12

Em Java construtores são necessários para criar um objeto na memória, ou seja, para instanciar a classe que foi definida. Entretanto, eu descobri que uma enum possui um construtor, porem ele não é uma classe, e eu pensava que apenas as classes possuíam construtores.

Veja esta enum como exemplo:

public enum Genero
{
    MASCULINO(1), FEMININO(2);
    public int codigo;

    private Genero(int codigo)
    {
        this.codigo = codigo;
    }        
}

Nota:

Considere que a enum esta dentro de uma classe que representa uma pessoa, classe Pessoa.

Veja que para usar a enum a classe não precisa ser instanciada, exemplo:

Pessoa.Genero.FEMININO

Gostaria de saber qual é a finalidade do construtor de uma enum e se a enum tem as mesmas propriedades de uma classe?

  • 1
    Curiosidade: apesar de conceitualmente o Enum não ser mesmo uma classe (o construtor não pode ser público e não é você que cria instâncias dele, por exemplo), ele tem diversas características de uma classe regular, podendo ter atributos, comportamentos e inclusive membros estáticos. De fato, olhando o bytecode gerado (o código java compilado, por assim dizer), podemos notar que Enums geram o mesmo o código que uma classe depois de compilados. – Caffé 22/02/16 às 22:41
  • @Caffé A sim, é o a mesma coisa que uma classe, porem muda o conceito certo. Você poderia publicar uma resposta explicando? – gato 22/02/16 às 23:22
  • 1
    Isso, o conceito é diferente: enquanto uma classe pode ter toda sorte de funções, a função do Enum deveria ser estritamente a de representar uma lista fixa de valores constantes (é claro que lista e valores podem mudar entre compilações - mas em tempo de execução ela é fixa). Dada a flexibilidade do Enum no Java, já vi programador implementando até regras de negócio complexas dentro do Enum - isso pode trazer algumas dificuldades conforme o sistema cresce. Minha resposta fica dispensada dada a excelente resposta já postada pelo @utluiz ;-) – Caffé 23/02/16 às 14:22
7

TL;DR

Construtores em Enums tem exatamente a mesma finalidade de construtores em classes, inicializar valores. Enums não são nada mais do que um tipo específico de classe.

Enums são classes

A primeira coisa para entender definitivamente Enums é que eles não são nada mais do que classes com algumas características específicas e "açúcar sintático".

Vejamos, a pergunta tem o seguinte exemplo de Enum:

public enum Genero
{
    MASCULINO(1), FEMININO(2);
    public int codigo;

    private Genero(int codigo)
    {
        this.codigo = codigo;
    }
}

Poderíamos facilmente reescrever o exemplo acima como uma classe normal:

public class EnumGenero {
    public static final EnumGenero MASCULINO = new EnumGenero(1), FEMININO = new EnumGenero(2);
    public int codigo;

    private EnumGenero(int codigo)
    {
        this.codigo = codigo;
    }
}

E o uso fica praticamente igual:

EnumGenero masculino1 = EnumGenero.MASCULINO;
Genero masculino2 = Genero.MASCULINO;

Pontos importantes:

  1. Constantes de Enums não são nada mais do que atributos estáticos. Veja no exemplo como eu instancio a classe nas constantes. É a mesma coisa com o Enum, a diferença é que você não precisa colocar os modificadores de acesso nem o new, mas o comportamento é exatamente o mesmo.
  2. Enums são instanciados exatamente como classes. Como disse no item anterior, a diferença é que o new fica implícito na sintaxe simplificada do Enum.
  3. O construtor do Enum é sempre private e você não precisa colocar esse modificador, é redundante. No caso da classe, depende de você colocar ali para evitar que outras instâncias sejam criadas.

Enums vs. Classes

Existe alguma diferença entre usar Enums e classes como a que coloquei acima? Vamos considerar as diferenças para o exemplo cima.

Sobre o Enum:

  • Pode usar com switch e algumas IDEs avisam caso você esqueça de colocar algum valor.
  • Sintaxe simplificada que dá certas garantias, tais como que não haverá outras instâncias além das constantes pré-definidas.
  • Métodos auxiliares como name(), ordinal(), valueOf() e values().

Sobre a classe:

  • Mais flexibilidade, permite herança e outras construções, embora isso geralmente não seja recomendado a não ser que haja uma razão muito forte.
  • Desvantagem de você ter que adicionar manualmente todos os modificadores de acesso, além da instanciação de cada constante.
  • Não tem os métodos auxiliares do Enum por padrão, mas podem ser implementados, embora não de forma muito simples e segura.

Observações sobre a implementação do Enum

Encapsulamento

O seu Enum pode ter o atributo codigo acessado via getter:

public enum Genero {
    MASCULINO(1), FEMININO(2);
    private int codigo;

    private Genero(int codigo) {
        this.codigo = codigo;
    }      
    public int getCodigo() {
        return codigo;
    }  
}

Existe alguma necessidade disso? Tecnicamente não.

Embora geralmente seja desejável encapsular os atributos para não permitir o acesso direto via código externo, este argumento não é tão forte quando falamos de constantes.

O valor não muda e não há um motivo forte neste caso específico para encapsular um atributo que tem baixíssima probabilidade de mudar no futuro.

Entretanto, as razões mais fortes para usar um getter é para manter consistência (é ruim trabalhar num sistema onde ora os atributos são expostos, ora não são) e para possibilitar refatoração interna no futuro, mesmo que isso não seja visível agora.

