4

Atualmente eu uso uma programação como essa

<?php

$array = array('nome'=>'Alisson', 'idade'=>20);

$query = $conn->prepare("INSERT INTO table (nome,idade) VALUES (:nome, :idade)");
$query->execute($array);

?>

Qual a diferença se eu usar o bindValue ao invez do array() ? Deixar meu código mais ou menos assim:

<?php

$query = $conn->prepare("INSERT INTO table (nome,idade) VALUES (:nome, :idade)");

$query->bindValue(':nome', 'Alisson', PDO::PARAM_STR);
$query->bindValue(':idade', '20', PDO::PARAM_STR);

$query->execute();

?>

2 Respostas 2

1

Como acréscimo à resposta do @rray, gostaria de destacar aqui a vantagem de utilização do execute com array em relação ao método PDOStatment::bindValue.

Muitas vezes os dados que queremos passar para o bindValue pode estar em um array. A utilização poderia ser trabalhosa se você fosse definir um por um.

Exemplo:

$array = array('nome'=>'Alisson', 'idade'=>20);

$query = $conn->prepare("INSERT INTO table (nome,idade) VALUES (:nome, :idade)");

$query->bindValue(':nome', $array['nome'], PDO::PARAM_STR);

$query->bindValue(':idade', $array['idade'], PDO::PARAM_STR);

Quando eu precisei fazer uma operação de passar os valores de um array dinamicamente para o bindValue, a primeira coisa que eu pensei para diminuir o meu trabalho foi em fazer um foreach.

$array = array('nome'=>'Alisson', 'idade'=>20);

$query = $conn->prepare("INSERT INTO table (nome,idade) VALUES (:nome, :idade)");

foreach ($array as $key => $value) {
    $query->bindValue(":$key", $value, PDO::PARAM_STR);
}

No final das contas foi mais vantajoso usar execute passando o array.

Pequena diferença

Por mais que não pareça, eu acabei notando uma pequena diferença entre os dois. Isso só é percepível quando usamos o caractere ? para efetuar a 'vinculação de parâmetros'.

Veja:

$calories = 150;
$colour = 'red';
$sth = $dbh->prepare('SELECT name, colour, calories
    FROM fruit
    WHERE calories < ? AND colour = ?');
$sth->bindValue(1, $calories, PDO::PARAM_INT);
$sth->bindValue(2, $colour, PDO::PARAM_STR);
$sth->execute();

Observe que é necessário definir a posição das interrogações (?) para poder definir qual valor será vinculado a tal parâmetro.

Porém no caso do execute é um pouco diferente. O vínculo dos parâmetros ocorrerá de acordo com a posição do elemento no array

$calories = 150;
$colour = 'red';
$sth = $dbh->prepare('SELECT name, colour, calories
    FROM fruit
    WHERE calories < ? AND colour = ?');
$sth->execute(array($calories, $colour));

A contagem nesse caso ocorre a partir do 0. Se você tentar nomear erroneamente um array (numericamente), ocorrerá um erro ao tentar rodar o método execute:

$calories = 150;
$colour = 'red';
$sth = $dbh->prepare('SELECT name, colour, calories
    FROM fruit
    WHERE calories < ? AND colour = ?');
$sth->execute(array(1 => $calories, 2 => $colour));

PHP warning: PDOStatement::execute(): SQLSTATE[HY093]: Invalid parameter number: parameter was not defined

3

A diferença entre passar os valores com bindValue() e execute() do primeiro com o segundo código é nenhuma.

Ambos os parâmentros estão sendo enviados como string, todos os argumentos enviados em execute() são do tipo string enquanto bindValue() permite outros tipos como o PDO::PARAM_INT que é usado praticamente em um clásula LIMIT/OFFSET

Relacionado:

Qual a diferença entre bindParam e bindValue?

SQL LIMIT parametrizado no PHP com PDO

0

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.