8

Gostaria de saber como assinar documentos com certificado digital usando Delphi ou Lazarus. Se alguém souber de algum componente, de preferencia livre, ou alguma função que eu possa usar ajudaria muito.

  • Que tipo de assinatura? Qual o tipo de certificado? – EMBarbosa 5/04/14 às 13:07
8

Resposta retirada desse link.

Assinando documentos XML com CAPICOM e Delphi

A Microsoft disponibiliza para o Windows uma biblioteca com tecnologia COM para tratar a criação e manipulação de arquivos XML. A biblioteca, chamada MSXML, está atualmente na versão 6 e suporta também transformações XSLT e validação através de esquemas XSD. Em apenas uma das versões (o MSXML5), foram incluídos ainda recursos para fazer assinatura digital de XMLs.

A versão 5 foi distribuída exclusivamente com o Microsoft Office para que os desenvolvedores dessa plataforma pudessem assinar XMLs. No entanto, uma busca na internet revela que a biblioteca é amplamente utilizada fora desse contexto.

Isto é uma boa notícia para quem usa Delphi (ou outra linguagem que suporte COM) pois o MSXML5, em associação com o CAPICOM, facilita bastante a tarefa de assinar XMLs. Neste post eu mostro como realizar este processo, considerando que você já tem montado o XML que quer assinar. O quadro abaixo mostra parte do XML de uma Nota Fiscal que vou usar como exemplo:

<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" ?>
<enviNFe versao="2.00" xmlns="http://www.portalfiscal.inf.br/nfe">
   <idLote>71</idLote>
   <NFe>
      <infNFe Id="NFe3508059978" versao="2.00">
         <cUF>35</cUF>
         <cNF>518005127</cNF>
         <natOp>Venda a vista</natOp>
         <mod>55</mod>
         <serie>1</serie>
         <dEmi>2012-05-06</dEmi>
         <tpAmb>2</tpAmb>
      </infNFe>
   </NFe>
</enviNFe>

A primeira providência é importar os fontes dos ActiveX MSXML5 e CAPICOM para podermos utilizá-los no projeto Delphi. Há um resumo de como fazer essa importação neste endereço; para o MSXML5, a descrição da Type Library é Microsoft XML, v5.0. Ambos os fontes gerados devem ser incluídos na cláusula uses da unit que for fazer a assinatura.

Obviamente, vamos precisar de um certificado digital para realizar a assinatura. Utilizando o CAPICOM, podemos acessar o Certificate Store do Windows e localizar um apropriado, que tenha sido gerado para sua empresa. No entanto, as interfaces disponíveis no MSXML5 exigem que você informe um Certificate Store com o certificado que será utilizado, bem como sua cadeia de validação, se for necessário. Este passo extra é mostrado no quadro abaixo.

var store : IStore3;
    cert : TCertificate;
    lKey : IPrivateKey;
begin
    cert := getCert;
    lKey := Cert.PrivateKey;

    { Monta um Store em memória com o Certificado obtido antes }
    store := CoStore.Create;
    store.Open(CAPICOM_CURRENT_USER_STORE, 'My', CAPICOM_STORE_OPEN_MAXIMUM_ALLOWED);
    store.Add(cert.DefaultInterface);
    { ... }

A função GetCert utilizada acima é minha e segue as instruções descritas no post sobre acesso ao Certificate Store com CAPICOM. De resto, o código apenas cria um Store em memória e adiciona a ele o certificado encontrado. O trecho também salva a chave privada deste certificado, informação que será usada mais adiante para gerar a assinatura em si.