Uma situação onde eu não recomenda usar encapsulamento é em classes internas onde o uso do valor é privado. Exemplo:

public class ProcessaAlgoComGenero {
    public enum Genero {
        MASCULINO(1), FEMININO(2);
        private int codigo;
        Genero(int codigo) {
            this.codigo = codigo;
        }
    }
    public void processaGenero(Genero g) {
        System.out.println(g.codigo);
    }
}

E a chamada fica assim:

new ProcessaAlgoComGenero().processaGenero(ProcessaAlgoComGenero.Genero.MASCULINO);

Perceba que o atributo codigo somente é acessível dentro da classe ProcessaAlgoComGenero. Encapsular um atributo usado apenas internamente é desnecessário.

Recuperando valores pelo código

É algo comum quando adicionamos atributos aos valores do Enum precisarmos recuperar as constantes com base nesse valor.

Enquanto para recuperar a constante com base no nome usando o método pronto valueOf(), temos que construir o outro método nós mesmos.

Então, se em algum momento você precisar recuperar o Enum pelo codigo, pode fazer isso:

public static Genero ofCode(int codigo) {
    for (Genero g : values()) {
        if (g.codigo == codigo) {
            return g;
        }
    }
    return null; //ou lança uma exceção
}

Note que o método ofCode percorre todos os valores do Enum através do array retornado por values() e procura pela constante com o codigo a ser recuperado.

A vantagem desse código ao invés de um if ou switch é que você pode reaproveitá-lo para qualquer situação, inclusive outros Enums, com um mínimo de alteração.

Você poderia fazer simplesmente assim:

public static Genero ofCode(int codigo) {
    if (MASCULINO.codigo == codigo) return MASCULINO;
    if (FEMININO.codigo == codigo) return FEMININO;
    return null; //ou lança uma exceção
}

Mas nesse caso para cada enum você teria que reescrever tudo.

Se houver muitas constantes e o tempo de execução for uma preocupação, você pode usar um mapa para tornar o tempo de procura constante.

Primeiro você precisaria inicializar o mapa logo que o Enum for inicializado. Basta adicionar isso no Enum:

static Map<Integer, Genero> cache = new HashMap<>();
static {
    for (Genero g : values()) {
        cache.put(g.codigo, g);
    }
}

E depois o método ofCode é trivial e eficiente:

public static Genero ofCode(int codigo) {
    return cache.get(codigo);
}

Considerações

Usar Enum é bom, facilita a codificação e faz com que o código fique mais seguro contra equívocos e mesmo contra programadores "espertinhos".

Enums são flexíveis como classes, embora com várias outras restrições. Como visto no exemplo acima, é possível criar construções complexas dentro de Enums. Porém, use isso somente em casos onde realmente for necessário, caos contrário você está adicionando complexidade e dores de cabeça desnecessárias ao seu programa.

11

Construtores de enums em java são usados em situações onde você quer adicionar mais informações aos valores do enum além do seu nome. No seu exemplo, a sua enum tem associada aos valores MASCULINO e FEMININO os códigos 1 e 2 (*), respectivamente. A vantagem disso é que você pode continuar usando os nomes que fazem sentido (MASCULINO, FEMININO), mas quando for armazenar os valores (por exemplo, num banco de dados) você armazenaria o valor associado a eles (novamente, nesse caso, assumindo que o seu esquema do BD use 1 para homens e 2 para mulheres).

Outras vantagens de associar mais dados aos valores da enum é a possibilidade de você adicionar uma lógica na enum mesma. Um exemplo que eu já vi é de um SDK, onde cada valor da enum tem um código (string), e uma função extra na enum é usada para concatenar todos os valores a partir de um EnumSet.

(*) - Declarar o campo que armazena o valor agregado como public não é apropriado, pois um código mal-escrito pode alterá-lo e o seu programa pode começar a ter erros difíceis de serem identificados.

  • O campo código deve ser private neste caso? – gato 22/02/16 às 21:15
  • 1
    Sim, privado, com um método get para acessá-lo, algo como public int getCodigo() { return this.codigo; } – carlosfigueira 22/02/16 às 21:24
  • 3
    @DenerCarvalho Outra opção é declarar como final, assim: public final int codigo;, assim ele também não poderá ser modificado depois de ter seu valor atribuído no construtor do enum. Eu uso bastante o final nestas situações e em outras estruturas de dados para evitar a verborragia do "get". – Caffé 22/02/16 às 22:32
6

Funciona de forma similar, mas você não pode chamar o construtor você mesmo.

No exemplo que você colocou, o construtor é chamado duas vezes e MASCULINO e FEMININO são inicializados com o valor passado (1 e 2 respectivamente).

A principal diferença desse enum para uma classe, é que no enum, todos os objetos declarados no início são iniciados automaticamente e mais nenhum depois disso.

  • Neste casso para usar a enum eu devo fazer isso: Pessoa.Genero.FEMININO a classe não é instanciada para utiliza-lo. – gato 22/02/16 às 16:57
  • Na verdade, acho o exemplo ruim. Nesse caso seria melhor não usar o construtor, para poder acessar como você comentou. Da forma como passou, usando construtor, o ideal é fazer um método para pegar os valores que quiser e só deveria usar se o enum for mais complexo que isso. – Rodrigo Guiotti 22/02/16 às 17:02
  • Sim, mais ainda não consigo entender a finalidade do construtor já que não é possível fazer Pessoa.Genero genero = new Pessoa.Genero(2), o construtor seria realmente necessário na enum? – gato 22/02/16 às 17:08
  • Seria útil se o enum fosse algo mais complexo. Se no lugar de Gênero, fosse um enum de personas. Você poderia ter definido no enum alguns atributos como Gênero, Idade, Profissão, etc. – Rodrigo Guiotti 22/02/16 às 17:11
  • Como assim mais complexo? – gato 22/02/16 às 17:11

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.