12

Percebo é que muitos frameworks, como Codeigniter e Laravel 3 e 4 utilizam um mecanismo próprio de armazenamento de sessão. Eles não usam o mecanismo padrão do PHP (Variável $_SESSION e session_start, entre outras coisas).

E quando digo "mecanismo próprio" eu não estou falando de mudar o comportamento da sessão do PHP com a interface SessionHandler ou session_set_save_handler, mas estou falando de trabalhar com um mecanismo para criação da sessão, sem utilizar nenhum dos recursos (já prontos) do PHP.

Gostaria de saber se há algo ruim com o mecanismo padrão de sessão do PHP?

Existe alguma limitação na sessão nativa do PHP, para que os frameworks utilizem outra maneira de implementar sessões?

  • Acho que as pessoas reclamam mais da sessão do CI do a do PHP :D. – rray 26/01/16 às 13:18
  • Não consigo afirmar categoricamente. Acho que não há problema se souber usar. Acredito que frameworks usem de um jeito mais fácil de fazer certo e seja uma camada de abstração que permita modificar no futuro a implementação concreta, além de dar algumas flexibilidades e características adicionais. Que tem limitação, tem, tudo tem. Tudo está limitado ao que aquilo faz. Se precisa de mais, é outra questão. – Maniero 26/01/16 às 13:19
  • É claro, o pessoal do CI dão duas opções: Database e Cookie. Usar cookie como sessão é uma opção muito meia boca. Aí é melhor dar um session_start no meio de um código que não deveria usá-lo – Wallace Maxters 26/01/16 às 13:19
  • @bigown interessante. Você respondeu algo parecido com o gmsantos nessa pergunta pt.stackoverflow.com/questions/73058/… – Wallace Maxters 26/01/16 às 13:24
  • 1
    Aparentemente gera race conditions no caso do lavarel: github.com/laravel/framework/issues/5416#issuecomment-68366445. Lembro de já ter enfrentando problemas similares com native session de php na in-house framework que mantenho no trabalho, mas faz algum tempo e não lembro exatamente o que era e como resolvemos, só que foi chato pra burro. – BrunoRB 26/01/16 às 14:13
5

Como todo recurso é preciso entendê-lo completamente, ler toda documentação e eventualmente procurar informações não documentadas. Algo complexo como este pode ter uma série de detalhes que podem passar desapercebidos. Não vou tentar colocar tudo o que precisa ser verificado, até porque não sou especialista no assunto, e acho que nem cabe. Minha intenção não é dar uma resposta definitiva.

O motivo principal de frameworks prover mecanismos próprios para qualquer tecnologia é a abstração do recurso.

Abstração é um dos conceitos mais mal entendidos da computação. Ela sempre existiu antes mesmo de existirem os computadores modernos. A abstração dá mais significado ao que se está fazendo e coloca uma camada em cima do concreto, permitindo que a implementação real seja escondida do usuário daquele recurso.

Uma das maiores vantagens da abstração é que se ela for bem feita pode trocar a implementação sem exigir que os códigos que a usam sejam modificados. Isso é muito importante em diversos cenários. Nem sempre é possível fazer bem feito, por melhor que seja o programador. E nem sempre a complicação da abstração que será necessária vale o esforço.

Então é interessante que estes produtos tenham uma forma que pelo menos não dependa do padrão do PHP.

E como o padrão tem uma implementação relativamente simples e fixa, é natural que eles forneçam uma implementação mais poderosa e flexível. Consigo imaginar um monte de coisas que é possível fazer em uma sessão além do que a implementação padrão fornece. Há vários cenários onde a padrão não atende bem. Embora a maioria dos cenários dispensa qualquer outra solução.

Além de obviamente suprir mais informações, uma melhor integração com banco de dados e distribuição de sessão e transporte e informação de identificação de outra forma e contagem de sessões ativas são alguns exemplos do que pode ser melhorado.

Como foi dito em comentários, o fato de criar uma versão própria, não quer dizer que ficará melhor. Ainda que a intenção desses frameworks seja facilitar o uso dos recursos em relação ao que existe no PHP. Talvez a tentativa de fazer algo melhor tenha deixado complexo demais.

