situações em que possa haver um número maior de classes envolvidas. Em relação a uma referência: não sei se existe.
    – ramaral
    9/03/16 às 20:04
  • 1
    Certo. Acho que entendi o conselho. Vou manter isso em mente. Obrigado pelo esclarecimento. :) 9/03/16 às 20:06
1

Ótima solução Pablo Almeida, usei esta mesma, com um objeto Serializable, assim não precisei implementar nada do Parceable. Mas tem que fazer o cast do objeto no retorno do onCreate...

@Override
public void onSaveInstanceState(Bundle estadoDeSaida) {
    super.onSaveInstanceState(estadoDeSaida);
    estadoDeSaida.putSerializable("chaveDoMeuCronometro", meuCronometro);
}

@Override
protected void onCreate(Bundle savedInstanceState) {
    // ...
    // inicialização dos elementos da tela
    // ...
    if (savedInstanceState) {
        this.meuCronometro = (Cronometro) savedInstanceState.getSerializable("chaveDoMeuCronometro")
    } else {
        this.meuCronometro = new Cronometro();
    }

    atualizarCronometroDaTela();
}

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.