2

Parei em um exercício de um livro que estou lendo e neste mostra um exemplo de sobrecarga do método equals, eu até entendi o conceito de que ele compara a referência entre dois objeto, porém no método: public boolean equals(Object obj) as coisas começaram a ficar meio confusas.

Minhas dúvidas são:

  • O que siginifica esse retorno do método equals: return (getConta() == ((ExemploContaEquals) obj).getConta());
  • Por que o if do método principal compara somente os dois últimos atributos dos objetos instanciados? Ou seja, só compara os números 20 e 21 dos objetos obj1 e obj2 respectivamente e os números 50 e 50 dos objetos obj3 e obj4. Qual a diferença então de ter dois atributos?

    package modulo04.SobrecargaEquals;

    public class ExemploContaEquals {
    
        private int conta = 0;
    
        public ExemploContaEquals(int agencia, int conta){
            this.conta = conta;
    
        }
    
        public ExemploContaEquals(){
            this(0,0);
        }
    
    
    
        public int getConta(){
            return conta;
        }
    
    
        public boolean equals(Object obj){
    
            if(obj != null && obj instanceof ExemploContaEquals){
    
                return (getConta() == ((ExemploContaEquals) obj).getConta());
    
            }  else {
                return false;
    
            }
    
        }
    
    }
    

package modulo04.SobrecargaEquals;

public class ExemploContaEqualsPrincipal {

    public static void main(String[] args) {

        ExemploContaEquals obj1 = new ExemploContaEquals(10,20);
        ExemploContaEquals obj2 = new ExemploContaEquals(10,21);

        if(obj1.equals(obj2)){
            System.out.println("Contas iguais");

        } else {
            System.out.println("Conta diferentes");
        }

        ExemploContaEquals obj3 = new ExemploContaEquals(10, 50);
        ExemploContaEquals obj4 = new ExemploContaEquals(20,50);

        if(obj3.equals(obj4)){
            System.out.println("Contas iguais");

        } else {
            System.out.println("Contas difentes");
        }
    }

}
4

Bom, vamos lá.

Sobre o seguinte ponto:

O que siginifica esse retorno do método equals: return (getConta() == ((ExemploContaEquals) obj).getConta());

Ele está verificando se a instância corrente da classe ExemploContaEquals possui (pegando o atributo conta como parâmetro de comparação) uma equivalência entre ambos.

Ainda sobre a sua dúvida, a verificação é feita através de um casting, uma vez que todas as classes herdam de Object, permitindo que seja possível a comparação desde que o objeto passado no parâmetro seja uma instância de ExemploContaEquals.

E caso exista a equivalência entre os dois atributos dos objetos utilizados na comparação, será retornado true, como resultado.

Já sobre a seguinte dúvida:

Por que o if do método principal compara somente os dois últimos atributos dos objetos instanciados? ou seja só compara os números 20 e 21 dos objetos obj1 e obj2 respectivamente e os números 50 e 50 dos objetos obj3 e obj4.Qual a diferença então de ter dois atributos?

Neste caso, como o método está sendo sobrescrito, fica a cargo do desenvolvedor estipular o parâmetro que será levado em consideração na hora de realizar a comparação, propriamente dita.

Nesse exemplo mostrado, o autor preferiu utilizar o atributo conta como parâmetro, mas nada o impede de decidir alterar isso depois para a verificação por agência, por exemplo, ou então incluir os dois atributos como parâmetro de comparação.

  • Então os dois parâmetros servem para se no caso eu tiver um outro atributo? Por isso o this(0,0) no segundo construtor? agora entendi acho que foi isso que me confundiu. – jarwin 2/02/16 às 2:35
  • É como eu coloquei, o autor desejou criar um exemplo bastante didático, tentando elaborar um pouco e elencando algumas boas práticas de codificação. O this(0,0) é pra criar um objeto com os valores agência e conta não nulos, uma vez que não existe um método set para o atributo conta. – Weslley Tavares 2/02/16 às 2:46
4

O Equals() é um método que vem da classe Object e na sua assinatura, espera um objeto do tipo Object como parâmetro.

Se a assinatura do método fosse equals(ExemploContaEquals obj), ele não seria o mesmo método herdado. A herança só ocorre quando a assinatura é exatamente igual.

Então é feito um cast para indicar ao compilador que pretende ler este objeto como se ele fosse um objeto do tipo ExemploContaEquals afinal você sabe que é isto que deseja. Se comparar um objeto ExemploContaEquals com um Object, o segundo não terá acesso aos membros de ExemploContaEquals mesmo que eles estejam lá. O compilador proíbe o acesso aos membros que não sejam do tipo especificado. Quando você diz que ele é daquele tipo, aí o compilador permite.

Claro que para fazer isto sem dar erro precisa ter certeza que a "conversão" (não há uma conversão de fato) é possível e para isto existe o if anterior garantindo que o objeto é de um tipo compatível.

A segunda questão eu responderia: "porque o exemplo manda fazer isto". Não parece ter um motivo especial. De qualquer forma o método tem que definir o que está sendo comparado. É uma decisão "de negócio" o que será usado, o que é relevante para a comparação. Concordo que a conta sozinha sem a agência é algo esquisito. Mas é só um exemplo bobo, não vai rodar em um banco :)

  • Muito obrigado ;) – jarwin 2/02/16 às 2:36

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.