41

Eu estou estudando C# e me deparei com namespaces.

Como funciona e quando é aplicado?

Caso possível algum exemplo básico.

39

Funções

Namespaces são confundidos por muitos programadores. Há dois entendimentos úteis.

Primeiro para organizar seus tipos logicamente. É como se você colocasse determinados tipos (classes, estruturas, enumerações, delegações, interfaces, etc.) que são relacionados de alguma forma em uma mesma "caixa". A sintaxe da linguagem dá bem a indicação que é isto que ocorre. Mas é enganosa.

O segundo entendimento é desambiguar nomes de tipos que parecem ser conflitantes. Ou seja, você pode ter dois ou mais tipos com o mesmo nome na sua aplicação (dentro do seu projeto ou externamente), desde que eles estejam em namespaces diferentes.

Ele não encapsula nada

Este entendimento mostra que apesar da visão que os programadores têm sobre o namespace ser um módulo, uma caixa de tipos (como indica a primeira função), na realidade ele funciona como um sobrenome para para os tipos. Um sobrenome funciona como uma forma de nomear uma família. Assim você pode ter dois Ricardos no mesmo ambiente sem confusão, porque um é Oliveira e o outro é Silva.

Então quando você cria:

namespace Estoque {
    public class FormCadastro { ... }
}

Na verdade internamente é criado:

public class Estoque.FormCadastro { ... }

O namespace desparece e dá lugar a um sobrenome para o tipo. Então, apesar de ser uma boa ideia ver o namespace como uma caixa que agrupam tipos, essa ideia passa uma impressão errada do conceito.

Pense bem, se fosse uma caixa de verdade, você poderia ter essa caixa separada em vários pedaços? Ou pior, você poderia ter a mesma caixa em vários lugares? Fisicamente é impossível. E o namespace permite isto. Então ele não é uma caixa, ele é um sobrenome. Você pode ter a mesma família (mesmo sobrenome) separada em vários lugares. Alguns membros estão em um lugar (um arquivo fonte) e outros estão em outro. De fato recomenda-se ter apenas um membro (um tipo) em cada arquivo).

Sobrenomes compostos

Você pode ter mais de um sobrenome. Por exemplo quando tem um namespace System.Collections. Você está dizendo que o sobrenome é composto por duas palavras. Você não tem uma família chamada System e dentro desta família uma sub-família chamada Collections. Algumas pessoas podem entender que colocando um using System no seu fonte incluirá todos os tipos do System.Collections e esta ideia é errada. São coisas (famílias) independentes. Não há um conceito de árvore de namespaces. Já que não são caixas, os namespaces não podem estar uns dentro dos outros.

Economizando digitação

A vantagem de ser considerado algo separado do nome do tipo e não parte integrante é que você pode usar esses tipos sem o sobrenome, desde que indique em que família deve-se procurar pelo membro (pelo tipo). Isto é feito com a diretiva using. Mais informações nessa resposta.

A ideia de que o using funciona como um include não é verdadeira. Pode-se pensar assim para facilitar o entendimento, mas na realidade o mais próximo do include que se faz em .NET é incluir um assembly no projeto (criar uma referência para ele). Manualmente seria incluir algo assim:

<References>
  <Reference
    Name = "Lib1"
    AssemblyName = "Lib1"
    HintPath = "\\BuildServer\Latest\Release\SharedComponent\SomeControl.dll"
  />
</References>

Módulos no .NET

Em C#, ou .NET como um todo, é possível ter o conceito de caixa real. Isto é feito através do assembly. Veja mais nesta resposta.

A ideia do include é mais próxima aos pacotes do Java. Embora o package do Java é uma conjunção do assembly e do namespace encontrado no C# e VB.NET. Essas linguagens separam os conceitos.