A seguir, precisamos preparar o XML do exemplo para receber a assinatura. É que a interface do MSXML5 responsável por essa etapa se baseia num nó Signature do XML. Esse nó descreve as transformações pelas quais o XML deve ser submetido antes de ser de fato assinado. O nó Signature deve ser criado como mostrado abaixo:

<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" ?>
<enviNFe versao="2.00" xmlns="http://www.portalfiscal.inf.br/nfe">
   <idLote>71</idLote>
   <NFe>
         { ... }
      <Signature>
         <SignedInfo>
            <CanonicalizationMethod Algorithm="http://www.w3.org/TR/2001/REC-xml-c14n-20010315"/>
            <SignatureMethod Algorithm="http://www.w3.org/2000/09/xmldsig#rsa-sha1"/>
            <Reference URI="#NFe3508059978"
               <Transforms>
                  <Transform Algorithm="http://www.w3.org/2000/09/xmldsig#enveloped-signature"/>
                  <Transform Algorithm="http://www.w3.org/TR/2001/REC-xml-c14n-20010315"/>
               </Transforms>
               <DigestMethod Algorithm="http://www.w3.org/2000/09/xmldsig#sha1"/>
               <DigestValue></DigestValue>
            </Reference>
         </SignedInfo>
         <SignatureValue><SignatureValue>
      </Signature>
   </NFe>
</enviNFe>

Como podemos ver acima, o nó também deixa reservado um local para receber o hash (DigestValue) e outro para a própria assinatura (SignatureValue), que serão preenchidos automaticamente. A única parte variável do bloco preparado acima é o atributo URI da tag Reference, valor que reflete a identificação da Nota Fiscal contida no XML. Ou seja, deve-se montar o valor desse atributo a partir do valor do atributo Id da tag infNFe, precedendo este valor com o sinal #. Como o próprio nome diz, essa parte do XML faz referência ao nó (e seus filhos) que será resguardado pela assinatura digital.

Uma vez que o XML está preparado, podemos partir para a assinatura propriamente dita, o que é conseguido através da interface IXMLDigitalSignature do MSXML5. Então, precisamos criar uma instância dela e lhe fornecedor os dados para a assinatura:

var {...}
      xmlDoc: IXmlDomDocument3;
      noSignature : IXMLDOMElement;
      xmlSign : IXMLDigitalSignature;
      xmlDsigKey: IXMLDSigKey;
begin
      {...}
      { Monta o XML e prepara a tag Signature }
      xmlDoc := PreparaXML ();
      noSignature := EncontraNodeSignature (xmlDoc);

      if (noSignature <> Nil) then begin
      xmlSign := CoMXDigitalSignature50.Create;
      xmlSign.signature := noSignature;
      xmlSign.store := store;

      { Monta a chave com o tipo exigido pelo método Sign }
      xmlDsigKey := xmlSign.createKeyFromCSP(lKey.ProviderType, lKey.ProviderName, lKey.ContainerName, 0);
      { Assina o XML }
      xmlSign.sign(xmlDsigKey, NOKEYINFO);
      {...}
   end;
end;

Como podemos ver no trecho de código acima, o IXMLDigitalSignature precisa que indiquemos qual é o nó Signature do nosso XmlDomDocument e o Certificate Store que construímos no início do post. Agora, temos que chamar o método sign para completar o serviço. Para funcionar, ele precisa de algumas informações baseadas na chave privada do certificado. No exemplo acima, utilizei a chave recuperada a partir do certificado para criar uma instância da interface IXMLDSigKey contendo as informações necessárias.

O segundo parâmetro da função sign determina como os dados da chave serão incluídos na estrutura do XML. No exemplo, usei o valor NOKEYINFO para que tais dados não sejam incluídos automaticamente.

Após chamar a função sign, as tags que deixamos reservadas no nó Signature são automaticamente calculadas e preenchidas. Finalizando, para que o XML fique no padrão exigido para Notas Fiscais pela Receita Federal, só falta incluir um nó com os dados do certificado usado para assinar. Mostrei como fazer isso no post Certificado Digital para inclusão no XML com CAPICOM e Delphi.

  • Era isso mesmo que você estava procurando? – AndersonBS 29/03/14 às 15:35

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.