A maioria dos problemas que eu vejo com o uso da sessão padrão tem a ver com o uso errado. Ok, pode ser um pouco difícil fazer certo, mas é obrigação do programador saber fazer isto. E os frameworks terão que escolher entre facilitar ou dar um recurso mais poderoso e flexível. O que eu vejo eles fazerem muito é aplicar as tais das boas práticas. Ou seja, eles escolhem o que é bom para você, mesmo que aquilo não seja o melhor sempre.

Pelo tamanho da página da documentação de uma função dá para ter uma ideia de como é complicado usar direito, de forma segura. Mas não tem muito o que fazer quando o problema é complexo (ainda que seja um exagero chamá-lo de complexo).

Gostaria de saber se há algo ruim com o mecanismo padrão de sessão do PHP?

Se fosse tão problemático já teria bastante recomendação para não usar, alguém já teria feito um substituto no PHP. É bom ter uma informação aqui, mas o problema não está no recurso, está na pecinha entre o teclado e a cadeira.

3

Depende. O uso de sessions padrão do PHP não apresenta problemas de forma geral, contudo ele pode ser ruim dependendo de como é utilizado. O save handler padrão usa arquivos, assim em cada request recebido, mesmo com você não usando a sessão em alguns, vai rolar um lock nos arquivos de sessão e uma subsequente leitura deles, isso pode representar um overhead relevante se você tiver uma quantidade realmente grande de requests.

Outro detalhe é que, como eu já disse, fazer um request gera um lock no seu arquivo de sessão (cujo caminho padrão é algo como /var/lib/php/session/sess_$identifier), sendo assim quaisquer requests concorrentes tem que esperar a liberação desse lock para que possam proceder. O lock inicia em session_start() e termina no fim da execução do seu script, ou na chamada de session_write_close(), dessa maneira caso você tenha uma situação em que o cliente faça vários ajax requests seguidos para o sevidor todos esses requests entram em fila esperando o que chegou antes liberar o lock do arquivo de sessão, e isso é realmente ruim. O ideal para minimizar esse problema é sempre usar session_write_close() o mais próximo possível do início da sessão, caso contrário requests concorrentes vão ter que esperar o fim da execução do script que chegou primeiro, o que pode significar uma pancada de operação (ler arquivos, acessar database, processar coisas, etc).

Um outro problema que parece levar várias frameworks a evitarem o uso das sessions padrão de php é o fato de que session_start(), assim que invocado, sempre envia o cookie de sessão para o cliente. O problema aqui é relacionado com o descrito no parágrafo anterior, você quer fechar a sessão o mais rápido possível após abrir ela, contudo talvez você queira fazer algo como escrever algo na sessão no fim do seu php script e caso já tenha fechado ela vai precisar reabrir. Nessa situação você tem o problema de que provavelmente vai receber um erro similar a Headers already sent pois em HTTP o cabeçalho é sempre enviados antes do conteúdo, e num estágio tardio do seu script é provável que você já tenha terminado de enviar o cabeçalho e começado a mandar conteúdo e a chamada de session_start() vai tentar enviar mais cabeçalho (o cookie).

Por fim nós temos a questão já comentada na resposta do bigown, que embora tão abstrata que de para você usar ela em 90% das perguntas conceituais de programação (hah é zoeira em, a resposta é boa ;) ), explica bem o fato de que você muitas vezes quer um controle maior que aquele dado por uma implementação nativa, ou quer ter uma acesso a uma abstração diferente, ou quer algo mais flexível, ou ainda quer uma implementação cuja funcionamento seja mais fácil de compreender (que saber o que rola por baixo dos panos, sem "mágica").

  • bugs.php.net/bug.php?id=38104 – BrunoRB 27/01/16 às 13:29
  • 1
    no finzinho tem a nota do conserto: demorou hein, arrumaram nao faz nem um ano. :D [2015-08-11 10:36 UTC] yohgaki@php.net Time goes by. I fixed this already. If you have problem, please open new bug report. – Bacco 27/01/16 às 13:55

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.