11

Seguinte, na prática, qual a diferença e como se faz serviço com .service, .factory e controller?

service.js

angular.module('app.services', [])

.factory('BlankFactory', [function(){

}])

.service('BlankService', [function(){

}]);

controller.js

angular.module('app.controllers', [])

.controller('servicoControler', function($scope) {

})

Vi esse vídeo, mas não entendi a diferença: Angular Factory vs Service

17

O controller seria o mediador principal de seu model e sua view. Nele você faria as manipulações necessárias para a interação com os serviços de sua aplicação. Quando digo serviços, não me refiro estritamente ao service, mas também ao .factory, ao .provider, ao .config e ao .value.

Factory

O nome factory faz referência a Factory Function, que são aquelas funções que retornam um objeto. Por exemplo:

var pessoa = function(nome, idade) {
  return {
    nome: nome,
    idade: idade
  }
}
var maria = pessoa("Maria", 23);
maria.idade; // 23

É nessa estrutura que a factory trabalha. Nela você retorna um objeto reusável (principal questão dos services - reusabilidade) no controller, a partir do parâmetro passado. Por exemplo:

.factory('usersAPI', [function($http){
     var _getUsers = function(){
         return $http.get('/users');
     };
     return{
        getUsers: _getUsers
     }
}])

Service

Já o service trabalha na estrutura de uma Constructor Function:

var Pessoa = function(nome, idade) {
  this.nome = nome;
  this.idade = idade;
}
var maria = new Pessoa("Maria", 23);
maria.idade; // 23

Estas também funcionam como um objeto, mas não o retornam. Trabalham com o uso do this. Exemplo que faz a mesma coisa do exemplo com o factory:

.service('usersAPI', function($http) {
  this.getUsers = function() {
    return $http.get('/users');
  };
})

No controller para chamar um desses serviços bastaria adicionar seu script e acrescentar a dependência com seu nome:

.controller('servicoControler', function($scope, usersAPI) {
    usersAPI.getUsers(); // retorna o get
})

No exemplo acima, esse mesmo código funcionaria para os dois casos já ditos. Como os dois, no exemplo, possuem o mesmo nome, seria aconselhável usar apenas um serviço.

É tudo uma questão de estruturação, design e principalmente reusabilidade do código.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.