6

Qual técnica posso utilizar para gerar gráficos no estilo do c e d dessa figura?

estilo c e d

Meu input vai ser no padrão: X, Y e o peso dessa posição, onde X e Y vão de -180° até 180°, e o peso varia de 0 a 1 utilizando 6 casas decimais, esse é o exemplo1 esse é o exemplo 2.

Esse arquivo é criado a partir do código de mapa de densidade, encontrado aqui.

Já testei com o GNUplot utilizando pm3d map e o pm3d interpolate, porém eu não consegui gerar os contornos por ser um gráfico muito espaço talvez...

Também tentei utilizar o matplotlib com pcolormesh aplicando levels e depois aplicando o countor ou countorf, utilizando este link como base.

Ou seja, eu consigo gerar gráficos assim: Utilizando o GNUplot

Com matplotlib eu tentei utilizando o código a seguir:

import matplotlib.pyplot as plt
from matplotlib.ticker import MaxNLocator
import matplotlib.colors as mcolors
import scipy.ndimage
import numpy as np

def make_colormap(seq):
    seq = [(None,) * 3, 0.0] + list(seq) + [1.0, (None,) * 3]
    cdict = {'red': [], 'green': [], 'blue': []}
    for i, item in enumerate(seq):
        if isinstance(item, float):
            r1, g1, b1 = seq[i - 1]
            r2, g2, b2 = seq[i + 1]
            cdict['red'].append([item, r1, r2])
            cdict['green'].append([item, g1, g2])
            cdict['blue'].append([item, b1, b2])
    return mcolors.LinearSegmentedColormap('CustomMap', cdict)

f = open("~/histogramaGLY.dat","r")
k = [[0 for x in xrange(359)] for x in xrange(359)] 
while 1:
    line = f.readline()
    if not line: break      
    line2 = ''.join(line).split()
    k[int(float(line2[0]))][int(float(line2[1]))] = float(line2[2])
f.close()
k = scipy.ndimage.zoom(k, 4)
z = np.array(k)

dx, dy = 0.25, 0.25

y, x = np.mgrid[slice(-180, 179 + dx, dx),
        slice(-180, 179 + dy, dy)
                ]
levels = MaxNLocator(nbins=1000).bin_boundaries(z.min(), z.max())

c = mcolors.ColorConverter().to_rgb
rvb = make_colormap(
    [c('white'), 0.05, c('cyan'), 0.1, c('blue'), 0.15, c('darkblue'), 0.2,  c('green'), 0.2,  c('lightgreen'), 0.3, c('yellow'), 0.4, c('red'), 0.5, c('darkred')])
N = 256

plt.contourf(x[:-1, :-1],
             y[:-1, :-1], k, levels=levels,
             cmap=rvb)
plt.show()

gerando esse gráfico:

Utilizando o MatPlotLib

Porém, não consigo gerar o efeito utilizado na figura 1.

Como fazer o efeito de smoothing ou countor que a primeira foto apresenta, sabendo que são 129600 linhas para interpolar?

  • Olá. Eu creio que o caminho deve ser esse mesmo: usar countorf. O seu resultado tá quase lá, na verdade. Ele provavelmente parece granulado porque o seu volume de dados é bastante discreto (pequeno). Talvez se você aumentar a massa de dados interpolando valores intermediários o resultado fique mais "bonito". Se você puder editar a questão para postar o código que já tem (e os dados), eu posso tentar fazer uns testes por aqui com essa ideia. – Luiz Vieira 29/03/14 às 15:43
  • Alterei o post, vejá o que eu consegui até agora e o padrão de entrada que eu uso. – Bruno 31/03/14 às 15:46
  • Então, eu olhei o seu código e até testei por aqui (com os dados que você forneceu na sua pergunta) e não vi problema. De fato, eu obtive um resultado bem diferente do seu, embora sem o granulado. Vide essa imagem e também essa outra (zoom da primeira na região com os dados). P.S.: estou usando o Python 2.7.6 no Windows 8, com Matplotlib 1.3.1, numpy 1.8.0 e scipy 0.13.2 – Luiz Vieira 31/03/14 às 17:47
  • 1
    Cara, no exemplo 2 aparece alguns pontos "granulados" próximo da área de interesse (canto superior direito), mas mesmo assim tá bem longe do que você tem na sua imagem. Não é ruído no arquivo de dados não? Aliás eu vi só agora que você já faz um ajuste com scipy.ndimage.zoom(k, 4). Bom, desculpe, mas não tenho mais sugestões a respeito. – Luiz Vieira 2/04/14 às 21:29
  • 1
    Então posta uma resposta para a tua própria pergunta e aceita ela logo após isso... – Marciano.Andrade 17/04/14 às 16:23
2

Resolvi utilizar os dados reais mesmo, sem interpolar, mas consegui contornar o problema utilizando uma interpolação inicial sobre os dados de entrada e utilizando o interpolate 0,0 no GNUPlot. Editei o texto e já mudei para resolvido meu problema.

Primeiramente eu mudei a geração dos dados de entrada, utilizando uma interpolação de 4x4 e depois apliquei o comando "set pm3d map interpolate 0,0" do GNUPlot, assim utilizando o padrão 0,0 o próprio GNUPlot escolhe a melhor interpolação dos dados.

Segue abaixo a diferença de sem interpolar e interpolando os dados. Resultado sem interpolação(Bastante Dados) Resultado com interpolação dos dados + interpolate do GNUPlot(Bastante Dados)

Abaixo segue o resultado utilizando poucos dados de entrada. Resultado sem interpolação(Poucos Dados) Resultado com interpolação dos dados + interpolate do GNUPlot (Poucos Dados)

Porém a desvantagem interpolando os dados é que eu acabo perdendo detalhes, que no meu caso não são ruídos, então acredito que vou utilizar os dados sem interpolar mesmo.

  • Já pensou em interpolar usando algum critério logaritmico? Assim você teria resultados mais "smooth" nas partes densas, e ao mesmo tempo não deixaria de ver os pontos esparsos (uma coisa mais ou menos assim: i.stack.imgur.com/uThQf.png ) – Bacco 27/04/14 às 0:20

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.