11

Gostaria de entender como funcionam os objetos criados seguindo o design pattern singleton em javascript.

Minhas principais duvidas são referentes aos métodos e atributos desse objeto, onde e como cria-los e onde e como acessa-los.

Li alguns artigos até em inglês mas não compreendi muito bem a forma de usar corretamente o singleton.

Como exemplo tenho esse código:

Fonte: Dofactory - Singleton

var Singleton = (function () {
    var instance;

    function createInstance() {
        var object = new Object("I am the instance");
        return object;
    }

    return {
        getInstance: function () {
            if (!instance) {
                instance = createInstance();
            }
            return instance;
        }
    };
})();

function run() {

    var instance1 = Singleton.getInstance();
    var instance2 = Singleton.getInstance();

    alert("Same instance? " + (instance1 === instance2)); //retorna true 
}

Os objetos estão sendo instanciados na function run, minha duvida nisso seria, se quero adicionar um método stop e um atributo status para saber se esse objeto está em run ou stop, como devo fazer isso seguindo o design pattern singleton?

Referencia:
A Beginner’s Guide to Design Patterns
JavaScript Design Patterns: Singleton

  • 2
  • Olá, @Rodrigo. Suas dúvidas não estão claras o suficiente. Você falou que são referentes a tais coisas, mas quais exatamente são essas dúvidas? Talvez com exemplos fique mais claro. – Pablo Almeida 24/12/15 às 19:55
  • @Pablo adicionei um exemplo e tentei explicar melhor minha dúvida, veja se está melhor agora – RodrigoBorth 24/12/15 às 20:19
  • "Os objetos estão sendo instanciados" o objeto, não "os" - a ideia do singleton é justamente que só exista uma única instância. Esse exemplo usa lazy instantiation, mas também poderia não usar, criando o objeto diretamente. De todo modo, é a função createInstance que você tem que alterar, para modificar o seu objeto singleton. Em vez de new Object("I am the instance"), você coloca o que você quiser que seu objeto seja. E o padrão garante que ele será o mesmo objeto sempre que você usar getInstance. P.S. não entendi essa parte: "saber se esse objeto está em run ou stop" – mgibsonbr 24/12/15 às 20:33
  • @mgibsonbr seria só o valor do atributo status, acho que estou comecando a entender... – RodrigoBorth 24/12/15 às 20:43

4 Respostas 4

3

Talvez começar olhando para ponteiros de memória dê uma esclarecida.

Veja essa situação utilizando o NEW

var a = new Object('Some Object A');
var b = new Object('Some Object B');

Nesse código temos dois objetos criados em duas variáveis diferentes. Na memória de sua máquina, fica mais ou menos assim:

Código                   Memória
var a ---------------->  Posição 0000
var b ---------------->  Posição 0001

Ouse seja, duas cópias são criadas.

Se eu fizer o seguinte:

var c = b;

Nesse caso, c === b, porque:

Código                   Memória
var a ---------------->  Posição 0000
var b ---------------->  Posição 0001
var c ---------------->  Posição 0001

Note que tanto b e c apontam para a mesma área de memória, ou seja, o mesmo objeto.

Isso é um básico de como funciona, resumido. Agora olhe no seu exemplo:

getInstance: function () {
  if (!instance) {
    instance = createInstance();
  }
  return instance;
}

Aqui você tá fazendo que se instance não existe, então cria uma instância. Logo, cada vez que você chamar getInstance, na primeira vez ele cria com NEW e nas outras apenas retorna o que já foi criado da primeira vez.

Colocando isso nos exemplos que citei:

var a = Singleton.getInstance();
var b = Singleton.getInstance();
var c = Singleton.getInstance();


Código                   Memória
var a ---------------->  Posição 0000
var b ---------------->  Posição 0000
var c ---------------->  Posição 0000

Em resumo, isso acontece porque só uma vez é criado e na outra, apenas uma referência para a instancia Singleton é retornada.

Espero que o textão tenha ajudado!!!

0

No seu exemplo, Object seria o objeto que você quer tornar um singleton. Basta substituir (dado que você definiu seu objeto) e, se usar apenas o Singleton, você sempre terá apenas um exemplar do objeto.

Você deve criar os seus métodos run e stop dentro da definição desse objeto seu.

Para uma revisão de como isso é feito, dê uma olhada aqui: Como funcionam protótipos em JavaScript?

0

Uma forma de visualizar é a seguinte.

Imagine que você tem uma classe de conexão com o banco de dados, e não quer criar um objeto novo na memória toda vez que você precisar acessar o banco de dados, então você usa o Singleton.

Isso vai garantir que se crie vários objetos para fazer uma coisa comum em várias partes do projeto.

-2
const miSingleton = (function () {
// instancia guarda a referencia singleton
let instancia;

function init () {

    function metodoPrivado () {
        console.log('Eu sou privado');
    };

    let varPrivada = 'Sou uma variable privada';
    let numeroRandomicoPrivado = Math.random();

    return {
        metodoPublico: function (params) {
            console.log('Sou um metodo público');
        },
        propiedadePublica:'Sou uma propiedade publica',
        obterNumeroRandomico: function () {
            return numeroRandomicoPrivado;
        }
    };
};

return {
    // Obtenha a instancia singleton se nao existe ou crie uma
    obterIntancia: function () {
        if (!instancia) {
            instancia = init();
        }
        return instancia;
    }
};

})(); const singleA = miSingleton.obterIntancia(); const singleB = miSingleton.obterIntancia(); console.log(singleA.obterNumeroRandomico() === singleB.obterNumeroRandomico()); // true console.log(singleA.obterNumeroRandomico()); console.log(singleB.obterNumeroRandomico());

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.