Conclusão

É preciso entender o que são agrupamentos lógicos. Isto não é um conceito da linguagem, mas uma forma de organizar seus projetos. Provavelmente você vai querer organizar tudo que faz parte do Estoque em um mesmo namespace, todos fazem parte da família Estoque. Algumas pessoas podem ficar tentadas a agrupar todos os Formss da aplicação em um mesmo namespace mas isto normalmente seria um erro. Você está colocando membros estranhos na mesma família só porque eles "exercem a mesma profissão".

Coloquei no GitHub para referência futura.

  • Boa analogia com sobrenomes. – Washington da costa 16/02/17 às 18:06
  • @Washingtondacosta nem precisei ser muito criativo, porque é exatamente isso que ele é :) – Maniero 16/02/17 às 18:56
25

Namespaces servem para duas coisas ao meu ver:

  • organizar o código, agrupando classes, estruturas e outros afins

  • evitar conflitos de nomes de classes, estruturas, delegates, etc..

O que significa o namespace

Quando você cria classes e outros dentro de um namespace, na verdade o namespace faz parte do nome daquela classe.

namespace EspacoNomes
{
    public class MinhaClasse
    {
    }
}

Na verdade o nome completo dessa classe é EspacoNomes.MinhaClasse.

Usando classes sem indicar o nome completo

O nome completo da classe pode ser reduzido para somente MinhaClasse quando se faz uso dos usings no topo do arquivo, ou no início do namespace:

using EspacoNomes; // faz com que todas as classes dentro do namespace possam
                   // ser referidas somente pelo nome final da classe

Também é possível renomear completamente uma classe com um using:

using NovoNome = EspacoNomes.MinhaClasse

Agora pode-se fazer referência à EspacoNomes.MinhaClasse usando-se simplesmente NovoNome.

Outra coisa importante é que quando um código está dentro de um namespace, ele pode fazer referência direta a tudo que está diretamente no mesmo namespace. Por exemplo, duas classes dentro do mesmo namespace podem se referir uma à outra usando apenas o nome final da classe.

  • Existe alguma coisa parecida para se aplicar em forms? por exemplo caso eu queira separar forms de cadastro, consultas e etc? – Rech 31/03/14 às 23:49
  • 1
    Você poeria usar os próprios namespaces para isso. É só alterar o namespace e pronto. – Miguel Angelo 1/04/14 às 13:45
20

namespaces em são conjuntos de identificadores que servem para agrupar funcionalidades comuns. Por exemplo, em um projeto MVC, tenho um namespace para modelos (Models), um para controladores (Controllers) e um para visões (Views).

Na declaração de uma classe, quando fazemos uso de outra classe (utilizando a declaração using), o uso de namespaces é útil porque a inclusão de um namespace em using faz com que a classe em questão possa ter acesso a todos os ítens implementados naquele namespace. No exemplo do MVC, se uso using MeuProjeto.Controllers em algum fonte, todas as classes marcadas com o namespace MeuProjeto.Controllers estarão acessíveis neste fonte.

  • 4
    Você está errado sobre os internals... eles são visíveis em todo o assembly, desde que seja por outro código dentro do mesmo assembly. – Miguel Angelo 31/03/14 às 23:27
  • 1
    Não lembro onde li que internal valia apenas dentro do namespace, mas você tem razão. Editei a resposta. Obrigado! – Cigano Morrison Mendez 31/03/14 às 23:33
1

Melhor dizendo uma namespace é um meio de uma classe, struct, variável ser localizado.

tipo:


namespace loc{
  public class usuario : Form { }
}

a namespace numa localidade externa:


using loc; // a namespace utilizada acima

class Program{
   void Main(){
     usuario u =new usuario(); u.ShowDialog();
   }
}

se você quiser utilizar uma classe de uma namespace sem utilizar ela por inteira utiliza-se o código:


using Thread = System.Threading.Thread;

class App{
 public App()
{
  Thread.Sleep(100); // em vez de usar System.Threading.Thread.Sleep(100); / using System.Threading.Thread;
}
}
-1

Falando a grosso modo podemos dizer que Namespace é como um pacote de classes e interfaces dentro da sua aplicação. No Java o termo utilizado é Package referindo-se a isso.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.